Cacá precisa soma de fatores para conquistar sexto título da Stock Car

15 de novembro de 2014

239812_455872_11_15_caca__0006Os ares baianos não trouxeram bons ventos para a Red Bull Racing nesta temporada. Depois de vencer as duas primeiras provas realizadas no circuito de rua montado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em 2009 e 2010, Cacá Bueno teve um sábado bem complicado, ao ficar de fora da primeira corrida da rodada dupla, após ser envolvido em um acidente logo na volta inicial. Mesmo largando em 26º, conseguiu se recuperar par terminar a segunda prova em décimo lugar. Daniel Serra, por sua vez, enfrentou dificuldades com o carro durante o fim de semana e na rodada dupla não foi diferente, fechando as corridas na 12º e nona colocação.

A prova mal tinha começado e Cacá já viu suas chances de conseguir um bom resultado irem pelos ares. Ainda na primeira volta, o pentacampeão se envolveu em um acidente – praticamente um engavetamento – com outros três pilotos, danificando tanto a parte dianteira, quanto a parte traseira do carro 0. Como resultado, a carenagem começou a raspar no pneu traseiro direito, obrigando o carioca a fazer uma parada para que os mecânicos da Red Bull Racing reparassem os danos causados pelo incidente. Cacá ainda voltou à pista, mas o carro parou de funcionar, ao entrar em modo de segurança, que acontece quando a temperatura do motor fica muito elevada.

239812_455870_11_15_caca__0008Largando no meio do pelotão, em 16º, Serrinha conseguiu sobreviver à primeira volta, inclusive ganhando quatro posições. A corrida, entretanto, não foi tão promissora quanto a primeira volta havia sugerido. A partir dali, o carro não apresentou o rendimento esperado pelo paulista, que pouco pôde fazer até receber a bandeira quadriculada, 40 minutos depois, em 12º, que seria sua posição de largada na segunda bateria.

Segunda Corrida: Enquanto Serrinha chegou perto de largar na pole na segunda prova na pole position escapar por duas posições, Cacá partia em 28º sem nada a perder. E, à bordo do carro 0, o pentacampeão fez uma bela corrida, superando quem estava à frente cruzando a linha de chegada na décima colocação, logo atrás de seu companheiro de equipe na Red Bull Racing.

239812_455877_11_15_serra_0002Ao contrário da primeira corrida nas ruas soteropolitanas, o paulista perdeu quatro posições e precisou travar uma luta intensa contra Diego Nunes, Max Wilson e Gabriel Casagrande para fechar o GP Bahia entre os dez primeiros.

“Fazer o quê? O carro estava muito bom, tanto que na segunda corrida larguei em 28º e terminei em décimo. Isso mostra como estávamos competitivos para as corridas, mas, infelizmente, fui envolvido em um acidente em que meu irmão (Popó Bueno) tocou no (Denis) Navarro, que tocou em mim e me fez tocar no Thiago (Camilo). Quando vi o dano que fez no capô e na traseira, sabia que estava fora da luta por uma boa colocação. Agora o hexa está mais distante, pois preciso vencer a corrida de Curitiba e dependo de muitos resultados, ou maus resultados, de outros pilotos para ser campeão. Faltou sorte para a gente em vários momentos da temporada, não foi só hoje”, disse Cacá.

A última etapa da temporada 2014 da Stock Car será disputada dia 30 de novembro, no Autódromo Internacional de Curitiba, na capital paranaense.

Veja a classificação da temporada 2014 da Stock Car após 11 etapas:
1º) Rubens Barrichello – 198 pontos
2º) Átila Abreu – 183,5
3º) Thiago Camilo – 174,5
4º) Julio Campos – 167,5
5º) Antonio Pizzonia – 158,5
6º) Sergio Jimenez – 158
7º) CACÁ BUENO – 157
8º) Allam Khodair – 153
9º) Max Wilson – 144
10º) DANIEL SERRA – 134

FOTOS: Bruno Terena / Red Bull Racing

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.