Etapa de Curitiba mantém Rsports Racing no topo

19 de outubro de 2014

237211_446778_creditos_luciano_santos_sigcomA sexta etapa do Mercedes Challenge, realizada neste domingo (19) no Autódromo Internacional de Curitiba, foi primordial para os pilotos da equipe Rsports Racing que estão disputando o campeonato. A prova foi realizada debaixo de muito sol, e a que temperatura dentro dos carros chegou a 47º C.

Mesmo terminando a corrida na sétima colocação, Cristian Mohr continua na vice-liderança da categoria C250 Cup, com 76 pontos, apenas quatro atrás no líder.

“Larguei bem, até o momento que fui fechado no muro dos boxes por outro piloto. Tive que tirar o pé para não dar um acidente muito grave e acabei perdendo várias posições. Consegui me aproximar mais dois pontos do líder, ainda estamos na briga pelo campeonato. Temos que buscar. A equipe está ciente de que vamos para as próximas etapas com chances reais do título”, avalia o piloto do carro 3.

Na categoria C250 Cup Master, Beto Rossi chegou na quarta colocação e está em terceiro lugar na classificação do campeonato, com 81 pontos, apenas seis a menos que o vice-líder.

237211_446780_creditos_luciano_santos_sigcom_2“A corrida foi boa, o carro estava excelente. A largada foi tumultuada e consegui ganhar várias posições, mas no S de baixa acabei perdendo mais posições que ganhei. Não deu pódio por uma posição. Está bom, vamos continuar na briga”, destaca Rossi.

Victor Amorim terminou a prova na 14ª posição na categoria e Max Mohr bateu o carro no final da prova, mas passa bem.

Categoria CLA

Fernando Amorim chegou na décima colocação na corrida deste domingo. No campeonato, o piloto ocupa a sétima colocação na categoria, com 49 pontos.

“Larguei bem, mas tive que frear para não bater em outro carro, perdi velocidade e posições. Na corrida vim constante. Infelizmente na parada de box perdemos 15 segundos, o que prejudicou bastante, poderíamos chegar entre os cinco primeiros. Mas está bom, os dois líderes do campeonato chegaram atrás. Vamos confiantes para a próxima corrida”, ressalta Amorim.

Calendário

Faltam apenas duas etapas para o fim da temporada. A próxima corrida será realizada no dia 15 de novembro em Salvador (BA) e a última no dia 30 de novembro em Curitiba (PR).

Veja como terminou a corrida:
1. Rodrigo Hanashiro (CLA) – 28 voltas em 48min20s808
2. Lorenzo Varassin/Paulo Varassin (CLA) – a 0.990
3. Fernando Junior/Roger Sandoval (CLA) – a 4.207
4. Neto De Nigris (CLA) – a 4.746
5. Peter Feter (CLA) – a 7.547
6. Claudio Dahruj (CLA) – a 8.131
7. Cristian Hahn/Marcelo Hahn (CLA) – a 8.493
8. Carlos Kray (CLA) – a 10.991
9. Linneu Linardi (CLA) – a 11.892
10. Fernando Amorim (CLA) – a 12.587
11. Adriano Rabelo (CLA) – a 15.502
12. Arnaldo Diniz Filho (CLA) – a 16.213
13. Pierre Ventura (CLA) – a 18.600
14. Paulo Totaro/Ralf Pufleb (CLA) – a 21.064
15. Fernando Poeta/Luis Carlos Ribeiro (CLA) – a 23.894
16. Alexandre Molles Silva (CLA) – a 26.962
17. Danilo Pinto (CLA) – a 1 volta
18. Cesar Urnhani (C250) – a 1 volta
19. Cesare Marrucci (C250) – a 1 volta
20. Carlos Alberto Fonseca (CLA) – a 1 volta
21. Marcos Paioli/Peter Gottschalk (C250) – a 1 volta
22. Leo De Nigris (C250) – a 1 volta
23. Peter Michel Gottschalk (C250) – a 1 volta
24. Theo De Nigris/Thiago De Nigris (C250) – a 1 volta
25. Cristhian Mohr (C250) – a 1 volta
26. Daniel Correa (C250) – a 1 volta
27. Luiz Sena Jr (C250) – a 1 volta
28. Marcos Ramos/Claudio Simão (C250) – a 1 volta
29. Beto Rossi (C250) – a 1 volta
30. Flavio Andrade (C250) – a 2 voltas
31. Roberto Santos (C250) – a 2 voltas
32. Victor Amorim (C250) – a 2 voltas
33. Betinho Sartório (C250) – a 4 voltas

Não completaram 75% da prova
34. Max Mohr (C250)
35. Rodney Felício (CLA)
36. Eduar Merhy Neto (CLA)
37. Fernando Fortes (CLA)
38. Rodrigo Ferre/Bruno Alvarenga (C250)
39. Renato Camargo (C250)

Fotos: Luciano Santos/SigCom