Ullysses Bertholdo/Marcelo Dalmut vencem segunda etapa do Brasileiro de Rally em Erechim

21 de maio de 2012

Voltando a disputar um rali depois de sete anos fora dos circuitos off-road, o piloto gaúcho Ulysses Bertholdo em parceria com o navegador também gaúcho Marcelo Dalmut venceu a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Rally este domingo (20) na categoria mais disputada do certame, a 4×4 turbo. Com o tempo de 41min02s6, Ulysses superou a dupla Victor Fischer/ Sidinei Broering, 42min20s3 e a de Ilo Diehl/ Eduardo Soneca, 44min04s9. Os três primeiros colocados disputaram a prova com um Mitsubishi Lancer Evo na etapa que fez parte do tradicional Rally Internacional de Erechim, onde também são disputados simultaneamente os campeonatos sul-americano e gaúcho.

A dupla já havia conseguido ontem o segundo lugar na etapa de abertura do certame brasileiro, perdendo para os também gaúchos de Erechim, os irmãos Juliano e Rafael Sartori com um Mitsubishi Lancer Evo IX. Na prova de hoje Ulysses Bertholdo que andou o tempo todo no mesmo ritmo sorte dos carros que disputam o sul-americano na classe 2, carro 4×4 turbo mais rápidos no regulamento FIA do sul-americano, contou ainda com o abandono da dupla vencedora de sábado. Juliano e Rafael Sartori capotaram logo na primeira especial Bitshop 1 de 13 km de extensão. “A prova deste ano teve várias dificuldades. Muitas pedras soltas e a poeira deixaram a competição muito técnica e rápida. Pegamos uma curva de 90 graus com a velocidade alta e um pequeno erro foi fatal”, lamentou Juliano Sartori.

Na categoria 4×2 Super a dupla Fábio Dall Agnol/ Gabriel Morales com o Peugeot 207 marcou sua segunda vitória consecutiva no final de semana passando a ser o primeiro líder do Campeonato Brasileiro de Rally de 2012. As segunda e terceira posições ficaram respectivamente com Luccas Arnone / Felipe Costa e Marlon Goulin/ Maicol de Souza, as duas com Peugeot 207. Luccas e Felipe foram bastante aplaudidos por terem conseguido manter a segunda posição mesmo depois de capotarem na segunda especial. “Fiz uma tomada muita aberta, entrei na farofa (areia) e fui reto no barranco”, conta Luccas que mesmo com o para-brisa quebrado terminou a especial. Com o carro que não apresentava perigo, os comissários liberam piloto e navegador fazerem as especiais restantes de óculos. “Nas especiais longas e de alta velocidade o vento batia muito forte”, conta o navegador Felipe Costa.

Na 4×2 (carros de 1400 até 1600 cc) a classificação para os três primeiros ficou na sequência: Tiago Mocelin/ Vinicius Anziliero com GM Celta, Vanderle Carminatti/ Robson Giacomel Chevrolet Celta e Heitor Pavesi/ Giovani Bordin com Peugeot 206.

Desta vez o novo carro de rali brasileiro o XRC – Xtreme Rally Car pode mostrar suas qualidades no difícil piso do segundo dia do rally de Erechim. O XRC Peugeot 207 de Jean Pimentel e Thiago Ostemack quebrou logo na primeira especial, mas o carro da dupla Maurício das Neves/ Carlos KZ Morales terminou as quatro especiais, chegando em segundo na categoria XRC, com o XRC Peugeot 2007. “Estamos na primeira prova com o carro e também é a primeira vez que corremos juntos (se referindo ao navegador KZ Morales). A cada momento sentimos que tem alguma coisa para melhorar”, conta Maurício das Neves, o idealizador do novo carro de rali brasileiro, que afirma que na escolha dos pneus certo o novo XRC pode ganhar até 1 segundo por quilômetro. A dupla vencedora dacategoria XRC, ainda representada por apenas quatro carros em Erechim, foi José Barros Neto/Marco Marini com um Mitsubishi Lancer Evo IX R4.

No Campeonato Sul-americano, que conta sábado e domingo como uma etapa, a dupla paraguaia Gustavo Saba/ Victor Aguilera venceu o Rally de Erechim com o tempo de 1h34min36s2 com Mitsubishi Lancer Evo X, em segundo a dupla argentina Sebastian Abramian/ Gustavo Franchello com VW Gol Trend MR, 1h35min43s8 e em terceiro a dupla paraguaia Alejandro Galanti/ Marcelo Toyotoshi, 1h36min51s4 com o Toyota Corolla S2000.

Classificações do Campeonato Brasileiro por categoria:

Categoria 4×4 Turbo
1. Ulysses Bertholdo/ Marcelo Dalmut – Mitsubishi Lancer Evo IX, 41min02s6
2. Victor Fischer/ Sidinei Broering – Mitsubishi Lancer Evo IX , 42min20s3
3. Ilo Diehl/ Eduardo Soneca – Mitsubishi Lancer Evo X, 44min04s9.

Categoria  XRC
1. José Barros Neto/ Marco Martini – Mitsubishi Lancer Evo IX 4R, 40min56s2
2. Maurício das Neves – XRC Peugeot 207, 42min56s2

Categoria  4X2 Super
1. Fabio Dall Agnol/ Gabriel Morales – Peugeot 207, 44min48s6
2. Luccas Arnone/ Felipe Costa – Peugeot 207, 46min08s1
3. Marlon Goulin/ Maicol de Souza – Peugeot 207, 47min07s1

Categoria  4×2
1. Tiago Mocelin/ Vinicius Anziliero – Chevrolet Celta, 43min40s6
2. Vanderle Carminatti/ Robson Giacomel – Chevrolet Celta, 46min08s1
3. Heitor Pavesi/ Giovani Bordin – Peugeot 206, 46min56s2.

Fotos: Jose Mario Dias / Divulgação

Tags: