Após primeiro ponto, Force India se concentra na Malásia

20 de março de 2012

A Force India confirmou as expectativas de ficar no bloco intermediário na prova de abertura da Fórmula Um em Melbourne. O 10º lugar de Paul di Resta garantiu o primeiro ponto para a equipe no campeonato. Nico Hulkenberg não teve vida longa na corrida, pois bateu logo na primeira volta, após largar na 9ª posição.

“O Grande Prêmio da Austrália foi certamente muito empolgante para os torcedores. Infelizmente para nós, Nico saiu logo na primeira volta da corrida. Essas coisas acontecem, mas foi algo cruel depois de um fim de semana excelente para ele. A corrida de Paul foi boa e ele ainda conquistou um ponto. É prematuro fazer uma avaliação aprofundada depois de apenas uma corrida, mas tiramos muitas lições da Austrália e vamos tentar ser mais consistentes na Malásia”, afirma Vijay Mallya, chefe da equipe.

Vijay mostra-se empolgado para o Grande Prêmio da Malásia após o bom resultado na Austrália. “Sepang é importante para sabermos em qual patamar estamos. Estou otimista que os pilotos devem estar mais adaptados ao VJM05 do que em Melbourne para que possamos conquistar mais pontos. O objetivo em Sepang vai ser repetir o desempenho de Melbourne . Foi muito bom termos conseguido um ponto na última volta. Estamos buscando mais ritmo e será interessante ver se podemos melhorar em um circuito com características diferentes das de Melbourne”, afirma o chefe da Force India.

Paul acha que o calor é um dos principais desafios da corrida em Sepang. “Esta é, junto com Cingapura, a corrida mais difícil da temporada por conta do calor e da umidade. Não tanto quando você está pista porque você sente o fluxo de ar, mas é muito forte quando estamos parados nos boxes, onde fora o clima, existe o calor do motor e dos pneus”, encerra di Resta.

Decepcionado com o resultado na prova de abertura, Nico Hulkenberg tenta se concentrar na segunda etapa do Mundial. “Apesar do resultado aparentemente ruim, fico feliz em voltar a guiar, mas foi frustrante principalmente quando você vê no desenrolar da corrida que você poderia estar brigando por pontos. Agora estou totalmente focado na Malásia. Não adianta pensar no que poderia ter acontecido.”

Assim como Paul di Resta, Nico Hulkenberg enxerga o calor como um dos principais obstáculos a serem superados na Malásia. “O circuito de Sepang tem uma boa variação de curvas de alta e baixa velocidades além de duas longas retas. É necessário um equilibrio do carro entre potência máxima do motor e trechos de baixa. As altas temperaturas e a superfície da pista resultam em um desgaste maior dos pneus. É necessário fazer um ajuste focado nos pneus”, encerra o piloto alemão.

Foto: Force India/Divulgação

Tags: