Quebra de suspensão tira Sérgio Sette Câmara do pódio da F3 Brasil

9 de setembro de 2014

233459_434991_img_2818netO Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, no Rio Grande do Sul, recebeu neste fim de semana a sexta rodada da F3 Brasil com as corridas válidas pela 11ª e 12ª etapas do Campeonato. Mostrando sua força e recuperação no cenário do automobilismo nacional a prova teve 17 carros no grid e muita competitividade na pista. Apenas em seu terceiro fim de semana de competição na F3 o piloto Sérgio Sette Câmara vivenciou uma rodada de muito aprendizado, mas, acima de tudo de velocidade e conquista de confiança.

Na tarde de sexta-feira e no início da manhã de sábado os carros foram à pista para os treinos livres. Junto aos técnicos e engenheiros da equipe Cesário F3 e ao seu “coach” Danilo Dirani, Sette Câmara não demorou para impor seu ritmo. Com seguidas voltas rápidas ele e seu companheiro de equipe pareciam participar de outra categorias e não permitiam a aproximação dos demais concorrentes. Ao final das duas sessões, por uma diferença de 21 milésimos para o primeiro colocado, Sette Câmara ficou com a segunda, animando-se assim para a tomada de tempos e as corridas.

Ainda no sábado, no fim da manhã, Serginho fez a sua tomada de tempos. Com a marca de 49s463 ele ficou com a segunda posição do grid para a primeira corrida. Animado, o piloto tinha certeza de seu bom desempenho e se preparava para a corrida. Esta primeira prova seria ainda no sábado, mas, devido à forte chuva, foi adiada para a manhã de domingo.

O domingo amanheceu e a chuva prevalecia, porém, em menor intensidade. A partida foi autorizada com o “Safety-Car” na pista. Após os dois primeiros giros ele deixou a pista e a prova foi autorizada efetivamente. Porém, quando acelerou para valer nesta re-largada, o carro de Sette Câmara apagou, fazendo com que praticamente todos os concorrentes o ultrapassassem. Ele ainda conseguiu fazer o equipamento pegar “no tranco” e, com isso, seguiu na prova, a esta altura, na 14ª posição. Mesmo com o piso molhado o piloto de Belo Horizonte mostrou todo o seu talento e, com determinação, ganhou sete posições, terminando na sétima posição.

Partindo da quarta fila, a segunda corrida foi ainda mais emocionante. Com a pista seca Serginho fez uma impressionante corrida de recuperação. Ele superava seus concorrentes em diferentes pontos da pista e, na 14ª volta já assumira a vice-liderança. No segundo posto ele seguiu até o 21º giro quando, então, na busca direta pela liderança, ele acabou atacando uma das altas zebras do circuito e quebrou a suspensão de seu carro, obrigando-o a abandonar a corrida. Com o tempo de 50s221 ele ficou com a volta mais rápida da corrida, que serviu como um prêmio por todo o crescimento do fim de semana.

“Tivemos um fim de semana muito bom aqui no Velopark. Consegui evoluir bem o carro e andei todo o tempo junto ao meu companheiro de equipe. Infelizmente os resultados não aparecerem, mas, estamos no caminho certo. Agradeço aos meus patrocinadores pela oportunidade e vamos com tudo para a próxima etapa, daqui um mês, em Curitiba”, comentou o piloto de 16 anos.

Fotos: Fábio Oliveira – Quick Comunicação

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização