Lucas Torres vence na GPR 250

22 de setembro de 2014

GPR 250O paulista Lucas Torres comemorou neste domingo (21), no GP Goiânia, a conquista de sua segunda vitória na temporada da GPR 250, categoria de formação de pilotos do Moto 1000 GP. Em mais uma corrida repleta de trocas de posições em todas as suas 12 voltas, o piloto da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros repetiu na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade o resultado que havia conquistado na segunda prova, em São Paulo.

A corrida no Autódromo Internacional Ayrton Senna marcou a segunda aparição do gaúcho Herbert Pereira, piloto da Aclat Racing, no pódio da GPR 250, com a segunda colocação. Os paulistas Meikon e Ton Kawakami, irmãos e companheiros de equipe na Playstation-PRT, terminaram a prova em terceiro e em quinto, respectivamente. Entre os dois, em quarto, ficou o goiano Rafael Rodrigues, da Arthur Racing, que estreou conquistando a pole position.

O GP Goiânia representou a última das quatro corridas que valeram pela disputa por uma vaga no Red Bull MotoGP Rookies Cup. Meikon Kawakami, com o terceiro lugar, confirmou a conquista do benefício oferecido pela parceria celebrada entre o Moto 1000 GP e a Red Bull – custeio de sua viagem e de um acompanhante à Espanha para as atividades da seletiva, no mês de outubro. Na pontuação paralela ele atingiu 77 pontos, dois a mais que Torres.Meikon

“Estou muito feliz, consegui a vaga na seletiva e vou tentar fazer o meu máximo e representar o Brasil lá”, comemorou o piloto da Playstation-PRT. “Eu sei que é uma competição muito difícil, mas vou tentar ir para cima”, prometeu. Torres, seu principal adversário na busca pela vaga que o Moto 1000 GP pôs em disputa, cumprimentou-o pela conquista. “Se não deu agora é porque não era para eu ir, vamos ter outras chances. Tudo tem sua vez”, declarou.

Na classificação absoluta do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, Kawakami manteve-se líder e viu sua vantagem cair de 27 para 17 pontos. Ele agora soma 102 pontos, contra 85 de Torres. O gaúcho Giovandro Tonini, da Santin Racing, finalizou a etapa goiana em nono lugar e segue em terceiro na competição, agora com 60 pontos. Sexto na prova, o cearense José Duarte, companheiro de equipe de Torres, está em quarto na tabela, com 59 pontos.

GPr 250 1A Corrida – Segundo colocado no grid, Lucas Torres assumiu a liderança logo após a largada. Meikon Kawakami, que largou em terceiro, também superou o pole position Rafael Rodrigues, que retomou a liderança antes do complemento da primeira volta. Duas voltas depois, Kawakami figurava em quarto, com Herbert Pereira em segundo. O revezamento constante no pelotão único permitiu, na quinta volta, que José Duarte aparecesse em terceiro.

Duarte perdeu o traçado ideal na sexta volta e caiu para oitavo, sem que o incidente o fizesse perder contato com o pelotão de pilotos que disputavam a liderança da etapa. O GP Goiânia já estava na sétima volta quando o acidente envolvendo Suel Silva e Pedro Feliciano levou as equipes de resgate à pista e levou à interrupção da corrida com o acionamento da bandeira vermelha. Uma nova largada foi autorizada instantes depois, para mais seis voltas.

Lucas Torres liderou a segunda parte da etapa praticamente de ponta a ponta. Só não esteve em primeiro na metade da primeira volta. Enquanto isso, Kawakami oscilava na classificação da prova. Chegou a cair para o nono lugar, resultado que lhe tiraria a vaga no Red Bull MotoGP Rookies Cup. Era quarto na abertura da última volta. Precisava ganhar mais uma posição e assegurou a terceira posição e o prêmio internacional superando Rodrigues.GPR 250 2

Com a interrupção depois de seis das 12 voltas previstas no GP Goiânia da categoria GPR 250, prevaleceu a título de resultado final a classificação das seis voltas disputadas depois da segunda largada, definida da seguinte forma:

1º) Lucas Torres (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 11min11s048
2º) Herbert Pereira (PR/Kawasaki), Aclat Racing, a 0s729
3º) Meikon Kawakami (SP/Honda), Playstaton-PRT, a 0s766
4º) Rafael Rodrigues (GO/Honda), Arhur Racing, a 1s761
5º) Ton Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, a 2s021
6º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 3s024
7º) Bruno Borges (DF/Kawasaki), City Service BSB Motor Racing, a 3s847
8º) Brian David (GO/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 4s126
9º) Giovandro Tonini (RS/Honda), Santin Racing, a 5s545
10º) Nic Nottingham (SP/Kawasaki), Team De Grandi, a 17s332
11º) Maycon Benassi (PR/Kawasaki), Competizione Racing Team, a 19s487
12º) Rafinha Traldi (SP/Honda), Playstation-PRT, a 24s116
13º) Kaywan Freire (DF/Honda), Kaká Fumaça, a 24s225
14º) Pedro Ramos (DF/Kawasaki), Capital Racing, a 40s759
15º) Guilherme Brito (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 41s159
16º) Dilson Fernandes (RS/Kawasaki), Carlos Barcelos, a 1min19s644
NÃO LARGARAM
Suel Silva (SP/Kawasaki), Paulinho Superbikes
Pedro Feliciano (DF/Kawasaki), Podium Racing
Melhor volta: Pereira, na 6ª, 1min49s471, média de 126,116 km/h

Confira a Classificação: Após cinco corridas, a classificação da GPR 250 é: 1º) M. Kawakami, 102 pontos; 2º) Torres, 85; 3º) Tonini, 60; 4º) Duarte, 59; 5º) David, 53; 6º) T. Kawakami, 44; 7º) Pereira, 39; 8º) Nottingham, 35; 9º) Dirluiz, 27; 10º) Miranda, 18; 11º) Traldi, Rosa e Mattes, 16; 14º) Benassi, 15; 15º) Rodrigues, 14; 16º) Santos, 13; 17º) Castroviejo e Borges, 9; 19º) Muniz, Silva e Fernandes, 8; 22º) Bandeira, 4; 23º) Ribeiro e Freire, 3; 25º) Henriques e Ramos, 2; 27º) Brito, 1.

A temporada terá sequência no dia 26 de outubro, com a sexta e antepenúltima etapa em Pinhais (PR), no Autódromo Internacional de Curitiba.

Texto: Grelak/Divulgação.

Fotos: Equipe Sanderson/Divulgação.

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.