Emoção, polêmica e revolta na categoria Graduados

23 de agosto de 2014

Cearense de Kart 2Robério Lessa – Eusébio (CE) – O silêncio no kartódromo Júlio Ventura, localizado na cidade do Eusébio (CE), foi rompido na tarde deste sábado (23), pelo agudo som de um motor dois tempos da categoria Graduados na disputa pela quinta etapa do Campeonato Cearense de Kart.

A prova teve momentos de emoção, polêmica e revolta.

A primeira polêmica, e também primeira revolta ficou por conta do choque entre os pilotos Igor Figueiredo e Lutianne Soares na volta de instalação para o grid da primeira bateria. Uma distração de Igor fez com que o piloto do kart 81 enchesse a traseira do kart 99 de Lutianne. O choque causou atraso na largada, já que os outros pilotos abriram mão e permitiram o reparo dos dois concorrentes, mas Igor recebeu uma punição e teve de largar em último, já Luti, como também é conhecido, preferiu largar dos boxes.Diego Felício 03

“Não quero nem falar sobre isso, mas não queria que fosse assim”, disse Igor.

A segunda polêmica e segunda revolta também surgiram no momento em que os pilotos foram realinhados no Grid. Para surpresa de Diego Felício, que era o último antes da punição de Igor, os comissários da Federação Cearense de Automobilismo (FCA) informaram que ele deveria guardar a distância para o lugar de Igor, que estava atrás dele punido que fora.

“Eu não estou acreditando nisso! Está certo? Está Certo?”, perguntava Diego. “O que estou vendo aqui é que o Igor está em dois lugares no grid. Tudo bem manter respeitado o lugar do Luti que vai largar dos boxes, mas o Igor foi punido, logo eu subiria uma posição. Estou chateado com isso, mas vamos ver o que fazemos na corrida”, lamentou o piloto do kart 79.Paulo Holanda 5

Largada dada, Kinho tenta se manter à frente, mas acaba perdendo posições e aí começaria a terceira polêmica seguida de revolta. Na briga por posições, o kart 77 de Kinho acabou sendo tocado pelo 41 de Paulo Holanda, com isso perdeu o bico e teve de parar para colocar a peça. De volta à prova ainda tentou andar na mesma balada, no entanto abandonou por problemas ocasionados pelo toque.

“Isso aqui não está certo. Eu sei que essa não é uma competição do kart mais bonito, mas também o exagero na defesa do lugar na corrida não pode ser motivo para alguém jogar o kart em cima do seu. Eu já havia colocado mais da metade do kart para ultrapassar o Paulinho (como também é conhecido Paulo Holanda) e ele bateu de propósito. Sei que temos o direito de espalhar o kart, mas assim é demais, quero ver o que os comissários e a direção da prova vão fazer”, falou um revoltado Kinho, que não escondia de ninguém a decepção com o acontecido na pista.Kinho 5

Advertido por conduta antidesportiva, Paulo Holanda continuou na prova e buscou a liderança que naquele momento era de Leonardo Soares.

A quarta polêmica, que se transformaria na maior delas e maior revolta do dia e que também envolveu o piloto Paulo Holanda.

Na disputa pelo segundo lugar o piloto Rodrigo Ventura buscava superar Paulo Holanda e os dois andavam na mesma balada e próximos a Leonardo Soares. Os três abriam mais uma volta e, na freada da primeira curva, na saída da reta principal e ponto de maior velocidade do circuito, Paulo Holanda freia mais dentro e Rodrigo toca a traseira de seu kart. Reação contínua, o kart 41 de Holanda acaba tocando no kart 10 de Leonardo, e este roda na curva.Rodrigo Ventura

Nesse momento Rodrigo consegue superar Paulinho e assume a ponta. Na frente ele tratou de abrir caminho conseguindo andar mais rápido e vencendo a primeira bateria, no entanto, aos olhos da direção da prova e dos comissários o causador da rodada do kart 10 fora a colisão do kart 212 em cima do kart 41 e, com isso, o piloto foi punido com 15 segundo a mais em seu tempo final, o que o colocaria para trás na ordem de chegada, causando grande revolta ao piloto, seus familiares e parte da torcida que acompanhava a prova.

Rodrigo Ventura“Isso aqui é uma palhaçada! É uma falta de vergonha!”, dizia Rodrigo que não conseguia acreditar no que estava acontecendo. “Você investe, treina, treina, treina e busca andar correto na pista. Saí atrás, evolui ao longo da bateria, e me deparei com a forte freada do Paulinho, foi um toque sem maldade, Eu não tinha a menor intenção de prejudicar ninguém, e nem recebi advertência! Não posso aceitar isso de maneira nenhuma, se eu tinha de ser punido que o Paulinho também fosse, porque ele tocou no Leo e já tinha se envolvido em outros toques. Não é possível que os caras da FCA não tenham levado isso em consideração. Que corrida eles estão assistindo lá de cima da torre? Eu quero saber por que eu sou punido por um acidente e outro piloto que também se envolveu não foi? Alguém precisa rever esses conceitos. Queria que alguém visse isso de outra forma nem que seja preciso vir gente da CBA (Confederação Brasileira de Automobilism0) para atuar junto aos da FCA. É mais que revoltante, é algo que beira o ridículo”, afirmou Rodrigo que, ainda de cabeça quente, mostrava-se inclinado a não mais disputar as três provas restantes para o encerramento da temporada, e não alinhou seu carro para a segunda bateria do dia.

Paulo HoçlandaPaulo Holanda lembrou que a graduados é uma categoria muito disputada e que não teve intenção de tirar Leonardo da prova. “Tem coisas de corrida que as pessoas não compreendem. Quando você está dentro do kart, debaixo do capacete só você sabe o que se passa, e você tem que decidir tudo sozinho. A categoria tem pilotos de alto nível e, com isso, todos andam juntos em uma disputa acirrada, e todos estão mais expostos a um toque. Eu lamento pelo Leo e pelo Rodrigo, mas isso foi coisa de corrida, Foi uma corrida bem disputada, com várias ultrapassagens e busquei o resultado, mesmo com um kart que não uso, foi uma corrida de superação”, afirmou o campeão da Graduados de 2013.

Menos tensa, a segunda bateria foi amplamente dominada por Paulo Holanda, que vencera a primeira bateria, e com isso conquistou a etapa, somando mais 11 pontos e encostando no líder da competição, o piloto Marcus Vinícius Kinho, que permanece líder com 46 pontos contra 43 de Paulo Holanda.

Na segunda colocação ficou o piloto Lutianne Soares, que, mesmo tendo largado dos boxes na primeira bateria, conseguiu imprimir um ritmo forte em uma boa corrida de recuperação concluindo a prova no pódio.

Luti“É um prêmio para a gente após um início tumultuado. Já superei a batida no início e como faço, solto os cachorros, grito, chuto o pneu, mas procuro me concentrar no problema e assim pude, junto com os mecânicos e nosso preparador, resolver o problema com o radiador e focar na corrida. Procurei acelerar e buscar as posições, foi o que aconteceu”, afirmou o piloto do kart 99.

Em terceiro, fechando o pódio, Leonardo Soares só lamentou o toque que o tirou da liderança na primeira bateria. Ele conversou com a repórter Débora Brito e revelou certa insatisfação.

“Francamente, eu queria a vitória! Não quero saber de quem é a culpa, mas isso não pode acontecer com a frequência que está acontecendo. Era líder e me tiraram a chance de estar no lugar mais alto do pódio. Feliz? Não estou feliz, mas o que posso fazer agora?”, lamentou Leonardo.

Confira a classificação final da quinta etapa:

1  Paulo Holanda
2  Lutianne Soares
3  Leonardo Soares
4  Diego Felício
5  Leandro Soares
6  Eduardo Mourão
7  Kaka Carvalho
8  Flávio Menezes
9  Rodrigo Ventura
10 Marcus Vinicius – Kinho
11 Igor Figueiredo

1 – Marcus Vinícius – Kinho 46 pontos
2 – Paulo Holanda 43 pontos
3 – Leonardo Soares 43 pontos
4 – Diego Felício 37 pontos
5 – Rodrigo Ventura 26 pontos
6 – Luttiane Soares 25 pontos
7 – Igor Figueiredo 23 pontos
8 – Kaka Carvalho 16 Pontos
9 – Eduardo Mourão 16 pontos
10 – Flávio Menezes 9 pontos
11 – Pedro Porto 7 Pontos
12 – Rafael Ataíde 6 pontos
13 – Leandro Soares – 6 pontos

A próxima etapa da competição será disputada dia 28 de setembro, também no Kartódromo Júlio Ventura.

As notícias do Campeonato Cearense de Kart têm um oferecimento de Aldeia Mundo – Sua Viagem do Seu Jeito.

 ALDEIA MUNDO BANNER MATÉRIAS

Texto e Fotos:  Robério Lessa.

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização