Djalma Fogaça avalia desempenho da primeira etapa

4 de março de 2012

Problema de câmbio no caminhão de Pedro Gomes impediu o piloto paulista de ir além do 11o lugar. Já Danilo Dirani tinha ritmo superior ao dos líderes da prova nas voltas finais, mas perdeu, nos boxes, nove giros em relação ao vencedor em razão de um problema elétrico.

A primeira etapa da temporada de 2012 da Fórmula Truck, realizada neste domingo (4) no Autódromo do Velopark (RS), não terminou da maneira esperada para a equipe Ford Racing Trucks / DF Motorsport. Mas, apesar de ter ficado distante da vitória, o time comandado pelo ex-piloto Djalma Fogaça fechou a rodada gaúcha – válida pelos campeonatos Brasileiro e Sul-Americano da categoria -, com a certeza de que brigará por pódios e vitórias nesta temporada.

Na etapa deste domingo, os dois caminhões preparados pela DF Motorsport poderiam ter disputado as primeiras posições – e só não figuraram entre os TOP-6 no resultado final em razão de diferentes problemas enfrentados por Danilo Dirani e Pedro Gomes ao longo das 45 voltas da disputa. Um desfecho que, na visão de Fogaça, sugere diferentes caminhos a seguir.

“Neste domingo, tínhamos caminhão para brigar pela vitória, mas perdemos para nós mesmos”, declarou. “Com o Danilo enfrentamos um problema elétrico que o obrigou a parar nos boxes por nove voltas, e com isso perdemos a chance de vencer. Quando o colocamos de volta à pista, nossos tempos eram mais rápidos do que os dos primeiros colocados, e isso serviu de parâmetro para avaliarmos o nosso potencial. Agora vamos voltar para a oficina, melhorar o que precisa ser melhorado e seguir para a segunda etapa do campeonato procurando evitar as mesmas falhas”, acrescentou.

Na visão de Danilo Dirani, o fato de seu Ford Cargo # 70 ter sido o mais rápido da pista nas últimas voltas serviu como uma espécie de recomeço para a equipe visando o trabalho de preparação para a etapa de Jacarepaguá.

“No final da corrida, com todo esse calor e o desgaste do equipamento, minha melhor volta foi apenas um segundo mais lenta que na sessão de classificação. Meu caminhão era o mais rápido da pista nessas últimas passagens, e agora a equipe vai investigar qual foi exatamente a origem da falha elétrica que comprometeu o nosso fim de semana. Fechamos o domingo, no entanto, com a certeza de que temos um ótimo caminhão para disputar o campeonato”, avaliou.

A equipe Ford Racing Trucks somou pontos com o piloto de Ribeirão Preto Pedro Gomes, que estreou pela equipe com um 11o lugar. Logo no início da prova, Pedro passou a perder cerca de 1s5 por volta em razão de um problema de câmbio, que o deixou de fora da briga pelo pódio.

“Vejo um lado bastante positivo nesta estreia, já que terminei a corrida somando alguns pontos. Mas, diante do cenário que se configurava para nossa equipe em razão do potencial dos nossos caminhões, acredito que poderíamos ter ido um pouco mais para a frente. Como temos praticamente um mês até a etapa do Rio de Janeiro, há tempo para corrigir as falhas e chegar a Jacarepaguá com um equipamento bastante competitivo”, comentou.

O calor na casa dos 35ºC foi o grande desafio dos pilotos que participaram da abertura da temporada 2012 da Fórmula Truck. A prova foi vencida pelo pernambucano Beto Monteiro. A temporada 2012 da Fórmula Truck prossegue no dia 01 de abril quando o autódromo do Rio de Janeiro, recebe a segunda etapa do Campeonato Brasileiro da categoria. Confira como terminou a corrida deste domingo no Velopark:

1) Beto Monteiro (I, PE), 45 voltas em 1:00:50.696 (média de 101,08km/h)
2) Felipe Giaffone (W , SP), a 9.750
3) André Marques (W , SP), a 19.770
4) Adalberto Jardim (W , SP), a 21.160
5) Paulo Salustiano (V , SP), a 52.619
6) Diumar Bueno (V , PR), a 57.179
7) Fred Marinelli (I , PR), a 1:04.942
8) Luiz Pucci (V , RA), a 1:10.715
9) Wellington Cirino (M , PR), a 1 volta
10) Leandro Reis (S , GO), a 1 volta
11) Pedro Gomes (F , SP), a 1 volta
12) Christian Fittipaldi (M , SP), a 2 voltas
13) Regis Boessio (M , SP), a 2 voltas
14) Luiz Lopes (M , SP), a 5 voltas
15) Debora Rodrigues (W , SP), a 6 voltas
16) Danilo Dirani (F , SP), a 9 voltas
17) Roberval Andrade (S , SP), a 10 voltas
18) Zé Maria Reis (S , GO), a 16 voltas
19) Leandro Totti (M , PR), a 22 voltas
20) Valmir Benavides (I , SP), a 26 voltas
21) Pedro Muffato (S , PR), a 38 voltas
22) Renato Martins (W , SP), a 39 voltas
23) João Maistro (V , PR), a 44 voltas

Melhor Volta: Leandro Totti, 1:10.676 (116,03 km/h)

Tags: