Kimi Raikkonen vence em Abu Dhabi

4 de novembro de 2012

Depois de três anos o piloto finlandês Kimi Raikkonen volta a vencer na Fórmula Um. Kimi levou a Lotus a sua primeira vitória na temporada, e sua primeira após retornar à categoria, no Grande Prêmio de Abu Dhabi, disputado na tarde (horário local) deste domingo (04), no circuito de Yas Marina.

Havia 25 anos que um carro da Lotus não vencia na Fórmula Um desde o GP dos Estados Unidos em 1987. Kimi havia vencido sua última corrida na Bélgica, em 2009, pilotando uma Ferrari.

Fernando Alonso chegou em segundo e Sebastian Vettel, após largar em último e ultrapassar 21 carros completou o pódio na terceira colocação. Na classificação do mundial de pilotos, o alemão está com 255 pontos contra  245 do espanhol restando apenas duas etapas para o encerramento da temporada da F-1 de 2012.

Felipe Massa foi o sétimo e Bruno Senna o oitavo.

Com o resultado do GP deste domingo as atenções estarão voltadas para as provas dos Estados Unidos (dia 18) e do Brasil (dia 25). E o alemão Sebastian Vettel pode sair campeão na pista norteamerica se Fernando Alonso não marcar pontos e ele ficar, no mínimo em terceiro.  Se Vettel vencer em Austin o espanhol precisa chegar pelo menos em quarto para evitar a conquista do piloto da Red Bull, que seria o terceiro título consecutivo.

A Corrida

A punição ao piloto Sebastian Vettel era a senha para uma corrida com muitas possibilidades, e não foi diferente do que se previra. O abandono de Lewis Hamilton também contribuiu para que a corrida apimentasse a disputa entre a Red Bull de Vettel e a Ferrari de Fernando Alonso faltando apenas duas corridas para o encerramento da temporada de 2012.

Mesmo com a entrada do safety car por duas vezes, Vettel teve de suar o macacão para conseguir o resultado positivo em Abu Dhabi e permanecer à frente de Alonso, que mostrou descontentamento com a presença de seu rival no terceiro posto do pódio.

Alheio ao duelo entre Espanha e Alemanha, o representante da Finlândia largou bem, e ficou atrás de Lewis Hamilton, quando na volta 19 herdou o primeiro posto com a parada do piloto da McLaren devido a problemas mecânicos.

Raikkonen sofreu forte pressão de Fernando Alonso na fase final da corrida, manteve uma distância confortável em relação ao espanhol para assegurar a vitória da sexta equipa diferente a vencer corridas este ano.

Confira a Classificação final da prova:

1. Raikkonen Lotus-Renault 1h45:58.667
2. Alonso Ferrari + 0.852
3. Vettel Red Bull-Renault + 4.163
4. Button McLaren-Mercedes + 7.787
5. Maldonado Williams-Renault + 13.007
6. Kobayashi Sauber-Ferrari + 20.076
7. Massa Ferrari + 22.896
8. Senna Williams-Renault + 23.542
9. Di Resta Force India-Mercedes + 24.160
10. Ricciardo Toro Rosso-Ferrari + 27.400
11. Schumacher Mercedes + 28.000
12. Vergne Toro Rosso-Ferrari + 34.900
13. Kovalainen Caterham-Renault + 47.700
14. Glock Marussia-Cosworth + 56.400
15. Perez Sauber-Ferrari + 56.700
16. Petrov Caterham-Renault + 1:04.500
17. De la Rosa HRT-Cosworth + 1:11.5

Abandonos
Pic Marussia-Cosworth 42ª volta
Grosjean Lotus-Renault 38ª volta
Webber Red Bull-Renault 38ª volta
Hamilton McLaren-Mercedes 20ª volta
Karthikeyan HRT-Cosworth 8ª volta
Rosberg Mercedes 8ª volta
Hulkenberg Force India-Mercedes 1ª volta

Melhor volta: Vettel, 1:43.964

Confira a classificação do mundial de pilotos:

1. Vettel 255 Pontos
2. Alonso 245 Pontos
3. Raikkonen 198 Pontos
4. Webber 167 Pontos
5. Hamilton 165 Pontos
6. Button 153 Pontos
7. Massa 95 Pontos
8. Rosberg 93 Pontos
9. Grosjean 90 Pontos
10. Perez 66 Pontos
11. Kobayashi 58 Pontos
12. Hulkenberg 49 Pontos
13. Di Resta 46 Pontos
14. Maldonado 43 Pontos
15. Schumacher 43 Pontos
16. Senna 30 Pontos
17. Vergne 12 Pontos
18. Ricciardo 10 Pontos

Confira a classificação do Mundial de Construtores:
1. Red Bull-Renault 422 Pontos
2. Ferrari 340 Pontos
3. McLaren-Mercedes 318 Pontos
4. Lotus-Renault 288 Pontos
5. Mercedes 136 Pontos
6. Sauber-Ferrari 124 Pontos
7. Force India-Mercedes 95 Pontos
8. Williams-Renault 73 Pontos
9. Toro Rosso-Ferrari 22 Pontos.

Fotos: Lotus GP/Scuderia Ferrari/Red Bull Racing/Divulgação

Tags: