Daniel Serra vence e assume lideranaça da Stock Car

20 de maio de 2012

O GP Ribeirão Preto da Stock Car teve um vencedor diferente neste domingo, no circuito montado nas ruas da cidade do interior de São Paulo. Após dois anos com Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing) na ponta, foi a vez de Daniel Serra (Red Bull Racing) ganhar pela terceira vez em sua carreira na categoria e assumir a liderança da classificação 2012. Cacá Bueno, o pole position, chegou em segundo formando a dobradinha do time de Andreas Mattheis. O público estimado do evento foi de 45 mil pessoas, que viram Átila, ‘O Rei de Ribeirão’, fechar o pódio em terceiro lugar.

“Em primeiro lugar, a equipe está de parabéns. A gente conseguiu fazer uma dobradinha na classificação e na corrida, a equipe já ganhou três corridas de quatro neste ano… Então, parabéns a todos!”, disse Daniel Serra após a prova. Ele também falou sobre a ultrapassagem sobre Cacá Bueno na primeira curva.

“Sabia que a largada seria muito importante se eu quisesse ganhar a corrida. Eu vi que o meu pulo foi muito bom e consegui assumir a liderança. Consegui relargar sempre muito bem após as entradas do safety car… Foi tranquilo em termos de disputa, mas o meu ritmo teve de ser bem forte”, completou.

Já Cacá Bueno não ficou contente em perder a posição na largada para o companheiro de equipe. Ele deixou claro que não aprovou a maneira como Daniel Serra assumiu a liderança, mas sabe que o resultado foi importante na sua busca pelo pentacampeonato da principal categoria do automobilismo do Brasil.

“Não larguei mal, e o Daniel sabe que não fiquei contente, porque fui espremido no muro. Na hora tirei o pé para não causar uma confusão maior. Não quero polemizar, até porque o Daniel tinha um ritmo um pouco melhor do que o meu, andou forte o fim de semana inteiro, é um cara que merece a vitória, trabalha super bem, não é líder do campeonato à toa, tem potencial… O ritmo do carro da equipe é bom, isso é o que importa”, disse o piloto do carro #0 da Red Bull Racing, vice-líder da classificação com duas vitórias no ano e 64 pontos. Serra é o líder com 69.

Apesar de não ter vencido pela terceira vez em Ribeirão, Átila abreu ficou satisfeito com o desempenho. Largou da oitava posição, fez algumas ultrapassagens e ainda chegou em terceiro após superar Julio Campos (Carlos Alves Competições) nas últimas voltas.

“Estou feliz por estar mais uma vez no pódio, e o terceiro lugar para mim acaba sendo uma vitória pela posição que conquistei no treino classificatório. A pista é estreita, difícil de ultrapassar e ainda contra pilotos muito bons ali na frente do grid. É um orgulho conquistar essa posição. Estou muito feliz, adoro essa cidade! Espero chegar no fim disputando o título, que é o meu objetivo”, finalizou o agora quarto colocado na classificação, com 52 pontos.

A próxima etapa da Copa Caixa Stock Car será no dia 1º de julho, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR).

Resultado da 4ª etapa da Copa Caixa Stock Car – 3º GP Ribeirão Preto
Circuito de rua de Ribeirão Preto, 2.395 metros

1.º) Daniel Serra, Red Bull Racing (Chevrolet) – 28 voltas, em 41min38s772
2.º) Cacá Bueno, Red Bull Racing (Chevrolet) – a 0s844
3.º) Átila Abreu, Mobil Super Pioneer Racing (Chevrolet) – a 2s356
4.º) Julio Campos, Carlos Alves Competições (Peugeot) – a 4s517
5.º) Marcos Gomes, Medley Fulltime (Peugeot) – a 5s381
6.º) Thiago Camilo, RCM Motorsport (Chevrolet) – a 5s807
7.º) Denis Navarro, Neoquimica Vogel Motorsport (Chevrolet) – a 8s410
8.º) Luciano Burti, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 9s604
9.º) Diego Nunes, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 10s652
10.º) Xandinho Negrão, Medley Fulltime (Peugeot) – a 14s895
11.º) Lico Kaesemodel, RCM Motorsport (Chevrolet) – a 15s930
12.º) Eduardo Leite, Hot Car Competições (Chevrolet) – a 16s681
13.º) Galid Osman, BMC Racing (Chevrolet) – a 17s768
14.º) Nonô Figueiredo, Mobil Super Pioneer Racing (Chevrolet) – a 19s002
15.º) Rodrigo Sperafico, Prati-Donaduzzi (Peugeot) – a 20s876
16.º) David Muffato, Itaipava Racing Team (Peugeot) – a 42s486
17.º) Ricardo Maurício, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 1 volta
18.º) Popó Bueno, Linea Sucralose (Chevrolet) – a 1 volta
19.º) Ricardo Zonta, Linea Sucralose (Chevrolet) – a 2 voltas
20.º) Max Wilson, Eurofarma RC (Chevrolet) – a 4 voltas
Não completou 75% (= 21 voltas)
21.º) Allam Khodair, SER-Glass Vogel Motorsport (Chevrolet) – a 11 voltas
22.º) Tuka Rocha, BMC Racing (Chevrolet) – a 11 voltas
23.º) Duda Pamplona, Vogel Motorsport (Chevrolet) – a 11 voltas
24.º) Vitor Meira, Officer ProGP (Chevrolet) – a 11 voltas
25.º) Valdeno Brito, Shell Racing (Peugeot) – a 11 voltas
26.º) Antonio Pizzonia, Comprafacil JF (Peugeot) – a 15 voltas
27.º) Alceu Feldmann, Shell Racing (Peugeot) – a 21 voltas
28.º) Ricardo Sperafico, Prati-Donaduzzi Racing (Peugeot) – a 21 voltas
29.º) Pedro Boesel, Comprafacil JF (Peugeot) – a 28 voltas
Melhor volta: Max Wilson, com 1min08s435 (média: 125,99 km/h)

Tags: