Rafael Suzuki faz corrida de superação em Cascavel e conquista melhor resultado na Stock Car

18 de agosto de 2014

231187_428072_ch3_2757Rafael Suzuki deixa Cascavel, palco da sexta etapa da temporada 2014 da Stock Car, com o sentimento de dever cumprido e feliz por ter conquistado seu melhor resultado desde a estreia na categoria. O paulista radicado no Maranhão viveu um domingo (17 de agosto) de superação e teve de conviver com toda sorte de problemas, desde ser atingido por um adversário na curva mais rápida e perigosa do circuito, além de uma pane elétrica que quase colocou tudo a perder. Mas graças a um ótimo ritmo de corrida, uma pilotagem madura e uma estratégia acertada por parte da equipe ProGP, Suzuki fechou o fim de semana com bom desempenho para terminar a prova mais longa da etapa entre os 15 melhores colocados, na tão almejada zona de pontuação.

Suzuki, décimo lugar do grid de largada após boa classificação no último sábado, fez uma largada conservadora justamente para evitar problemas nas primeiras curvas da primeira prova deste domingo. Entretanto, o novato teve seu carro #8 acertado por trás por Luciano Burti e rodou. Por muita sorte, Rafael não sofreu mais nenhuma batida e conseguiu permanecer na corrida, mas caiu para a última posição e teve seu carro bastante avariado após o incidente. Começava aí uma corrida de superação.

231187_428071_ch3_2435Mesmo com o carro ‘torto’ depois da batida, o piloto da ProGP mostrou um grande ritmo de corrida e foi ganhando muitas posições. Durante a janela para troca de pneus e reabastecimento, a estratégia adotada pela equipe fez efeito. Depois de chegar a andar em quarto lugar, Suzuki fez sua parada na volta 23, quando trocou apenas um pneu. Foi o pit-stop mais rápido da corrida, e isso lhe ajudou muito a se manter na zona de pontuação. Pouco depois, Rafael chegou a sofrer uma pane elétrica em seu carro, que ‘apagou’ brevemente, mas voltou a funcionar e permitiu ao piloto cruzar a linha de chegada da prova em 15º lugar.

Foi exatamente nesta posição que Suzuki abriu a prova mais curta, de 20 minutos. Logo ao fim da primeira volta, o novato voltou aos boxes para fazer um breve reabastecimento e seguir na disputa. No entanto, o safety-car, que entrou na pista neste mesmo período, ficou muito tempo na pista e impediu Rafael de ter mais tempo de bandeira verde para escalar o pelotão. Com menos de 12 minutos de ‘corrida pra valer’, o piloto saiu de 30º, voltou a exibir bom ritmo para fechar a corrida em 21º. Feliz por ter encontrado o caminho na condução do carro, Rafael Suzuki já mira a etapa de Curitiba — circuito que recebeu os testes da pré-temporada —, daqui a duas semanas.

231187_428075_raf29453Rafael Suzuki:

“A corrida teve dois lados. O negativo foi a batida que me deram na largada, que deixou o carro bem torto, mas como eu estava com um ritmo bem legal, continuei na prova. O bom é que conseguimos uma boa estratégia para recuperar aquele monte de posições que perdemos na primeira volta, de modo que terminar em 15º, marcando pontos, foi positivo. Para a segunda prova, tivemos de parar nos boxes para abastecer, mas o carro falhava muito, e não conseguimos tirar o melhor dele. Em resumo, foi um bom fim de semana porque fui bem mais competitivo, larguei entre os dez primeiros, e mesmo com o carro bem avariado, nosso ritmo de corrida foi bom. Então tudo isso nos deixa bem otimistas para as próximas etapas.”

Fotos: Carsten Horst/Hyset

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização