CIK e FIA dão primeiro passo para o Brasil sediar etapa do FIA Karting Academy Trophy

12 de setembro de 2014

FIA KARTINK ACADEMYPor Robério Lessa – A melhor notícia do ano para o automobilismo brasileiro finalmente pode ser divulgada. Após aprovação no Conselho Internacional de Kart (CIK) da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), o Brasil foi elencado para sediar três etapas Sul Americanas do FIA Karting Academy Trophy.

Assim, além da decisão, que já havia sido tomada na reunião  do CIK em Paris no mês de agosto, fora decidido na tarde desta quinta (11), na Chinha, a homologação definitiva no conselho Mundial  da FIA no qual o Brasil é representado pelo presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Cleyton Pinteiro.

KSP_547_6214_FILEminimizerA empresa Italiana Parolim será responsável pela realização das três etapas que serão realizadas no Brasil.

Com isso, representantes do CIK virão ao país para homologação do kartódromo. Agora o desafio será atender as exigências do CIK que serão apresentadas em uma “carta de encargos” na qual se saberá quais kartódromo terão condições de abrigar uma competição dessa natureza.

A competição surgiu na Europa e tem como objetivo reunir kartistas de vários países em uma competição mundial após seleção nacional. Os competidores terão igualdade de equipamento tanto nas etapas nacionais quanto na mundial, o que reforça o caráter de categoria escola, que destinou ao Brasil duas vagas para a etapa decisiva.

Giovanni GuerraGiovanni Guerra, presidente da Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão, foi quem defendeu a inclusão do Brasil no FIA Karting Academy Trophy.

No início do mês de agosto, quando da realização da segunda fase do 49º Campeonato Brasileiro de Kart, realizado em Itu (SP), Giovanni havia conversado com a reportagem do Carros e Corridas, e se mostrou esperançoso em conseguir o aval da CIK/FIA para, enfim, inserir o país em um dos maiores projeto de formação de pilotos.

“Acreditamos que o Kartismo Brasileiro sofrerá uma interferência extremamente positiva depois da realização do Mundial em solo nacional. A começar pela preparação e adequação dos Kartodromos no padrão CIK -FIA, nos tornamos efetivamente o portão de entrada para todos os Kartistas da América do Sul ao Mundo do Kartismo Mundial”, afirmou Giovanni.

Texto: Robério Lessa

Fotos: FIA/CIK-Divulgação, Parolin.

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.