“Jornada Fantástica”, Alonso vence GP da Europa

24 de junho de 2012

“Jornada Fantástica, Jornada Fantástica”. Era o que ouvia pelo rádio de comunicação o piloto Fernando Alonso após conquistar de forma surpreendente o Grande Prêmio da Europa de Fórmula Um, disputado na tarde deste domingo (horário local), no circuito de rua de Valencia, na Espanha.

Essa era uma das mais aguardadas corridas da temporada de 2012, e Alonso, por conta de um erro de estratégia de sua equipe, largara na décima primeira colocação e sabia que precisaria andar muito e ser o mais agressivo possível para conseguir chegar à zona de pontuação.

Ninguém esperava que o espanhol lograsse tal êxito em solo pátrio, nem mesmo os espanhóis que atravessam uma crise em seu país, com falta de empregos e recessão na economia espanhola.

Erguer a bandeira rubra e amarela foi um gesto simbólico, mas dos mais representativos para uma nação que tem no esporte seus melhores momentos de alegria. Alonso simbolizou toda a satisfação de um povo ao erguer o pavilhão de seu país e no lugar mais alto do pódio não se conter em meio às lágrimas que traduziram toda sua batalha dentro da pista.

Vitória e liderança do campeonato não representam apenas o que a fria matemática traduz em seus números, mas sim ultrapassam qualquer significado da palavra superação, a mais usada pelo piloto em uma temporada que era dada como perdida desde o começo do ano.

Duas vitórias e Alonso volta a ser lembrado como o melhor piloto da atualidade na Fórmula Um.

A Corrida:

Com sua terceira pole-position em Valência, o alemão Sebastian Vettel largou bem e manteve a liderança nas primeiras voltas que foram das mais disputadas do ano, mas felizmente, sem nenhum incidente mais grave afora os leves toques naturais nas disputas por posições. Alonso ganhou quatro posições e Romain Grosjean superou Pastor Maldonado forçando a passagem após o piloto venezuelano sofrer o assédio de Kimi Raikkonen.

Vettel liderou parte da corrida, mas teve de abandonar a prova com problemas mecânicos. Problemas na caixa de câmbio motivaram o abandono de Grosjean, que após superar Lewis Hamilton, ficou com a segunda colocação e esteve perto de ser o oitavo vencedor do ano após abandono de Vettel. época, já que após o abandono de Vettel ficou no segundo lugar na perseguição a Alonso.

Lewis Hamilton perdeu a chance de pontuar na corrida e somar mais pontos na luta pelo título após bater com Pastor Maldonado, quando lutavam pelo terceiro lugar do pódio. O choque entre os dois reedita a corrida de 2010 no GP de Mônaco, quando Hamilton tirou Maldonado da corrida e do pódio.

Irritado, o britânico esmurrou o volante de sua McLaren antes de atirá-lo na pista, o que pode acarretar em uma multa, já que o piloto tem que deixar o volante dentro do carro para que a equipe de socorro possa remover o carro.

Quem ganhou, de mão beijada, a posição e o lugar no pódio valenciano foi Michael Schumacher. Após retornar à categoria em 2010, esse foi o primeiro pódio do piloto, que sofreu ataque de Mark Webber, nas curvas finais, mas sem tempo para tentar um bote certeiro e superar o representante da Mercedes.

Os brasileiros não tiveram bom desempenho no dia de hoje. Felipe Massa acabou a corrida em décimo sexto. Bruno Senna se chocou na vigésima volta com o japonês Kobayashi e acabou em décimo primeiro após cumprir uma penalização passando pelos boxes (drive trhough). Após a corrida o piloto subiu uma posição na classificação por conta de desclassificação do piloto Pastor Maldonado.

O venezuelano da Williams teve acréscimo de 20 segundos ao seu tempo na corrida e saiu  da décima  para a décima segunda posição, por ter  sido considerado culpado pelo acidente ocorrido na última volta com Lewis Hamilton.

Confira a classificação final da prova:

1. Alonso Ferrari 1h44:16.449
2. Raikkonen Lotus-Renault + 6.421
3. Schumacher Mercedes + 12.639
4. Webber Red Bull-Renault + 13.628
5. Hulkenberg Force India-Mercedes + 19.993
6. Rosberg Mercedes + 21.176
7. Di Resta Force India-Mercedes + 22.886
8. Button McLaren-Mercedes + 24.653
9. Perez Sauber-Ferrari + 27.777
10. Senna Williams-Renault + 35.900
11. Ricciardo Toro Rosso-Ferrari + 37.000
12. Maldonado Williams-Renault + 34.630 (punido com mais 20 segundos).
13. Petrov Caterham-Renault + 1:15.871
14. Kovalainen Caterham-Renault + 1:34.654
15. Pic Marussia-Cosworth + 1:36.565
16. Massa Ferrari + 1 lap
17. De la Rosa HRT-Cosworth + 1 volta
18. Karthikeyan HRT-Cosworth + 1 volta
19. Hamilton McLaren-Mercedes + 2 voltas

Abandonaram a prova:

Grosjean Lotus-Renault 41ª volta
Vettel Red Bull-Renault 34 ª volta
Kobayashi Sauber-Ferrari 34 ª volta
Vergne Toro Rosso-Ferrari 27 ª volta
Glock Marussia-Cosworth 1 ª volta

Confira a classificação do Campeonato de pilotos

1. Alonso 111 pontos
2. Webber 91
3. Hamilton 88
4. Vettel 85
5. Rosberg 75
6. Raikkonen 73
7. Grosjean 53
8. Button 49
9. Perez 39
10. Maldonado 30
11. Di Resta 27
12. Kobayashi 21
13. Hulkenberg 17
14. Schumacher 17
15. Senna 15
16. Massa 11
17. Vergne 4
18. Ricciardo 2

Construtores

1. Red Bull-Renault 176 pontos
2. McLaren-Mercedes 137
3. Lotus-Renault 126
4. Ferrari 122
5. Mercedes 92
6. Sauber-Ferrari 60
7. Williams-Renault 45
8. Force India-Mercedes 44
9. Toro Rosso-Ferrari 6

Fotos: F-1.Com

Tags: