Brasileiros testam F4 Sudam antes de etapa no Uruguai

14 de agosto de 2014

230924_427098_enzo_el_pinar___crdamian_web_ Nada menos do que cinco brasileiros participaram, no início desta semana, de algumas sessões de testes particulares da F4 Sul-americana, no circuito de El Pinar, no Uruguai, poucos dias antes do início das atividades válidas pela terceira rodada dupla da categoria, que será realizada neste fim de semana na mesma pista uruguaia. Bruno Balarin, João Pedro Guim e Vinicius Papareli tiveram a primeira experiência a bordo de um monoposto. Lucca Croce já havia guiado um carro da Skip Barber e Giuliano Raucci conheceu o chassi Signatech da F4 Sudam semanas atrás, mas continua seu programa de desenvolvimento, visando participar da temporada do ano que vem.

O quinteto brasileiro desembarcou no Uruguai e ficou bem impressionado com as características do carro. Os cinco, porém, não participam desta etapa. “Gostei bastante do carro, mais do que imaginava. Demorei um pouco para compreender os recursos do F4, mas com o tempo peguei a mão e acho que fui bem. Quero agradecer ao KantanKart por ter me dado essa oportunidade”, afirmou o mineiro Guim, que ganhou um dia de testes na categoria continental graças à conquista da etapa de Guaratinguetá do torneio de kart.

230924_427094_baldin_web_“Foi a primeira vez que pilotei um fórmula e gostei da experiência. Aprendi muito com o carro e com o sistema de aquisição de dados. É uma categoria com um ótimo custo/benefício, excelente para quem deseja iniciar no automobilismo. Agradeço ao Tato (promotor da F4 Sudam), MMKT e KantanKart pela oportunidade”, disse Balarin. “É um carro muito moderno, que inspira confiança. Recebi uma ótima atenção do pessoal da F4, que me deu muita base para voltar à pista”, relatou Paparelli. “Foi um momento único na minha vida, que jamais esquecerei. Obrigado a todos que puderam transformar esse sonho em realidade”, continuou.

Já Lucca Croce destacou as diferenças entre os carros da Skip Barber e da F4 Sudam. “Havia feito um teste de Skip Barber nos Estados Unidos, mas percebi que é um carro muito diferente do que estamos acostumados a ver por aqui. O monoposto da F4 é moderno e tem uma ótima tecnologia. É o carro ideal para quem está começando”, disse Croce. “Vamos trabalhar para disputar a temporada no ano que vem”.

230924_427097_balarin_web_O único piloto “experiente” dessa turma é Giuliano Raucci, que treinou por dois dias em julho e completou nesta semana um cronograma de três dias de testes. “Acho que o ponto principal é se acostumar com os detalhes para virar rápido. Às vezes você acha que não foi bem em uma volta, mas essa volta se transformou na mais rápida de um treino. Diferentemente do kart, são poucos detalhes que fazem você baixar bastante seu tempo”, explicou.

O objetivo de todos é disputar a categoria no ano que vem e se juntar aos outros três brasileiros que já participam do campeonato: Bruno Baptista, Felipe Ortiz e Enzo Bortoleto. Após duas etapas realizadas, Baptista lidera a competição com 73 pontos, sete a mais que Ortiz, vencedor de duas das quatro corridas realizadas. Bortoleto aparece em quarto com 41, quatro a menos que o terceiro colocado, o uruguaio Frederick Balbi. O primeiro treino livre da F4 Sudam, em El Pinar, será realizado nesta sexta. A programação tem sequência no sábado, com o segundo treino livre, classificação e primeira corrida. A prova final acontecerá no domingo.

Texto e Fotos: Divulgação

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização