Luir Miranda larga na sexta fila em sua estreia na Copa Fiat

2 de junho de 2012

Único representante da Fórmula Futuro a encontrar um cockpit na Copa Fiat nesta temporada, o carioca Luir Miranda surpreendeu nos treinos livres para a rodada dupla de abertura do Racing Festival 2012.

De casa nova nesta temporada, disputando sua primeira corrida em carros de tração dianteira e piloto mais jovem em um grid formado por estrelas como Cacá Bueno, André Bragantini, Allam Khodair e Christian Fittipaldi, Luir chegou a deter o sétimo melhor tempo nos treinos realizados neste sábado em Londrina (PR).

E mostrou que a conquista do vice-campeonato da extinta categoria de monopostos do Racing Festival em seu ano de estreia no automobilismo, obtida em 2011, não foi obra do acaso.

No treino que definiu o grid de largada para a primeira corrida do fim de semana, no entanto, faltou experiência ao carioca de 18 anos de idade, que cometeu erros em suas duas voltas lançadas e acabou caindo para a 12a posição do grid. O resultado, no entanto, não tirou a alegria do piloto, que estreou com propriedade em meio a alguns dos melhores pilotos do país.

“De certa forma estou satisfeito com este começo de treinos em Londrina, porque só pude confirmar minha participação nesta rodada na quinta-feira a noite, pouco mais de 12 horas antes do início dos treinos”, comentou o piloto. “Ainda estou conhecendo o carro e me acostumando à tocada das categorias de turismo e aos carros de tração dianteira. Por isso tenho encarado as provas deste fim de semana como uma nova possibilidade de aprendizado”, declarou Luir, que tem o patrocínio de Fabrimar, Coral e C&C.

Largando em 12o, ele ainda pode sonhar com um resultado positivo principalmente na segunda corrida do fim de semana. Isso porque o regulamento da categoria prevê que os oito primeiros colocados na primeira prova deste domingo larguem em posições invertidas na segunda bateria – uma regra que costuma beneficiar quem cometeu erros na sessão de classificação, mas larga do pelotão intermediário com um carro mais rápido.

“Acredito que eu tenha ritmo para andar novamente entre os sete primeiros, o que será muito bom para esta primeira corrida. Caso consiga confirmar a expectativa, posso sonhar em largar bem posicionado na segunda prova. Só não posso deixar a ansiedade tomar conta e por isso vou continuar focando no aprendizado”, encerrou o carioca.

Foto: Duda Bairros/Divulgação.

Tags: