Webber vence em Mônaco e F-1 tem seis vencedores no ano

27 de maio de 2012

Pela primeira vez na história da Fórmula Um seis pilotos diferentes venceram as seis primeiras corridas de uma temporada.

A vitória do australiano Mark Webber no Grande Prêmio de Mônaco, disputado na tarde (horário local) deste domingo (27), confirmou a maior característica deste ano: o equilíbrio entre pilotos e escuderias.

A conquista de Webber torna sua equipe a primeira, desde 1990 a vencer três vezes seguidas no GP de Mônaco.

O piloto venceu em Mônaco no ano de 2010. Em segundo ficou Nico Rosberg; Fernando Alonso, o terceiro; Lewis Hamilton, o quarto; Sebastian Vettel, o quinto; Felipe Massa, o sexto; Paul Di resta, o sétimo; Nico Hulkemberg, o oitavo; Kimi Raikkonen, o nono; e Bruno Senna, o Décimo.

De volta ao pontos, o piloto brasileiro da Williams esperava superar Kimi Raikkonen na pista. Bruno até andou mais rápido, no entanto, o traçado do circuito não oferece grandes oportunidades de passagem, frustrando assim os planos daquele que ambicionava colocações mais nobres no principado.

“A chuva não veio na hora certa, a corrida foi frustrante, estava mais rápido que o Kimi, nas não consegui superar, pelo menos levamos um ponto. É sempre bom voltar a pontuar, isso é importante para a equipe”, disse Bruno, que durante a semana chegou a publicar em seu blog um vídeo no qual expunha a vontade de poder brigar pela vitória no GP monaguesco.

Após a pressão que sofrera ao longo deste ano, Felipe Massa conseguiu, enfim, fazer uma corrida consistente e até andar mais rápido que seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso.

O representante brasileiro da Ferrari poderia ter tido um resultado ainda melhor não fosse a estratégia da escuderia, que não foi capaz de colocá-lo nos boxes na mesma volta de Lewis Hamilton, que andava à sua frente e em ritmo mais lento.

“Acho que foi uma boa corrida, foi uma pena ter saído atrás do Vetel e do Hamilton. A parada nos boxes poderia ter sido melhor, perdi tempo, mas é bom voltar aos pontos, fazer uma corrida sólida, do início ao fim. O trabalho que faço é para isso, para terminar bem as corridas”, comentou Massa.

A corrida – Largando na pole position, Webber consegue manter a vantagem e se distancia de Rosberg. Atrás deles Schumacher tentou um traçado diferente para superar Romain Grosjean que tentava superar Fernando Alonso e tocou no carro do alemão, provocando a rodada da sua Lotus e o consequente abandono. Schumacher continuou na corrida até apresentar problemas. No final do Grid Pastor Maldonado errou e bateu na HRT Pedro de La Rosa, acabando a corrida dos dois.
Após a troca de pneus, a Red Bull conseguiu devolver Mark Webber para a mesma posição e permaneceu à frente de Rosberg.
Sebastian Vettel ficou com os mesmos pneus (os macios) até a volta 45, antes de mudar para os super macios. Era a estratégia do alemão para tentar um bote no final da corrida e manter a liderança. Vettel conseguiu superar Hamilton, mas perdeu para Alonso nos boxes, e terminou em quarto e viu o espanhol assumir a liderança da competição com 76 pontos, contra seus 73, a mesma marca de seu companheiro Mark Webber, o terceiro na disputa pelo título.

A chuva, que ameaçava cair durante toda a corrida, só chegou ao final dela, ainda que de forma tímida. Assim, a pista ficou mais perigosa e os seis primeiros colocados andaram próximos um do outro, dando emoção para a corrida, o que faltara ao longo da maioria das voltas.

Confira o resultado final do GP de Mônaco

1. Webber Red Bull-Renault 1h46:06.557
2. Rosberg Mercedes + 0.643
3. Alonso Ferrari + 0.947
4. Vettel Red Bull-Renault + 1.343
5. Hamilton McLaren-Mercedes + 4.101
6. Massa Ferrari + 6.195
7. Di Resta Force India-Mercedes + 41.500
8. Hulkenberg Force India-Mercedes + 42.500
9. Raikkonen Lotus-Renault + 44.000
10. Senna Williams-Renault + 44.500
11. Perez Sauber-Ferrari + 1 volta
12. Vergne Toro Rosso-Ferrari + 1 volta
13. Kovalainen Caterham-Renault + 1 volta
14. Glock Marussia-Cosworth + 1 volta
15. Karthikeyan HRT-Cosworth + 2 voltas

Não Completaram a prova

Jenson Button -McLaren – Mercedes
Daniel Ricciardo -Toro Rosso-Ferrari
Charles Pic – Marussia-Cosworth
Michael Schumacher – Mercedes
Vitaly Petrov – Caterham-Renault
Kamui Kobayashi – Sauber-Ferrari
Pedro De la Rosa  – HRT-Cosworth
Pastor Maldonado – Williams-Renault
Romain Grosjean – Lotus-Renault

Após a sexta etapa do Mundial de Fórmula Um, a classificação na disputa pelo título ficou assim:

Pilotos

1. Alonso 76
2. Vettel 73
3. Webber 73
4. Hamilton 63
5. Rosberg 59
6. Raikkonen 51
7. Button 45
8. Grosjean 35
9. Maldonado 29
10. Perez 22
11. Di Resta 21
12. Kobayashi 19
13. Senna 15
14. Massa 10
15. Hulkenberg 7
16. Vergne 4
17. Schumacher 2
18. Ricciardo 2

Equipes

1. Red Bull-Renault 146
2. McLaren-Mercedes 108
3. Ferrari 86
4. Lotus-Renault 86
5. Mercedes 61
6. Williams-Renault 44
7. Sauber-Ferrari 41
8. Force India-Mercedes 28
9. Toro Rosso-Ferrari 6

Mais informações em instantes.

Foto: Getty Image/Red Bull-Divulgação.

Tags: