MS Rally aposta em um novo sistema no motor para o RN 1500

11 de abril de 2012

Nesta quinta (12), começa o RN 1500, segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. A competição é famosa pela mudança de terrenos e é considerada pelos pilotos e navegadores uma prova completa.

Estreante na competição, a MS Rally, única equipe de Brasília a participar do calendário brasileiro de rally, aposta em um novo sistema para se destacar nas quatro etapas do RN 1500. Os brasilienses contam com uma central de gerenciamento de motor para evitar a perda de torque da L200 Protóm movida a álcool.

Segundo o piloto Mauro Guedes, essa é a etapa ideal para estrear o sistema. “A prova vai passar por dunas, praias e locais com muitas pedras onde teremos que forçar o motor a trabalhar com rotações intermediárias. O sistema irá fazer com que a gente ganhe até 50 cavalos de potência nesses trajetos”, explica.

A central de gerenciamento opera os comandos do motor automaticamente, aproveitando todo o potencial do motor da L200 Protóm. Poucos carros usufruem dessa tecnologia avaliada em R$ 10 mil. Além de evitar a perda de potência, o sistema também grava as informações do motor nas últimas quatro horas em que esteve ligado.

Basta um cabo ligado ao computador e um clique para que as informações sobre mistura de combustível, pressão, temperatura, entre outras sejam analisadas pelos mecânicos. “No Rally Barretos ficamos fora da primeira etapa por causa de uma peça de R$ 5. Nesta prova, vamos investir para, inclusive, detectar possíveis problemas”, diz o navegador, Neurivan Calado.

Para ele, o RN 1500 é um dos melhores desafios do calendário de provas cross country. “No primeiro dia será areia pesada e muitas dunas. Depois andamos no meio do Seridó potiguar, um sertão de pedras, e voltamos por lindas praias e mais dunas. É que vai exigir muito da navegação e será um grande teste para o Rally dos Sertões”, detalha o navegador.

A largada oficial acontece no município de Parnamirim. Os competidores seguem acelerando para São Miguel do Gostoso. O segundo dia traz uma especial de 200 km até Currais Novos. A especial do Sertão de Pedras acontece no sábado, com largada e chegada em Currais Novos. Fechando a prova, no domingo, os pilotos retornam à capital Natal, cruzando 220km de serras sinuosas.

Foto: Felipe Linhares/Tripé Foto

Tags: