Giuliano Losacco e Eduardo Leite lamentam problemas com o asfalto

30 de setembro de 2011

Muito calor, asfalto soltando e treinos cancelados. Assim foi o primeiro dia de treinos para a 10ª etapa da Stock Car (Copa Caixa Stock Car), em Londrina (PR), nesta sexta-feira (dia 30). Enquanto todos “derretiam” no calor de quase 40 graus, o novo asfalto também não suportou a tração dos Stock Cars e começou a se soltar ao final da primeira sessão de treinos pela manhã.

Com as condições ruins da pista, os treinos da tarde foram cancelados e toda a programação de sábado (1), quando será definido o grid de largada, sofrerá alterações. Os organizadores estudam agora uma forma de solucionar o problema no asfalto.

No domingo (3), a largada da etapa está prevista para as 11h35 (ao vivo no Sportv e compacto na TV Globo).

“A gente entende que todos querem sempre melhorar. A idéia era tornar o asfalto melhor. Acho que ficou bom, o problema é que não teve tempo suficiente para ‘curar’”, declarou o bicampeão Giuliano Losacco, da equipe Hot Car Competições (Bardahl / Agecom), lembrando que o trabalho de recapeamento foi finalizado na última quarta-feira.

“O Stock Car é pesado, traciona muito e começou a arrancar o asfalto”, continuou o piloto, que já venceu duas vezes no autódromo paranaense.

Losacco participou do treino da manhã no primeiro grupo e foi o 15º no geral. O paulista Daniel Serra foi o mais veloz do dia.

“Na última etapa, sofri uma batida muito forte e o meu carro precisou ser refeito. Com isso, ainda não encontramos o melhor equilíbrio, mas a equipe está trabalhando para achar o problema. Vamos torcer para estar tudo redondo para amanhã”, completou.

Piloto mais jovem da categoria, Eduardo Leite não andava em Londrina desde 2007, quando venceu uma prova da Stock Car Jr., categoria de acesso. De lá pra cá, além do asfalto, a pista também teve mudanças no traçado. “Andei no segundo grupo e a pista já estava pior. Fazia tempo que não andava aqui e o traçado mudou bastante. Estava me readaptando e só andei com pneu ruim. Agora vamos ver o que vai acontecer com o asfalto para que possamos treinar amanhã”, declarou o piloto de 23 anos. Leite finalizou a sessão em 24º.

Chefe da equipe Hot Car, Amadeu Rodrigues, ressaltou que os trabalhos recomeçam do zero neste sábado. “Não deu para ver nada hoje. Com o asfalto soltando, o carro tinha uma reação a cada curva. Acredito que amanhã começa todo mundo do zero novamente”, finalizou.

Foto: Vanderley Soares/Divulgação.