Vettel vence terceira corrida consecutiva e assume liderança da F-1

14 de outubro de 2012

O piloto Sebastian Vettel foi o vitorioso no Grande Prêmio da Coreia de Fórmula Um, em corrida realizada na madrugada (horário brasileiro) deste domingo (14), no circuito de Yeongam.

O público brasileiro que ficou acordado para a décima sexta etapa do Campeonato Mundial de Fórmula Um acompanhou uma corrida movimentada com boas disputas, na qual Felipe Massa repetiu o bom desempenho da etapa anterior.

Com o resultado de hoje, Sebastian Vettel assumiu a liderança do campeonato ao conquistar sua terceira vitória consecutiva, a quarta na temporada de 2013, e vigésima quinta na carreira.

Em segundo ficou Mark Webber,que fez a melhor volta da prova. Fernando Alonso foi o terceiro, Felipe Massa o quarto. Na quinta posição chegou Kimi Raikkonen, seguido por Nico Hulkemberg, em sexto.

Bruno Senna chegou em décimo quinto.

A Corrida: Na largada, uma das mais disputadas e limpas do ano, Mark Webber acabou ajudando seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel, ao bloquear o ataque de Lewis Hamilton. Mesmo forçando para cima de Vettel, o australiano tratou de assegurar o segundo posto diante a tentativa de avanço do espanhol Fernando Alonso, que conseguiu superar Hamilton e assumiu o terceiro lugar.

Felipe Massa travou uma boa batalha com Kimi Raikkonen e ficou com a quinta posição, com sua Ferrari em bom ritmo de prova nas voltas iniciais. Quem se seu mal foi Jenson Button, que foi tocado por Kamui Kobayashi e, a exemplo de Nico Rosberg, abandonou a prova ainda na primeira volta. Os dois pilotos foram prejudicados pelo toque da Sauber do japonês, que calculou errado o espaço entre os dois carros que estavam à sua frente.

Quem não se envolveu em problemas na partida foi o francês Romain Grosjean, que largou de forma cautelosa, caindo da sétima para a décima posição.

Nas primeiras voltas Vettel dominou os melhores tempos e imprimiu voltas mais rápidas abrindo uma vantagem superior a dois segundos sobre seu colega na Red Bull.

O Brasileiro Bruno Senna conseguiu sair de décimo oitavo e brigava pela décima segunda posição com as duas Toro Rosso, que já haviam superado seu companheiro na Williams, o venezuelano Pastor Maldonado.

Uma atitude da direção da prova, de manter a bandeira amarela em um setor do circuito, por conta da presença de detritos na pista, proibindo o uso da “asa móvel” em 10 voltas, no lugar de ter autorizado a entrada do carro de socorro para a retirada do material, permitiu que muitos carros se distanciassem uns dos outros, comprometendo a competitividade.

O britânico Jenson Button lamentou o acidente que o tirou da pista e disse que “era uma pena o que estava ocorrendo, com frequência” na Fórmula Um. O campeão de 2009 fez questão de mostrar seu desapontamento por ter deixado, prematuramente, o GP coreano motivado pelo toque de Kobayashi.

Após a primeira troca de pneus Felipe Massa ficou à frente de Raikkonen, e atrás de Lewis Hamilton, que teve trabalho para segurar o brasileiro. Após algumas voltas, Felipe conseguiu a ultrapassagem merecedora de elogios da sua equipe.

Atitudes como essa ajudam a Massa na sua renovação com a Ferrari, que deve oficializar sua permanência, ou não, nesta semana. Para o piloto, há a expectativa de que seu contrato seja renovado por mais um ano, no entanto, ele foi extremamente cauteloso ao rechaçar qualquer aceno positivo quanto a sua permanência no time italiano. “No momento não assinei nada, pode ser que aconteça algo diferente na semana que vem. Enquanto você não assinou, não há nada certo. No momento como tá a situação não é tão difícil, eu acredito que vou correr na Ferrari em 2013, mas não tem nada certo”, disse o brasileiro em entrevista à Rádio Globo/CBN.

Após ser ultrapassado por Massa, Hamilton protagonizou bons momentos quando defendeu a quinta posição. Kimi Raikkonen buscou de todas as formas superar a McLaren do inglês. Os dois trocaram de posições, dividiram curvas por várias voltas e, mesmo sem usar a “asa móvel”, Hamilton conseguiu dar o troco em cima da Lotus do Finlandês. A briga pela posição foi interrompida com a sua ida ao box para a segunda troca de pneus.

