Pilotos e navegadores aguardam o Cuesta Off-Road

20 de junho de 2012

Nos dias 23 e 24 de junho, pilotos e navegadores percorrem aproximadamente 246 quilômetros no Rally Cuesta Off-Road, válido pelos Campeonatos Brasileiro de Rally Baja (motos, quadriciclos e UTVs) e Brasileiro de Rally Cross Country (carros e caminhões). Os competidores têm pela frente um teste de resistência e habilidade. De acordo com a Arena Promoções e Evento, o percurso mescla setores rápidos e travados, com diversas curvas, travessia de rio, subidas e descidas, cascalho, pedras e lombadas.

A equipe Mitsubishi Brasil aproveita a oportunidade para treinar. O time, que tem foco principal no Rally dos Sertões e Rally Dakar e escolhe algumas etapas do Brasileiro para manter-se em ritmo de disputa. “Trata-se de uma boa opção de treino para nós e um teste para a nossa Mitsubishi Triton SR”, declara o piloto Guilherme Spinelli. “O fato de ter areia, cascalho, vários saltos e trechos de alta e baixa velocidade tornará o rally desafiador. Será importante observar rápido a mudança de terreno para adaptar a pilotagem ao modo da estrada em cada ponto. Para este estilo de prova (com especiais mais curtas e que se repetem) é preciso largar e chegar acelerando sempre no limite”, completa.

O piloto Fabrício Bianchini já conhece bem o Rally Cuesta, tanto que em 2010 foi o campeão na categoria Super Production, entre as motos. “Este é um certame curto, então a dificuldade está em não cometer erros e tentar ser rápido sem correr riscos… Minha pilotagem é mais eficaz em trechos abertos e de alta velocidade. O Rally Cuesta é mais travado e sinuoso, isso favorece os pilotos que vem de enduro. Mas as minhas expectativas são as melhores. Quero ficar entre os cinco mais rápidos”, declara Bianchini.

Foto: Minoru Takatori

Tags: