Edson Júnior chega em quinto e segue na vice-liderança

17 de agosto de 2014

231170_428001_foto_luciano_santos__quickcomunicacao_2_web_O Autódromo Internacional de Cascavel, no oeste do Paraná, recebeu, no início da manhã deste domingo (17), a oitava etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo. A categoria, que compete em conjunto com a Stock Car Brasil, trouxe o mineiro Edson Coelho Júnior (EMC Sistemas | Neide Buffet | RSports) recebendo a bandeirada na quinta colocação, mesma posição em que havia largado.

O fim de semana de Edson foi, sem dúvida, o mais difícil da temporada. O desafiador circuito de Cascavel, que apresenta a maior média de velocidade de todo o Campeonato, começou com os treinos livres de sexta (15) e Edinho, sofrendo com o acerto do carro, ficou apenas com o 11º tempo, a quase um segundo de diferença do primeiro colocado.

Ainda com dificuldades em encontrar junto com Edson um acerto ideal, a equipe RSports não mediu esforços para melhorar o equipamento. Na manhã de sábado (16), no segundo treino, o carro melhorou um pouco. Com a marca de 1m14s559, ele ficou com o sétimo tempo, mas, ciente de que ainda tinha muito para melhorar. Ainda na tarde de sábado, foi realizada a tomada de tempos. O trabalho conjunto de piloto e equipe se mostrou bastante eficiente e a diferença entre o tempo de Coelho para o da pole-position foi menor que três décimos. Assim, com 1m06s526, ele garantiu a quinta posição do grid de largada.

Encerrando a programação do fim de semana, finalmente chegou o momento da corrida. Às 9h10min, a largada da corrida foi autorizada. Edson, em uma manobra muita arrojada, pulou para o quarto lugar ainda na primeira curva. Ainda com o pelotão muito junto, ele seguiu pressionando o terceiro colocado e já colocara mais de meio carro à frente do concorrente quando, então, o seu carro foi tocado. Com habilidade, Coelho conseguiu se manter na pista, mas perdeu duas posições caindo para sexto. Na terceira volta, sem ainda uma explicação, o seu carro teve um problema eletrônico e não desempenhava toda a sua potência. Com isso, Edson caiu mais dois postos, chegando ao oitavo lugar. Na volta seguinte, um acidente forçou a entrada do carro de segurança que, por várias voltas, acabou ficando na pista para que os detritos da batida fossem retirados do traçado. Faltando apenas dez minutos para o fim da prova, a relargada foi autorizada. Júnior, sentindo que o problema do carro parecia ter finalizado, seguiu então para sua recuperação. Com voltas muito rápidas, ele mostrou arrojo e determinação para ganhar três posições e, ao fim das 27 voltas, receber a bandeirada na quinta posição.

“Sem dúvida foi nosso pior fim de semana do ano. Custamos para achar um bom acerto, as condições da pista mudaram muito a cada atividade e com isso acabamos com muita dificuldade. Quero agradecer ao empenho do nosso time. Fiz o meu melhor e na corrida eu já vinha em terceiro, mas, recebi um toque. Depois o carro perdeu potência e só quando o safety car estava na pista que o carro voltou ao normal. Consegui ainda recuperar algumas posições e terminar em quinto foi de certa forma importante na luta pelo Campeonato. Vários pontos ainda estão em jogo e farei o meu melhor para buscar este título”, comentou o piloto de João Monlevade.

Com o resultado, Edson Júnior permanece na segunda posição do Campeonato, agora empatado com Márcio Campos, com 118 pontos. A próxima rodada da competição acontece daqui dois fins de semana. A pista do Velopark, na região metropolitana de Porto Alegre, recebe as rodada dupla com as corridas da nona e décima etapas nos dias 30 e 31 de agosto.

Texto: Quick Comunicação/Divulgação
Foto: Luciano Santos/Quick Comunicação/Divulgação