Pirelli adota pneus supermacios para o GP do Canadá

4 de junho de 2012

A Pirelli, fornecedora oficial de Pneus para a Fórmula Um, informou que vai disponibilizar os pneus supermacios para o Grande Prêmio do Canadá, que será disputado neste domningo (10).

Os compostos foram usados pela primeira vez no GP de Mônaco. Assim, a corrida canadense as escuderias terão  os pneus P Zero Vermelho (supermacio) e P Zero Amarelo (macio).

O circuito Gilles Villeneuve de Montreal é muito mais rápido e provoca uma maior degradação dos pneus. Há ainda o fator clima, muito variável, que pode trazer os compostos Cinturato Verde (intermediário) e Cinturato Azul (chuva) para a pista. Isto faz do Canadá um dos mais estimulantes e imprevisíveis GPs do calendário, com um número muito maior de pit stops, incidentes e entradas do safety car do que o normal.

Como o trecho semipermanente é usado raramente, existe um alto grau de evolução do circuito ao longo do fim de semana, com o tempo das voltas ficando progressivamente mais rápido conforme mais borracha adere à pista. As áreas de frenagem pesadas (Canadá é o circuito mais duro para os freios no ano) e a tração necessária para todas as curvas lentas e de média velocidade colocam exigências pesadas nos pneus, especialmente os traseiros.

Em geral, a superfície tem baixa aderência e isso faz com que os carros deslizem muito, o que aumenta ainda mais o desgaste dos pneus. Portanto, saber gerenciar os pneus no Canadá é uma habilidade crucial, e as exigências da pista tornam a tarefa de fazer apenas uma parada no box quase impossível, como foi o caso em Mônaco, onde os pilotos fizeram apenas um pit stop.

Para Paul Hembery, diretor de automobilismo da Pirelli, os pneus macio e supermacio devem mostrar mais suas características naturais do que em Mônaco, onde os pilotos foram limitados pela baixa velocidade do circuito e não exigiram muito dos pneus. “Os treinos livres serão vitais para as equipes entenderem como eles funcionam, especialmente com bastante combustível. Acho que veremos muitas estratégias diferentes, pois as equipes vão querer se preparar para todas as possibilidades.”

Kimi Räikkönen, piloto da Lotus, diz que Montreal é um circuito desafiador em termos de aderência, mas está confiante, pois ele sabe lidar muito bem com os pneus. “Os níveis de aderência mudam muito durante a volta, pois há diferentes tipos de piso, então você tem que encontrar um bom acerto (do carro) e saber como os pneus vão trabalhar em todas as superfícies. Os compostos da Pirelli deste ano são ótimos para mim. Para as estratégias, eu trabalhei com meus engenheiros e fizemos as melhores escolhas possíveis. Às vezes, podemos acertar, como no Bahrain. Às vezes, chegamos perto, como em Xangai”, concluiu.

Foto:  Mercedes GP-Divulgação.

Tags: