Nico Rosberg conquista primeira vitória na Fórmula Um

15 de abril de 2012

Por Robério Lessa – O piloto Nico Rosberg venceu o Grande Prêmio da China de Fórmula Um, disputado neste domingo (14), no circuito de Xangai. O piloto da Mercedes, que é filho do campeão Keke Rosberg (1982), largou da pole e conquistou sua primeira vitória na categoria após 11 corridas disputadas.

A conquista de Nico, que é alemão, também foi bastante comemorada pela sua equipe, pois foi o primeiro triunfo da Mercedes após seu retorno à F-1 dede que se retirou das corridas após fazer história nos anos 1950. Sua última vitória havia sido no GP da Itália de 1955 com Juan Manuel Fangio.

No pódio, ao lado de Rosberg, os pilotos da McLaren, Jenson Button (segundo) e Lewis Hamilton (terceiro) completaram a festa da Mercedes que também fornece motores para os carros da escuderia britânica.

“Este é um momento muito especial para mim. O fim de semana inteiro foi perfeito Minha primeira pole position, agora a minha primeira vitória na Fórmula Um. É realmente fantástico, é também a primeira vitória para a Mercedes nesta nova fase. Isso é realmente especial para mim. Estou muito orgulhoso de que nós melhoramos o carro tão rapidamente. Eu nunca vou esquecer essa corrida e nas últimas 20 voltas senti o tempo como se eu estivesse correndo nas 24 Horas de Le Mans, mas depois de cruzar a linha foi tão intenso. Vamos aproveitar este momento, mas nossos pés ainda estão no chão. Nós ainda não estamos onde queremos estar, ainda estamos trabalhando duro para entender o carro e os pneus em todas as condições, e vamos continuar pressionando para melhorar nosso ritmo de corrida ainda mais. Vamos ver como isso funciona no Bahrein,” disse Nico Rosberg.

Bruno Senna marcou pontos em sua segunda corrida consecutiva e concluiu a prova em sétimo lugar. Felipe Massa chegou em décimo terceiro.

Com o resultado da prova Lewis Hamilton assumiu a liderança do campeonato com 45 pontos conquistados, seguido por Jenson Button, com 43. Em terceiro aparece Fernando Alonso, com 37 pontos.

Nico não enfrentou problemas para permanecer à frente dos demais abrindo uma boa vantagem nas voltas iniciais após uma boa largada.

Os brasileiros Bruno Senna e Felipe Massa também largaram bem e ganharam duas posições. Bruno Senna chegou a tocar na Ferrari de Massa e perdeu parte do bico de seu Williams, mas sem causar maiores danos ao equipamento. Quem largou mal foi o bicampeão Sebastian Vettel, e foi superado por vários pilotos.

Em segundo, Michael Schumacher, companheiro de equipe de Nico, abandonou a prova na décima terceira volta após sair dos boxes na parada para troca de pneus e sair sem que a roda dianteira direita fosse devidamente apertada.

O Mexicano Sérgio Perez protagonizou uma bela disputa com o britânico Lewis Hamilton na segunda metade da prova. Apesar de estar com pneus desgastados, Perez conseguiu conter os ataques do campeão de 2008 deixando para frear sua Sauber mais dentro da curva, travando os pneus e sustentando a posição (terceira naquele momento da corrida). Hamilton só conseguiu superar o representante do México quando este entrou nos boxes para usar troca de pneus.

Voltas depois Hamilton entrou nos boxes junto com Alonso e permaneceu à frente do espanhol que reeditou o duelo da corrida passada com Sérgio Perez. Alonso foi o nono com a Ferrari, depois de ter perdido saído fora de pista tentando passar a Williams de Pastor Maldonado, o oitavo colocado.

Jenson Button, que fazia uma corrida com enormes possibilidades de superar Rosberg na estratégia de paradas, viu seus planos serem jogados na lata do lixo quando perdeu mais de seis segundos por conta de um problema na roda esquerda traseira.

Assim, Nico levou seu carro número seis para cruzar a linha de chegada em meio a enorme vibração e sua equipe. Aos gritos, pelo rádio de comunicação, agradeceu o trabalho da escuderia alemã e dizia ser inacreditável aquele momento.

Confira o resultado final do GP da China:
1.  Rosberg       Mercedes                   1h36:26.929
2.  Button        McLaren-Mercedes           +    20.626
3.  Hamilton      McLaren-Mercedes           +    26.012
4.  Webber        Red Bull-Renault           +    27.924
5.  Vettel        Red Bull-Renault           +    30.483
6.  Grosjean      Lotus-Renault              +    31.491
7.  Senna         Williams-Renault           +    34.597
8.  Maldonado     Williams-Renault           +    35.643
9.  Alonso        Ferrari                    +    37.256
10.  Kobayashi     Sauber-Ferrari             +    38.720
11.  Perez         Sauber-Ferrari             +    41.066
12.  Di Resta      Force India-Mercedes       +    42.273
13.  Massa         Ferrari                    +    42.700
14.  Raikkonen     Lotus-Renault              +    50.500
15.  Hulkenberg    Force India-Mercedes       +    51.200
16.  Vergne        Toro Rosso-Ferrari         +    51.700
17.  Ricciardo     Toro Rosso-Ferrari         +  1:03.100
18.  Petrov        Caterham-Renault           +     1 volta
19.  Glock         Marussia-Cosworth          +     1 volta
20.  Pic           Marussia-Cosworth          +     1 volta
21.  De la Rosa    HRT-Cosworth               +     1 volta
22.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +    2 voltas
23.  Kovalainen    Caterham-Renault           +    3 voltas

Melhor volta:  Kobayashi, 1:39.960

Confira a classificação do Campeonato Mundial de Pilotos após três etapas da Fórmula Um:
1.  Hamilton      45
2.  Button        43
3.  Alonso        37
4.  Webber        36
5.  Vettel        28
6.  Rosberg       25
7.  Perez         22
8.  Raikkonen     16
9.  Senna         14
10.  Kobayashi      9
11.  Grosjean       8
12.  Di Resta       7
13.  Vergne         4
14.  Maldonado      4
15.  Ricciardo      2
16.  Hulkenberg     2
17.  Schumacher     1

Confira a classificação do Mundial de Construtores:
1. McLaren-Mercedes 88
2. Red Bull-Renault 64
3. Ferrari 37
4. Sauber-Ferrari 31
5. Mercedes 26
6. Lotus-Renault 24
7. Williams-Renault 18
8. Force India-Mercedes 9
9. Toro Rosso-Ferrari 6

Foto: Mercedes-Divulgação.

Tags: