Pietro Rimbano é o campeão da Seletiva de Kart Petrobras 2014

30 de outubro de 2014

238112_449746_img_5061netO paulista Pietro Rimbano, de 16 anos, é o novo campeão da Seletiva de Kart Petrobras. Após dois dias de disputas, no traçado de 1.080 metros do kartódromo internacional de Guaratinguetá, no interior de São Paulo, o piloto venceu nesta quarta-feira (dia 29) a competição, ao somar mais pontos entre os 12 participantes. Foram 45 pontos, contra 40 do vice-campeão Vinicius Papareli, que disputou o título ponto a ponto com o rival.

Rimbano faturou o prêmio de 60 mil reais, o maior do kartismo nacional – e ao lado de Papareli, do terceiro colocado – o gaúcho Matheus Leist – e do quarto colocado – o paulista Mauro Auricchio – participará do programa de orientação de pilotos, a grande novidade da Seletiva neste ano, em que completa 16 edições com o apoio da Petrobras e Petrobras Distribuidora. Auricchio também conquistou o Troféu Lubrax e o prêmio de 5 mil reais, por ter sido o melhor estreante na final.

Com o programa, os quatro participarão de uma série de atividades, visando uma melhor formação, com teste na Europa com a equipe finlandesa Koiranen GP, campeã de 2014 na Fórmula Renault Alps e Fórmula Renault Europeia, experiência em um simulador de F-1 também na Europa, participação no Mitsubishi Driving Experience com Ingo Hoffman no Brasil, preparação física e mental com Nuno Cobra Jr, entre outros.

238112_449743_img_5086netComo no dia anterior, quando aconteceram as tomadas de tempo e a primeira bateria eliminatória, a quarta-feira começou com muito calor em Guaratinguetá. Na pista, a temperatura atingiu mais de 50 graus Celsius, ficando acima dos 30 graus ambiente. Um desafio a mais para os pilotos.

Os 12 finalistas brigaram pelo título com chassis modelo New R, fornecidos pela fabricante brasileira Birel Sudam e também tiveram motores e pneus iguais. Tudo para garantir a disputa mais igual possível entre os concorrentes.

A competição teve seu reinício com a primeira repescagem, entre Matheus Iorio, Bruno Bertoncello e Joaquim Junqueira, que foram os últimos colocados na primeira bateria eliminatória, realizada na terça (28). Bertoncello venceu e seguiu na disputa e os outros dois kartistas foram eliminados.

Em seguida, teve início a segunda eliminatória, com os 10 pilotos divididos em dois grupos. Foram 18 voltas de muita emoção. No primeiro grupo a ir pra pista, Rimbano venceu, com Leist em segundo. Vitor Baptista (terceiro), Yurik Carvalho (quarto) e Victor Matzenbacker (quinto) foram para a segunda repescagem.

No outro grupo, Renato Júnior surpreendeu e venceu, com Zaiya Fontana em segundo e Papareli em terceiro. Como tinha a melhor pontuação, entre os pilotos que iriam para a repescagem, Papareli seguiu na disputa. Mauro Auricchio e Bruno Bertoncello participaram da repescagem.

238112_449744_img_1502netA última vaga para as duas finais ficou com o piloto da “casa” Mauro Auricchio, vencedor da repescagem.

As duas finais tiveram 16 voltas com os seis pilotos classificados: Rimbano na pole na primeira bateria, seguido por Papareli, Auricchio, Renato, Leist e Fontana. Na primeira delas, vitória de Papareli, com Rimbano em segundo. O resultado levou os dois para a prova decisiva empatados na primeira colocação geral (34 pontos). O grid foi definido pela ordem de chegada e Papareli levou a melhor, saindo na pole. Mas Rimbano logo assumiu a ponta e venceu, faturando o prêmio da Seletiva de Kart Petrobras 2014.

Terceiro colocado na Seletiva de 2013, Rimbano comemorou bastante a conquista. “Desde o começo vim me destacando nessa pista, corri sempre entre os três primeiros e isso contava muito. Foi uma disputa bem difícil, principalmente com meu forte concorrente, Vinicius Papareli. A briga foi muito boa entre a gente. Na última bateria, eu vi que precisava chegar na frente dele, independentemente de qualquer resultado e consegui ganhar a última corrida e ser campeão da Seletiva”, contou o piloto, que já faz planos para investir o valor do prêmio. “Eu pretendo investir o dinheiro em alguma categoria de turismo. O prêmio é bom, pois te leva para o turismo e para o fórmula, você vê no que se destaca e segue o rumo de sua preferência”, completou se referindo ao programa de orientação, que dará a chance de testar de fórmula na Europa e também participar do programa da Mitsubishi.

238112_449741_img_5228netPapareli lamentou a perda do título na bateria final. “Eu cometi alguns erros no começo da corrida e aí não deu para levar o título, mas agora tem o próximo ano e vamos tentar ser campeão”, disse o paulista, de 16 anos, que está animado com a participação no programa de pilotos. “É algo muito bom para pilotos jovens como nós que não sabemos nem por onde começar”.

Vice-campeão no ano passado, Leist também espera aproveitar a oportunidade de participar do programa de orientação. “Esse ano foi um pouco mais complicado, porque eu vinha correndo de fórmula o ano inteiro e só andei quatro vezes de kart. Mesmo assim, vim para Guaratinguetá com o pensamento de ser campeão, mas não deu e bateu na trave de novo. Mesmo assim, achei a premiação muito boa. Ainda não sei meu destino no ano que vem e espero que ajude a definir meu caminho”, destacou o gaúcho de 16 anos, que somou o total de 30 pontos.

Nascido na Itália, Auricchio veio para o Brasil com apenas 1 ano de idade para morar justamente em Guaratinguetá. O piloto, que também tem 16 anos, fez sua primeira final de Seletiva e levou o troféu de melhor estreante. “Foi bem competitivo, não foi uma prova fácil, mas ganhei o prêmio de melhor estreante e foi bem legal. Pretendo no ano que vem disputar outra vaga na final da Seletiva”, contou o piloto que encerrou a Seletiva de Kart Petrobras com 28 pontos.

238112_449742_img_5320netPara Binho Carcasci, organizador da Seletiva de Kart Petrobras nestes 16 anos, foi uma das finais mais disputadas dos últimos tempos. “Particularmente foi uma das melhores edições, a minha preocupação é sempre a questão técnica, faço o máximo para entregar um equipamento que não quebre, funcione plenamente e equalizado ao máximo e que a disputa seja só dos pilotos. Aqui vimos que as diferenças eram mínimas, as que aconteceram eram sempre no começo da corrida com os pneus frios, que aí realmente é a tocada do piloto, essa preocupação superamos logo no começo e já me deixou bastante feliz. Sobre o grupo de pilotos era muito homogêneo, do primeiro ao último vendo pela pontuação ficou muito bem distribuída até o último momento, não dava pra saber quem seria o campeão, pois os dois primeiros largaram empatados em pontos na final, então parabéns para o Pietro Rimbano, que veio de uma terceira colocação ano passado, mostrando amadurecimento e isso conta muito na Seletiva, estou muito feliz e tudo correu muito bem e espero estar na 17ª edição dizendo a mesma coisa”, conclui Carcasci.

Confira o resultado final da 16ª edição da Seletiva de Kart Petrobras:
1 Pietro Rimbano (SP) 45 pontos
2 Vinicius Papareli (SP) 40
3 Matheus Leist (RS) 30
4 Mauro Auricchio (SP) 28
5 Zaiya Fontana (RJ) 25
6 Renato Jr. (RJ) 20
7 Yurik Carvalho (SP) 17
8 Vitor Baptista (SP) 16
9 Bruno Bertoncello (RS) 13
10 Matheus Iorio (SP) 12
11 Kim Junqueira (GO) 10
Victor Matzenbacker (RS) 10

Resultados completos de todo o evento:
www.caradec.com.br

Veja todos os campeões da Seletiva de Kart Petrobras:
1999 – Danilo Dirani (SP)
2000 – Júlio Campos (PR)
2001 – Sérgio Jimenez (SP)
2002 – Rafael Daniel (SP)
2003 – Rafael Daniel (SP)
2004 – Rafael Daniel (SP)
2005 – Guilherme de Conto (PR) – Graduados A e Gabriel Dias (PR) – Graduados B
2006 – Guilherme de Conto (PR) – Graduados A e Felipe Guimarães (DF) – Graduados B
2007 – Rafael Suzuki (SP)
2008 – Leonardo Cordeiro (SP)
2009 – Jonathan Louis (PR)
2010 – Felipe Fraga (TO)
2011 – Felipe Guimarães (DF)
2012 – João Vieira (TO)
2013 – Olin Galli (RJ)
2014 – Pietro Rimbano (SP)

Fotos: Fabio Oliveira / Radical Motors

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.