Genz e Justino antecipam muitas ultrapassagens

2 de agosto de 2014

image002A inclusão de três categorias na programação da quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car criou uma expectativa de muitas ultrapassagens para a principal prova deste fim de semana.Vitor Genz e Wellington Justino, os dois pilotos da equipe Boettger, acreditam que o acúmulo de borracha nos 3.385 metros de asfalto do circuito principal do Autódromo de Goiânia vai contribuir para um melhor espetáculo para o público. A previsão meteorológica prevê dia quente para a região, o que vai ajudar a esquentar as disputas pelo prêmio de R$ 1 milhão reservado ao vencedor da prova que vai ter uma bateria única de 50 minutos mais uma volta e a troca obrigatória de pelo menos um pneu.

Segundo o gaúcho Vitor Genz, que há cerca de dois meses conseguiu seu melhor resultado da temporada nesta pista, o fato de mais carros usarem a pista ajuda a limpar o asfalto e aumenta a competitividade:

“São quase cem carros que participam das competições do fim de semana e com isso a pista fica emborrachada numa área bem maior que o normal. Assim, poderemos arriscar manobras que em uma situação normal seriam quase impossível”, comentou Vitor Genz, que vai largar na 22ª posição, exatamente à frente do líder do campeonato, Marcos Gomes.

Correndo em casa em sua primeira largada da temporada, Wellington Justino acredita que esse quadro facilita bastante seu processo de adaptação às especificações da versão 2014 da Stock Car. Justino vai largar em 29º lugar e é o único goiano a participar da prova e junto com a torcida do público local também defende um sobrenome tradicional das pistas: antes dele, outros quatro tios e primos já disputaram competições de auto e motociclismo.

“Além de estar sem competir há algum tempo, um obstáculo circunstancial, o câmbio semi-automático e o rendimento superior ao modelo que usei no ano passado são outras barreiras que tenho que superar neste fim de semana. Ter mais pista para usar diminui um pouco a pressão: afinal, tenho mais espaço para trabalhar”, afirma Justino.

Para Giovani Boettger, o diretor técnico do time de Timbó (SC), destaca que todos ganham com uma programação que reúne várias categorias:“É bom para os pilotos e equipes, que criam uma atmosfera mais colorida e festiva, e é bom para o público, que vê mais ação e mais disputas com diferentes categorias. Afinal mais carros usando a pista aumentam o trilho ideal e acaba permitindo que os pilotos arrisquem mais. Como não há previsão de chuva para esta noite e para amanhã cedo, o asfalto não deverá mudar  e com isso o público vai se divertir ainda mais”.

Texto: Divulgação

Foto: Divulgação