O ânimo da pole

22 de novembro de 2014

velocidade 420(1)Acompanhe no Carros e Corridas mais uma coluna Velocidade, do jornalista Robério Lessa.

Sair na frente, o ânimo que a pole traz para Nico Rosberg na batalha contra Hamilton

Fazer a pole no momento decisivo da disputa pelo título de pilotos foi a melhor coisa que podia ter acontecido neste sábado (23) para o piloto alemão Nico Rosberg, que almeja entrar para a galeria daqueles que escreveram seu nome na história da Fórmula Um, assim como fizera seu pai, o piloto finlandês Keke Rosberg, em 1982.

Nico  RosbergPara vencer a batalha que trava com seu companheiro de Mercedes, o britânico Lewis Hamilton, o piloto do carro número seis vai precisar de várias combinações, mas isto não parece afetar o bom humor de Nico, humor este que fora melhorado com a melhor volta da classificação conquistada na noite (horário local) deste sábado (22), no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi.

Para sair dos Emirados Árabes Unidos com a taça de campeão, Rosberg precisa vencer a corrida e torcer para Hamilton chegar em terceiro; chegar em quarto  e Hamilton abaixo do oitavo lugar;  terminar em terceiro, e Hamilton  abaixo do sexto lugar; concluir a prova em segundo lugar, e Hamilton abaixo do quinto lugar; e se Hamilton não marcar pontos, deve chegar até ao quinto lugar.

Se Hamilton tem contra ele a impaciência, e o temperamento mais explosivo, a fleuma quase britânica marca a personalidade do germânico, e é nesta outra guerra (a psicológica) que pretende desestabilizar seu oponente.

Lewis HamiltonApós sair da Mercedes 44, o campeão de 2008 evitou trocar olhares com Nico, reforçando o clima tenso vivido pelos dois em quase toda a temporada de 2014 e agravado nas corridas derradeiras deste ano.

Alguns pilotos conseguem suportar toda a pressão de uma disputa dentro da equipe. Nelson Piquet conseguiu, em uma escuderia britânica, com piloto britânico, ser campeão e jogar no colo de Nigel Mansel a responsabilidade maior pela conquista do título que acabou ficando com o brasileiro naquele distante 1987quando à bordo da Williams número seis conquistou deu terceiro título mundial na Fórmula Um (1981, 1983, 1987).

O representante da Inglaterra necessita apenas de um segundo lugar para ser campeão, independente da colocação do germânico. Os números conspiram em favor de Lewis  que venceu 10 das 18 corridas disputadas este ano,  e ainda chegou em  três delas na segunda posição, enquanto Rosberg venceu cinco vezes e conquistou 11 pole positions contra sete de Hamilton.

Lewis Hamilton e Nico  RosbergHamilton tem que fazer exatamente o mesmo que fez na corrida do Brasil para ser campeão, não pode aceitar o risco de errar na tentativa de superar seu oponente.

O que muitos não querem é ver na pista de Abu Dhabi a repetição de cenas já vistas em tempos de Ayrton Senna X Allain Prost e Michael Schumacher X Demon Hill, mas existe sempre esta possibilidade, pois na hora em que as luzes vermelhas se apagam e a adrenalina debaixo do capacete sobe, ceder na primeira curva, ou em outro momento da prova não parece passar pela cabeça de nenhum piloto que almeja o título. Nessa hora o sangue vai aos olhos, e qualquer lampejo de serenidade é posto de lado em detrimento ao sentimento maior pela vitória e pela conquista do campeonato.

Não estou aqui torcendo para um desfecho pouco amistoso, no entanto, esta lembrança precisa ser colocada no leque das opções que temos nesta última corrida de uma temporada que trouxe muitos bons momentos, apesar do grande domínio da Mercedes.

Que vença o melhor!

Fotos: Mercedes GP/Divulgação.

Robério Lessa é jornalista  e edita o site Carros e Corridas. Formado no Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará em 1994, e escreve desde 1992 sobre automobilismo. Tem passagem pelas emissoras Verdes Mares (Globo), Jangadeiro (SBT/Bandeirantes), e TV Assembleia, Rádio O Povo, Rede Cearense de Notícias e CBN. Atualmente é comentarista de automobilismo da TV Diário (Fortaleza-CE).

Escreva para o colunista: roberio@carrosecorridas.com.br

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.