Enquanto isso, Vettel mantinha-se soberano no traçado coreano e ampliava a vantagem sobre o segundo colocado, Mark Webber, que, na 28ª volta já estava em mais de oito segundos.

Após a segunda troca de pneus Felipe Massa passou a andar melhor ainda e bem mais rápido que Fernando Alonso, a ponto de em uma volta andar mais de um segundo melhor que seu companheiro. Mas logo veio o rádio avisando ao brasileiro para manter boa distância do espanhol. Em entrevista ao final da corrida ele confirmou que poderia ter brigado com Mark Webber caso tivesse superado Alonso. “Estava bem, o carro estava competitivo e creio que poderia ter chagado perto do Webber e tirar pontos da Red Bull”, disse.

Na reedição da briga entre Kimi e Hamilton quem se deu bem foi Nico Hulkemberg. O alemão colocou os dois no bolso e mostrou arrojo na briga pela quinta posição.

Após 55 voltas Vettel comemorou mais uma vitória. Não fosse um problema no pneus dianteiro direito, o final da prova teria sido mais tranquilo para o piloto alemão que iguala o número de vitórias de Niki Lauda e Jim Clark.

Confira o resultado final do GP da Coreia de Fórmula Um:
1.  Vettel        Red Bull-Renault           1h36:28.651
2.  Webber        Red Bull-Renault           + 8.200
3.  Alonso        Ferrari                    + 13.900
4.  Massa         Ferrari                    + 20.100
5.  Raikkonen     Lotus-Renault              + 36.700
6.  Hulkenberg    Force India-Mercedes       + 45.300
7.  Grosjean      Lotus-Renault              + 54.800
8.  Vergne        Toro Rosso-Ferrari         + 1:09.500
9.  Ricciardo     Toro Rosso-Ferrari         + 1:11.700
10.  Hamilton      McLaren-Mercedes          +  1:19.600
11.  Perez         Sauber-Ferrari            +  1:20.000
12.  Di Resta      Force India-Mercedes      +  1:24.400
13.  Schumacher    Mercedes                  +  1:29.200
14.  Maldonado     Williams-Renault          +  1:34.900
15.  Senna         Williams-Renault          +  1:36.900
16.  Petrov        Caterham-Renault          +  1 Volta
17.  Kovalainen    Caterham-Renault          +  1 Volta
18.  Glock         Marussia-Cosworth         +  1 Volta
19.  Pic           Marussia-Cosworth         +  2 Voltas
20.  Karthikeyan   HRT-Cosworth              +  2 Volta

Não completaram a prova:

De la Rosa    HRT-Cosworth        volta  17
Kobayashi     Sauber-Ferrari        volta  17
Rosberg       Mercedes                   volta 2
Button        McLaren-Mercedes   volta 1

Confira a classificação do Mundial de pilotos após 16 provas:

1.  Vettel       215 Pontos
2.  Alonso       209 Pontos
3.  Raikkonen    167 Pontos
4.  Hamilton     153 Pontos
5.  Webber       152 Pontos
6.  Button       131 Pontos
7.  Rosberg       93 Pontos
8.  Grosjean      88 Pontos
9.  Massa         81 Pontos
10.  Perez        66 Pontos
11.  Kobayashi    50 Pontos
12.  Hulkenberg   45 Pontos
13.  Di Resta     44 Pontos
14.  Schumacher   43 Pontos
15.  Maldonado    33 Pontos
16.  Senna        25 Pontos
17.  Vergne       12 Pontos
18.  Ricciardo     9 Pontos

A classificação do Mundial de Construtores é:
1.  Red Bull-Renault          367 Pontos
2.  Ferrari                   290 Pontos
3.  McLaren-Mercedes          284 Pontos
4.  Lotus-Renault             255 Pontos
5.  Mercedes                  136 Pontos
6.  Sauber-Ferrari            116 Pontos
7.  Force India-Mercedes       89 Pontos
8.  Williams-Renault           58 Pontos
9.  Toro Rosso-Ferrari         21 Pontos

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Fórmula Um acontece dia 28 de Outubro, na India.

Fotos: Getty Image-Red Bull Racing/Scuderia Ferrari/Williams F-1/Divulgação.

Tags: