Hamilton domina corrida em Monza, e vence fácil

9 de setembro de 2012

Lewis Hamilton vence, sem problemas, o Grande Prêmio da Itália de Fórmula Um realizado neste domingo (09), no circuito de Monza, conquistando sua terceira vitória no ano, além de assumir a segunda colocação na disputa pelo título.

Em segundo ficou o mexicano Sérgio Perez; Fernando Alonso, em terceiro; Felipe Massa, o quarto; Michael Schumacher, o quinto; Kimi Raikkonen, o sexto; Nico Rosberg, o sétimo; Kamui Kobayashi, o oitavo; Paul di Resta, o nono; e Bruno Senna o décimo.

Massa teve de se contentar com a quarta posição por conta de desgastes nos pneus que o impediram de andar mais rápido na parte final da corrida. “Você sempre quer um pódio. Acho que foi um bom trabalho, já que tínhamos umdesgaste exagerado de pneus. De certo modo foi um bom resultado, mas você sempre espera mais e não fosse esse problema de pneu estaríamos melhor”, disse Felipe Massa.

Monza é um circuito com forte identificação para os brasileiros. Nele comemoramos o primeiro título de um representante verde e amarelo na Fórmula Um. Em 1972, Emerson Fittipaldi conquistou a vitória e o campeonato guiando a Lotus negra e dourada. Depois de Emerson, vimos as vitórias de Nelson Piquet (1980, 1983, 1986 e 1987), Ayrton Senna (1990 e 1992) e Rubens Barrichello (2002, 2004 e 2009). É de Barrichello a última vitória do Brasil na F-1, conquistada com a Brawn, a décima conquista do país no circuito que recebe a categoria desde o primeiro campeonato em 1950.

A Corrida:

Na largada Felipe Massa pulou de terceiro para segundo e mostrou que estava disposto a lutar pela vitória e ainda atacou Lewis Hamilton que conseguiu manter a ponta. Saindo da décima terceira posição, Bruno Senna completou a primeira volta em décimo, ganhando três posições. Fernando Alonso também largou bem e saiu de décimo para ficar em sexto brigando com Schumacher pela quinta posição.

A Ferrari decidiu que seus dois pilotos usariam maior carga aerodinâmica nas asas, o que as deixaria com menor velocidade final e um melhor contorno das curvas. A estratégia do time italiano dificultou a vida de Alonso e Massa que tinham de defender a posição nas curvas. A dificuldade de conquistar posições ficou patente na briga de Schumacher e Alonso pela quinta posição. O espanhol precisou de sete voltas para superar o alemão na saída da Curva Parabólica.

Bruno Senna acabou tocando em Nico Rosberg, com quem disputava a nona posição, e caiu para a décima primeira colocação. Na tentativa de ultrapassar o escocês Paul di Resta, Bruno acabou tocando novamente e perdeu uma posição, caindo para décimo segundo.

Felipe Massa começou a ter problemas de desgaste nos pneus traseiros após 15 voltas completadas. Com isso, Jenson Button conseguiu tirar proveito da situação e superou o brasileiro, que foi obrigado a ir aos os boxes, para troca de pneus, na vigésima volta. Massa colocou os pneus duros e voltou na décima primeira colocação. Duas voltas depois Alonso entrou junto de Vettel para troca de pneus.

Fora as trocas de pneus que movimentou os boxes, a corrida seguia morna, sem muitas emoções, até a tentativa de ultrapassagem de Alonso sobre Vettel, que acabou deixando seu carro escapar na saída de uma curva, forçando o espanhol a sair da pista. Com extremo controle do carro, o piloto da Ferrari voltou à pista atrás de Vettel.

O piloto da Red Bull acabou recebendo uma punição com um drive-through como punição que recebera da direção de prova, ao interpretar como ilegal sua saída da curva, espremendo a Ferrari.

Com o abandono de Jenson Button na volta 34, a corrida ganhou novo desenho. Lewis Hamilton seguia na liderança, com Felipe Massa, em segundo e Alonso, em terceiro, naquela hora surgia como uma grande ameaça para o segundo posto do brasileiro. Voltas depois o que era ameaça se tornou realidade e Massa perdeu a segunda posição para seu companheiro de escuderia.

Em quarto, o mexicano Sérgio Perez se tornava o mais rápido da corrida e, a cada volta, ele baixava a diferença parao brasileiro. Com pneus médios, o carro da Sauber chegou a andar mais de um segundo a menos que Felipe Massa e surgia como ameaça até para o segundo posto de Alonso.

Na volta 44 Perez superou Massa, na volta 46 foi a vez de ultrapassar Alonso e assumir a segunda posição, marcando ainda a volta mais rápida da corrida, naquele momento. Com o carro mais rápido, e apesar da diferença de 11 segundos, o mexicano iniciava uma busca pela vitória, já que Lewis Hamilton não andava no seu ritmo. Enquanto isso, Sebastian Vettel abandonava a prova na volta 48.

Sem mais tempo para chegar em Hamilton, Perez teve de se contentar com o segundo lugar. Na décima posição, Bruno Senna conseguiu voltar a marcar pontos e encerrou a corrida à frente de Pastor Maldonado, seu companheiro de equipe (Williams).

A próxima etapa do mundial de Fórmula Um acontece dia 23 desetembro, em Cingapura.

Confira o resultado final:

1.  Hamilton      McLaren-Mercedes           1h19:41.221
2.  Perez         Sauber-Ferrari             +     4.356
3.  Alonso        Ferrari                    +    20.594
4.  Massa         Ferrari                    +    29.667
5.  Raikkonen     Lotus-Renault              +    30.881
6.  Schumacher    Mercedes                   +    31.259
7.  Rosberg       Mercedes                   +    33.550
8.  Di Resta      Force India-Mercedes       +    41.057
9.  Kobayashi     Sauber-Ferrari             +    43.898
10.  Senna         Williams-Renault           +    48.144
11.  Maldonado     Williams-Renault           +    48.682
12.  Ricciardo     Toro Rosso-Ferrari         +    50.316
13.  d’Ambrosio    Lotus-Renault              +  1:15.861
14.  Kovalainen    Caterham-Renault           +     1 lap
15.  Petrov        Caterham-Renault           +     1 lap
16.  Pic           Marussia-Cosworth          +     1 lap
17.  Glock         Marussia-Cosworth          +     1 lap
18.  De la Rosa    HRT-Cosworth               +     1 lap
19.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +     1 lap
20.  Webber        Red Bull-Renault           +    2 laps
21.  Hulkenberg    Force India-Mercedes       +    3 laps
22.  Vettel        Red Bull-Renault           +    6 laps
Melhor volta : Rosberg, 1:27.239
Não se classificaram
Button        McLaren-Mercedes             32
Vergne        Toro Rosso-Ferrari           8

Confira a classificação do Mundial de Pilotos

01.  Alonso       179
02.  Hamilton     142
03.  Raikkonen    141
04.  Vettel       140
05.  Webber       132
06.  Button       101
07.  Rosberg       83
08.  Grosjean      76
09.  Perez         65
10.  Massa         47
11.  Schumacher    43
12.  Kobayashi     35
13.  Di Resta      32
14.  Hulkenberg    31
15.  Maldonado     29
16.  Senna         25
17.  Vergne         8
18.  Ricciardo      4

Classificação do Mundial de Construtores:

01.  Red Bull-Renault          272
02.  McLaren-Mercedes          243
03.  Ferrari                   226
04.  Lotus-Renault             217
05.  Mercedes                  126
06.  Sauber-Ferrari            100
07.  Force India-Mercedes       63
08.  Williams-Renault           54
09.  Toro Rosso-Ferrari         12

Tags: