Pontuação apertada prevê disputa acirrada pelo título do Final Cup 2014

8 de outubro de 2014

236141_442994_223684_405283_foto_luciano__santos_sigcom__3_ Falta um mês para ser conhecido o campeão da Final Cup e os pilotos da Sprint Race buscarão a vitória com esta motivação extra na rodada dupla da sétima etapa, no Autódromo Internacional de Curitiba, localizado na cidade de Pinhais (PR). Desta vez, as corridas serão no circuito do anel externo (oval). O troféu de campeão está entre quatro pilotos com diferença mínima de pontos: Marco Garcia (84 pontos), Gustavo Kiryla (82), Flávio Lisboa (81) e Caito Vianna (80).

O minicampeonato que é disputado dentro da temporada 2014 e repete o sucesso das edições anteriores na Sprint Race, compreende as etapas 5, 6 e 7, configurando seis corridas, que neste caso, somente pilotos inscritos no campeonato com participação em no mínimo seis etapas. Seu principal atrativo é a premiação: serão 30 mil reais para serem usados como crédito no ano seguinte.

236141_442997_creditos_luciano_santos_sigcom__72_“A Final Cup na Sprint é uma premiação excelente, pois aumenta a disputa entre pilotos pela classificação geral e junta as categorias PRO e GP em uma única tabela de pontuação. Estou esperançoso quanto a conquista do troféu e do valioso prêmio”, destacou o curitibano líder na classificação, Marco Garcia (Sprint 8).

Gustavo Kiryla disse que tentará marcar o maior número de pontos. “A pista de Curitiba é uma das minhas favoritas e a expectativa é maior por estar correndo em casa. Mas o traçado oval e é uma novidade para mim, com uma corrida prometendo muitas ultrapassagens por conta das longas restas tanto principal quanto a oposta. E junto com a penúltima etapa do ano vem a última etapa para a Final Cup, que está muito disputada na tabela e tenho certeza que a disputa dentro da pista será maior ainda com pilotos de alto nível. Estou muito ansioso e vou buscar a maior pontuação possível e quem sabe levar esse cheque de premiação”, conta o piloto que comanda o carro de número 94.

236141_442996_234633_438678_foto_luciano_santos___sigcom__3_Um dos objetivos da Final Cup é o de que se um piloto não tem chance de ser campeão na geral, pelo menos ele pode ganhar uma das copas internas da competição e levar o prêmio. “A premiação por desempenho torna a categoria ainda mais atraente e diferente dos outros campeonatos. A diferença de pontos está bem justa entre os quatro primeiros colocados então qualquer um pode ser o vencedor”, finaliza o veterano Caito Vianna (Sprint 15), de Campinas (SP).

Fotos: Luciano Santos/SigCom