Leo Burti e Valter Pinheiro superam problemas e vencem na GT4

25 de junho de 2012

Trabalho, trabalho e muito trabalho. Depois de todo o esforço feito por Leo Burti, Valter Pinheiro e a equipe Dragão Lotus durante o fim de semana, a vitória na corrida deste domingo (24), em Interlagos, São Paulo, veio como forma de recompensa. Em segundo, ficaram os líderes da competição, Alan Hellmeister e Sérgio Laganá, com o Aston Martin Vantage, seguidos por Fábio Greco e Valter Rossete, de Maserati Gran Turismo MC. No campeonato, Hellmeister e Laganá tem 98 pontos, Greco e Rossete 81 e Leo Cordeiro 66. Próxima etapa da GT4 será no Rio de Janeiro, nos dias 20, 21 e 22 de Julho.

“O que eu queria é ter menos emoção nos finais de semana”, diz Leo Burti. “Achei que nem conseguiríamos correr, vencer então era algo inimaginável. Ontem na corrida perdemos a direção hidráulica e hoje ainda não estava perfeita. O engenheiro da Lotus nos chamou de malucos pelo que fizemos para conseguir colocar o carro em condições de competir, mas deu certo. Nosso trabalho foi recompensado, temos velocidade, mas precisamos parar de quebrar”, diz Burti.

Valter Pinheiro também fez questão de reforçar o empenho do time. “A gente andou só quatro voltas na sexta, ontem não andamos, mas nossos mecânicos conseguiram basicamente fabricar uma alavanca para transformarmos o nosso câmbio sequêncial no volante em um manual. Todos estão praticamente sem dormir desde sexta e esta vitória é para eles. Parabéns pelo trabalho que fizeram, que foi fantástico”, encerra Pinheiro.

Para Alan Hellmeister, segundo na corrida e líder do campeonato ao lado de Sérgio Laganá, o importante é continuar somando o máximo de pontos possíveis. “Foi um fim de semana bom, temos que parar de reclamar e continuar desenvolvendo o carro. Como somos só nós com o Aston então não temos como trocar informações. Nosso pior resultado é um quinto lugar, somos uma dupla madura e estamos regulares e por isso estamos bem no campeonato. Parabéns aos vitoriosos”, diz.

“A corrida foi melhor que a de ontem. Larguei bem, fui ultrapassado pela Lotus e pelo Rossete e ficamos juntos até a troca de pilotos. Continuamos com alguns problemas de estabilidade, e isso precisamos resolver, foi bom pontuar e continuar na liderança do campeonato”, encerra Laganá. Para Fábio Greco, o resultado demonstra o trabalho feito pela sua equipe no carro. “Nosso carro é único no mundo. Tudo que foi desenvolvido foi por nós e precisamos evoluir ainda mais”, revela.

“Ano passado éramos uns dos mais rápidos, mas agora nossos concorrentes melhoraram muito e por isso precisamos correr atrás”, encerra o experiente piloto. Valter Rossete reforça a opinião do companheiro. “Eu gosto muito de largar, me sinto à vontade. Na corrida fui conservador, mas o resultado foi bom. Precisamos trabalhar mais e evoluir mais, porém de toda forma nosso objetivo de estar no pódio está sendo cumprido”, destaca.

Resultado GT4
1º) 6 – V.Pinheiro/L.Burti (LO , SP/SP), a 2 voltas
2º) 57 – S.Laganá/A.Hellmeister (AM , SP/SP), a 2 voltas
3º) 21 – F.Greco/V.Rossete (MA , SP/SP), a 2 voltas
4º) 8 – E.Oliveira/W.Freire (FE , SP/SP), a 2 voltas
5º) 11 – M.Stumpf/P.Gonçalves (BM , RS/BA), a 5 voltas
6º) 12 – L.Cordeiro/V.Genz (BM , SP/RS), a 21 voltas

Classificação da GT4
1 – Alan Hellmeister/Sérgio Laganá – Aston Martin Vantage – 98 pontos
2 – Fábio Greco/Valter Rossete – Maserati Gran Turismo MC – 81
3 – Leonardo Cordeiro – BMW M3 GT4 – 66
4 – Leonardo Burti/Valter Pinheiro – Lotus Evora – 63
5 – William Freire/Duda Oliveira – Ferrari Challenge – 54
6 – Matheus Stumpf/Patrick Gonçalves – BMW M3 GT4 – 41
7 – William Starostik – BMW M3 GT4 – 35
8 – Vitor Genz – BMW M3 GT4 – 31
9 – João Gonçalves/Marçal Melo – Ginetta G50 – 13
10 – Ricardo Ricca/Cássio Homem de Mello – Porsche 997 Cup GT4 – 11