Lucas Torres vence a GPR 250 em Santa Cruz do Sul

23 de novembro de 2014

8710f2e1599aa2a24781bc955a6f5701Lucas Torres venceu o GP Petrobras deste domingo em Santa Cruz do Sul (RS) e levou a disputa do campeonato da GPR 250 para a última etapa, em Cascavel. O piloto da Estrella Galicia Racing by Alex Barros fez uma corrida de recuperação após largar em sétimo e chegou na frente de Meikon Kawakami, da Playstation/PRT, que segue líder da temporada com o segundo lugar na corrida gaúcha. A diferença, que era de 14 pontos antes da prova, agora é de apenas 9. O gaúcho Giovandro Tonini, da Santin Racing, terminou em terceiro.

Enquanto o pole Meikon defendia a primeira posição na largada, seu irmão e companheiro de equipe, Ton Kawakami, segundo no grid, teve um toque com o terceiro colocado, Herbert Pereira, da Aclat Racing. Ton caiu no final da reta dos boxes e a confusão abriu espaço para que Tonini se aproximasse do líder.

Lucas Torres, que saiu em sétimo, pulou para o segundo lugar ainda na primeira volta e logo formou o primeiro pelotão com Meikon e Tonini, quarto no grid. Os três se revezaram no primeiro posto até a última volta, quando Torres pulou à frente de Tonini com sua Honda CBR250 de número 77. “A corrida foi muito boa, estavam todos trocando posições na pista, carenagem com carenagem. Foi muito bom ganhar aqui e levar a decisão para a última etapa”, destaca o vencedor da corrida.

0f5e56a26346ad43dfcc724267068d5dTonini chegou a cruzar a linha de chegada em segundo, mas sofreu uma punição de 5 segundos por ultrapassar com bandeira amarela e terminou a prova em terceiro. “Eu realmente não vi a bandeira (o piloto foi punido por ultrapassar com bandeira amarela), quero ver no vídeo depois para ver onde eu passei. Para mim foi uma surpresa, sempre cuido as bandeiras, mas está tudo certo”, explica o piloto.

O resultado no circuito gaúcho isolou Lucas Torres e Meikon Kawakami como únicos pilotos com chances matemáticas de título. Meikon tem agora 133 pontos contra 124 de Torres. Na última etapa, dia 14 de dezembro em Cascavel, 27 pontos estarão em disputa e cada piloto ainda poderá descartar o seu pior resultado.

“A briga pela vitória foi muito boa, estou muito feliz com a colocação. A corrida foi muito disputada, trocamos de posições várias vezes como sempre. Vamos para a próxima, vou procurar fazer uma boa corrida em Cascavel para ficar com o título, que perdi por pouco na temporada passada”, confia Meikon.

MOTO 1000 GP – GP Petrobras/GPR 250
1º) Lucas Torres (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, com 17min10s191
2º) Meikon Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, a 0s097
3º) Giovandro Tonini (RS/Honda), Santin Racing, a 5s056
4º) Rafael Portaluppi (RS/Honda), Portaluppi Race Team, a 7s262
5º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 7s584
6º) Bruno Borges (DF/BSB City Service Motor Racing), a 32s421
7º) Gabriel Mattes (RS/Kawasaki), Bibica Racing, a 34s676
8º) Maycon Benassi (PR/Kawasaki), Hot Dog Pit Stop, a 34s800
9º) Guilherme Brito (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 55s988
10º) Guilber dos Reis (RS/Honda), Kalunga Motos, a 56s136
11º) Douglas Henrique (RS/Honda), Fábio Loko, a 58min163
NÃO COMPLETARAM
Lucas Prates (RS/Honda), Fábio Loko
Dilson Fernandes (RS/Honda), Carlos Barcelos
Marlington dos Reis (RS/Honda), Kalunga Motos
Djonatas Rosa (RS/Honda), Catarina Motos
Mauricio Colussi (RS/Kawasaki), Rad Racing Team
Herbert Pereira (RS/Kawasaki), Aclat Racing
Ton Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT
Brian David (GO/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros
Suel da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes
Melhor Volta: Portaluppi, na 2º, 1min40s870, média de 126,009 km/h

Fotos: Equipe Sanderson/Grelak Comunicação

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.