DF Racing Fans corre em Londrina pensando na temporada 2015

31 de outubro de 2014

238303_450405_234069_437031_muffatostacruzA temporada 2014 da Fórmula Truck chegou neste fim de semana a Londrina, no Paraná, para a penúltima corrida do ano. E a etapa paranaense representa não só boas lembranças para a equipe a equipe DF Racing Fans, mas também foco no futuro para o grupo liderado por Djalma Fogaça.

A última passagem da F-Truck por Londrina ocorreu no dia 07 de abril do ano passado, exatamente no aniversário de 50 anos do piloto e diretor da equipe. O presente não poderia ter sido melhor: Fogaça largou na primeira fila da prova – mas abandonou a corrida com problemas nos parafusos da roda dianteira direita.

Neste ano, recebendo a categoria dos caminhões mais velozes do planeta já em fim de temporada, Londrina representa o futuro para a equipe dos caminhões de nove litros. Em um campeonato de altos e baixos, o time corre no Paraná já planejando as novidades para 2015.

“A temporada de 2014 foi especialmente difícil para nossa equipe. A proibição do uso dos catalisadores trouxe um enorme desafio neste ano, por demandar novos investimentos em desenvolvimento de motores. Ainda estamos nesse processo de adaptação para encontrar o desempenho ideal. Temos caminhões muito equilibrados em termos de chassi, mas que hoje sofrem com uma enorme defasagem de potência em relação àqueles equipados com motores de 12 litros”, comenta Djalma Fogaça.

238303_450404_234069_437029_raijan_01Dupla estreia – David Muffato e Raijan Mascarello são dois nomes com imensa bagagem no automobilismo, e também já conhecem bem a Fórmula Truck – Muffato com oito provas já disputadas na categoria e Mascarello com 15. Apesar da experiência, é a primeira vez que os dois disputam uma corrida de caminhões em Londrina. A experiência, porém, ameniza a ansiedade.

“Londrina é onde fiz um dos meus primeiros testes com o caminhão da DF Racing Fans, mas é a primeira vez que vou largar em uma corrida da Truck nessa pista. Por isso, não chega a bater aquela ansiedade típica da estreia”, explica Raijan Mascarello.

Para David Muffato, a etapa tem grande importância no desenvolvimento da equipe. “Apesar de termos enfrentado problemas técnicos ao longo do ano, o que vimos é uma equipe que evoluiu ao longo da temporada. Chegamos a Londrina depois de um bom desempenho em Guaporé e, como estou em meu primeiro ano na categoria, o que mais preciso é ganhar quilometragem. Por isso a meta é, primeiro, terminar a prova. E, se possível, brigando no pelotão da frente”, disse o paranaense.

Restando duas etapas para o fim do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, três pilotos ainda tem chances matemáticas de ficar com o título. O líder é o representante da casa, atual campeão brasileiro e recém-campeão Sul-Americano, Leandro Totti. Ele tem 183 pontos, contra 149 de seu companheiro de equipe e tetracampeão Felipe Giaffone. Outro paranaense, Wellington Cirino, é o terceiro colocado na classificação, 63 pontos atrás de Totti – 64 pontos ainda estão em jogo nas duas últimas provas do ano.

Fotos: Rodrigo Ruiz

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.