Hitech Racing leva brasileiro para a última etapa da F3 Inglesa

7 de outubro de 2011

Atual vice-líder do Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3 e dona de diversas vitórias na categoria, a Hitech Racing Brasil novamente cumpre outro objetivo proposto quando de sua chegada ao automobilismo brasileiro. Depois de levar o paranaense Pietro Fantin à Fórmula 3 Inglesa, a equipe brasileira segue em seu papel de formadora de pilotos e neste final de semana leva o mineiro Guilherme Silva para fazer sua estreia no automobilismo europeu.

Sede brasileira da equipe Hitech Racing da Inglaterra, o time liderado pelo engenheiro mecânico e ex-piloto Rodrigo Contin alia a proposta de formar novos pilotos no Brasil, preparando-os e apresentando o conceito do fortíssimo automobilismo europeu. Dentro desta proposta está transmitir sua experiência aos pilotos que por ela competem, como é o caso do mineiro Guilherme Silva, que já integra a Hitech Racing Brasil a cerca de um ano e meio.

Neste período Guilherme conquistou diversas vitórias no Sul-Americano de Fórmula 3 e é o vice-líder do campeonato. “Está chegando a hora do Guilherme dar mais um passo em sua carreira e também o momento de fecharmos um ciclo em nossa proposta, que é fazer este intercâmbio muito bem planejado entre o automobilismo brasileiro e europeu”, analisa Rodrigo Contin. “O pioneiro conosco neste trabalho foi o Pietro Fantin, que neste final de semana encerrará sua primeira temporada na Fórmula 3 Inglesa, pela Hitech Racing. Não poderíamos ter nosso trabalho coroado de maneira melhor após a conquista da primeira vitória do Pietro por nossa equipe em Rockingham algumas semanas atrás. Todos nós da equipe, engenheiros, mecânicos, instrutores, ficamos honrados e muito orgulhosos de termos feito parte deste projeto iniciado no Brasil”, prossegue Contin.

Além de essencialmente competir no Sul-Americano de Fórmula 3, os pilotos da Hitech Racing Brasil são preparados para disputar os mais diversos campeonatos do automobilismo europeu, como a Fórmula Abarth, a Fórmula Renault, GP3 e, claro, a própria Fórmula 3 Inglesa. “Não pensamos apenas em fazer o piloto participar de um campeonato com a equipe”, ressalta Contin. “Treinamos e preparamos nossos pilotos desde cedo, passando nossa experiência em competições nacionais e internacionais, ensinando a trabalhar o ‘setup’ do carro, aquisição de dados e, assim, formar seu conhecimento para conversas técnicas com diferentes engenheiros. Não basta ao piloto ser rápido, ele precisa conhecer o carro que guia, e esse é um de nossos princípios. Queremos que ele conheça a metodologia europeia e, depois, preparado, ele pode escolher a categoria onde quer competir”, emenda.

Para seu primeiro contato com o automobilismo europeu Guilherme Silva realizou treinos com a Hitech Racing nesta quarta-feira (5) no País de Gales, no autódromo de Anglesey. A partir desta sexta-feira (7) o brasileiro terá sua primeira experiência em treinos oficiais da categoria, que encerrará sua temporada no lendário autódromo de Silverstone. “O Guilherme está tranquilo, pois apesar de novo ele já leva uma bagagem de conhecimento técnico muito importante, adquirida neste ano e meio em que esteve conosco no Brasil. Sabemos que este é um passo novo e difícil também, mas tenho convicção de que ele chega preparador e para ficar no automobilismo europeu”, finaliza Rodrigo Contin.

Foto: Divulgação.