Segunda fase do levantamento para o Rally dos Sertões está finalizada

20 de maio de 2012

Com o trabalho da equipe de produção nas cidades que receberão as chegadas e as largadas da 20ª edição já concluída, próximo passo é o mapeamento terrestre, que começa no dia 22 de maio.

Voar, produzir, planilhar e conferir. São “apenas” quatro fases, mas que demandam extremo comprometimento, precisão e dedicação. É o início de trabalho para a formatação do maior rally sem fronteiras do mundo, o Rally dos Sertões, que em 2012 realiza sua 20ª edição e larga de São Luís, capital do Maranhão, e termina em Fortaleza, capital cearense. No mês passado, os produtores da Dunas Race – organizadora do evento – Rodrigo Palladino e Fernando Garcia retornaram da segunda fase do levantamento.

A função da dupla é levantar todos os dados sobre as cidades que vão receber a caravana do Sertões. Rede hoteleira, estrutura de internet, locais para área de box e salas obrigatórias, condição do deslocamento para as equipes de apoio e fornecedores de tudo o que a competição possa demandar são analisados pela produção. Além disso, a produção também levanta todo o trecho de deslocamento das equipes de apoio, para entender as necessidades (e dificuldades) de cada viagem. Rodrigo Palladino acredita que um dos maiores desafios para as equipes de apoio na edição de 2012 sejam os grandes deslocamentos. “É o meu sétimo levantamento. Creio que as equipes de apoio tenham que se preparar para grandes deslocamentos, cidades com infraestrutura reduzida e alguns trechos de estradas com avarias”, diz Palladino.

Fernando Garcia participa pela primeira vez na organização e no levantamento, mas já tem cinco Sertões de experiência em equipes de apoio, acredita que a interação com a cultura dos locais por onde o rali passar vai ser o ponto alto dessa edição. “As dificuldades que são encontradas ao longo do caminho vão ser recompensadas pela hospitalidade e boa vontade do povo local. Todos estão ansiosos com a passagem do Rally dos Sertões por sua cidade e querem retribuir essa gratidão. Vai ser um grande ano”, comenta Garcia.

Neste ano, Palladino e Garcia começaram a viagem no dia 12 de março e retornaram a São Paulo no dia 11 de abril. Foram 12 cidades visitadas, mais de 6 mil quilômetros rodados em quase um mês na estrada. O próximo passo agora será dado a partir do dia 22 de maio, quando o Diretor Técnico da Dunas, Eduardo Sachs e Jeverson Luis Shimuk, o Gaúcho, partem para o levantamento terrestre. Durante os primeiros dias, o maranhense João Boneco também ajuda a equipe. Nessa terceira fase é feita a planilha e a definição de todo o trajeto por onde os competidores devem passar.

Na edição comemorativa de 20 anos, o Rally dos Sertões deverá ter, pelo menos, duas etapas maratonas e paisagens de tirar o fôlego de quem participar. A saída do Maranhão, em São Luis, é uma das novidades, depois de dez anos partindo de Goiânia (GO). O evento começa dia 18 de agosto e termina dia 29 em Fortaleza (CE). Serão cinco estados que recebem a competição, as equipes de apoio cruzarão sete estados totalizando quase 5 mil quilômetros percorridos. Em breve, todas as cidades serão reveladas.

Acesse o Rally dos Sertões no Facebook: http://facebook.com/sertoesoficial Siga o Sertões no Twitter: www.twitter.com/sertoesoficial YouTube – Canal Rally dos Sertões: www.youtube.com/dunasrace

Foto: Divulgação

Tags: