Rafael Suzuki pontua em Motegi

13 de maio de 2012

A corrida deste domingo da Formula 3 Japonesa, a quarta da temporada, foi diferente para Rafael Suzuki. Segundo o piloto, que neste ano compete com o modelo anterior dos chassis Dallara, o F308, contra os novos carros F312, esta foi a primeira oportunidade em que ele teve um equipamento competitivo. O paulista tem encontrado muitas desvantagens, mas, para esta prova, as mudanças feitas em seu carro surtiram efeito e o deixaram em condições de almejar melhores posições. A segunda rodada dupla da categoria foi disputada entre os dias 11 e 13 de maio no autódromo de Motegi.

No treino classificatório, Rafael conseguiu o nono lugar para a corrida de sábado. Após uma boa largada, seguiu pressionado durante todas as voltas da prova, mas se manteve na sétima posição até a bandeirada final.

Para a prova de domingo, com a oitava posição no grid, a equipe Mad Croc Toda Racing decidiu uma estratégia ousada para um novo acerto do carro, que resultou em um melhor rendimento. Logo na largada, Suzuki pulou para a sexta posição e manteve um ritmo próximo dos líderes durante toda a prova, porém, as características da pista dificultaram as ultrapassagens. Com o sexto lugar, o brasileiro terminou novamente na zona de pontuação.

A próxima etapa, que seria disputada no circuito chinês de Zhuhai em meados de junho, foi cancelada por motivos logísticos. Uma nova rodada dupla, que será realizada no Japão, deve ser confirmada em breve.

Corridas em Motegi
“Domingo foi muito melhor do que sábado. Na primeira, o rendimento dos pneus era muito ruim após duas ou três voltas e isso comprometia nosso desempenho. Com as grandes mudanças que fizemos, pela primeira vez na temporada, conseguimos ser competitivos em relação aos ponteiros. Tinha um ritmo de corrida bom, mas Motegi é uma pista particularmente muito difícil de ultrapassar”.

Evolução do carro
“Existe uma esperança. Embora minha vontade é de ganhar corridas, entendo a nossa realidade e a toda a equipe está buscando o melhor possível. Os novos carros, dentro do regulamento técnico do campeonato, são de meio a um segundo mais rápidos por volta. Algumas peças aerodinâmicas foram retiradas do F308, e também foram acrescidos 10 quilos. Tudo isso faz o carro completamente diferente dos usados em anos anteriores, então, não temos referências. Com o cancelamento da corrida em Zhuhai, teremos mais tempo para trabalhar na evolução do carro, e vamos continuar buscando diminuir essa diferença”.

Resultado da primeira corrida em Motegi (sábado):
1) H. Yamauchi (F312) – 25min11s301 (14 voltas)
2) R. Hirakawa (F312) – a 0.709
3) Richard Bradley (F312) – a 5.486
4) Y. Nakayama (F312) – a 5.995
5) T. Nojiri (F312) – a 6.754
6) K. Hiramine – a 10.474
7) Rafael Suzuki – a 17.818
8) D. Sasaki – a 18.129
9) T. Katsuta – a 18.856
10) Gary Thompson – a 26.803

Resultado da segunda corrida em Motegi (domingo):
1) Y. Nakayama (F312) – 36min10s726 (20 voltas)
2) R. Hirakawa (F312) – a 0.954
3) T. Nojiri (F312) – a 5.572
4) H. Yamauchi (F312) – a 6.473
5) Richard Bradley (F312) – a 11.282
6) Rafael Suzuki – a 12.141
7) K. Hiramine – a 16.776
8) D. Sasaki – a 18.342
9) T. Katsuta – a 32.656
10) Gary Thompson – a 41.278

Tags: