Evandro Bambirra destaca evolução no Brasileiro de Kart

7 de agosto de 2014

230324_425343_bras_1fase_33_web_Depois das disputas da primeira fase do Campeonato Brasileiro de Kart, que foi realizado no Kartódromo Brasil Kirin Arena, em Itu, no interior paulista, quando competiu pela categoria Sudam, o piloto mineiro Evandro Bambirra permaneceu na competição. Na semana passada, entre os dias 29 de julho e dois de agosto, ele participou da segunda fase do evento, desta vez pela classe Graduado.

Contando com a experiência adquirida na semana anterior a maior preocupação de Evandro foi, efetivamente, a de ajustar com cuidado todo o seu equipamento para enfrentar, em pé de igualdade, os principais pilotos de kart da atualidade.

“A Graduado reúne os principais pilotos em atividade. Este é o último passo de um piloto no kartismo e muitos deles já estão conciliando seus primeiros passos nas categorias de fórmula com sua despedida do kart. O equipamento é o mais veloz do Campeonato e o nível muito alto”, comentou o piloto de 18 anos.

Na terça e quarta a pista foi aberta para treinos livres. Nas quatro sessões realizadas Bambirra chegou a estar no Top10 e, com isso, seguiu muito animado para a tomada de tempo. Nesta sessão,que teve vez na manhã de quinta, um problema no carburador de seu kart prejudicou o seu rendimento e, consequentemente, a sua posição de largada para as corridas classificatórias. Com a marca de 49s299 ele fez apenas o 24º tempo garantindo apenas um lugar na 12ª fila para as largadas das classificatórias.

Nestas provas, onde se somava pontos, Evandro fez o que pôde e, se recuperando do problema na tomada terminou a primeira prova em 14º e, a segunda, em 17º. A esta altura, após 10 dias competindo direto em uma pista onde se atacava muito as zebras e o físico do piloto era exigido ao máximo, Bambirra já sofria bastante também com dores nas costelas.

230324_425344_bras_1fase_44_web_Na sexta foi realizada a prova Pré-Final e, em mais uma determinada recuperação, Evandro terminou as 22 voltas na décima posição, garantindo assim uma boa posição de largada para a final. Na manhã de sábado, quando chegou para a última e decisiva corrida, Bambirra não suportava mais as dores nas cotelas. Muito profissional, porém, o piloto seguiu ao posto médico do kartódromo e, à base de medicação injetável, alinhou seu kart para a corrida. Depois de boa largada o piloto vinha na sétima posição, brigando para assumir o sexto lugar, quando de repente teve seu kart fortemente atingido pelo de um concorrente o que acabou lhe empenando todo o equipamento. Bambirra ainda tentou seguir na prova, mas, a esta altura, seu kart mal andava na pista e, então, ele abandonou a Final.

“Infelizmente o problema na tomada de tempos nos tirou a chance de um resultado muito melhor. O kart estava rápido, mas, largando nas duas classificatórias lá de trás eu tive de ficar todo o tempo guiando no limite extremo. O aprendizado foi muito grande e, mais uma vez, tenho a reclamar apenas da escolha da pista que, realmente, com as duas chicanes acabou com os karts de todo mundo e, pior ainda, deixou muita gente saindo machucada”, desabafou o piloto do Supermercados BH.

Foto: Flávio Quick – Divulgação

ALDEIA-MUNDO-BANNER-MATÉRIAS-680x168