Constantino Jr. conquista bicampeonato na Porsche GT3 Cup

13 de dezembro de 2014

Constantino JrEm uma prova muito movimentada em Interlagos, Constantino Jr. conseguiu neste sábado o bicampeonato na Porsche GT3 Cup, se igualando ao seu rival na disputa pelo título, Ricardo Rosset, também duas vezes campeão. Além deles, o rol dos bicampeões da categoria tem Ricardo Baptista e Miguel Paludo.

“Neste ano o que me trouxe o campeonato foi a regularidade. Não foram tantas vitórias, porque nos treinos e tomadas o Ricardo foi mais rápido. Mas eu tinha um bom setup para as corridas e consegui manter um nível médio de pontuação bem alto”, afirmou Constantino.

Na segunda e decisiva corrida da etapa, Constantino e Rosset saíram lado ao lado no grid, sétimo e oitavo, respectivamente, mas para Ricardo o campeonato ficou muito mais difícil após uma rodada ainda na primeira volta do miolo de Interlagos.

“Hoje não sei exatamente o que aconteceu com ele, largamos do lado e ele encostou de leve na minha traseira. Eu quase saí. E ele acabou saindo da pista, creio, para evitar um contato mais forte no meu carro. Isso reflete bem o espírito da categoria, todo mundo é muito rápido, competitivo, a adrenalina está sempre a mil… Mas todos são muito corretos nos seus propósitos e isso faz toda a diferença”, afirmou Constantino.

RossetPara o campeão de 2011, nem a rodada de Rosset facilitou seu trabalho, já que suou e muito para escalar o pelotão e ser manter no terceiro lugar até o final.

Partindo de 11º, Daniel Schneider teve uma recuperação digna de um piloto com vasta experiência em Interlagos. O carro 77 foi o pioneiro a receber a bandeira quadriculada, primeira vitória dele na Cup e a quarta na Cup Sport em 2014.

“Acho que o que fez a diferença foi que eu tinha pneus de chuva mais gastos e a pista secou, então esse pneu mais gasto parece que eu tinha mais grip naquela condição que os que tinham colocado um jogo novo. Eu estava bem mais rápido e as coisas foram acontecendo. O safety car ajudou também porque me aproximou dos ponteiros”, disse Schneider.

Mesmo com o carro rendendo bastante com a pista mais seca, Schneider parecia não acreditar que ainda fosse possível vencer. “Achei que não ia conseguir buscar o Beto, porque ele estava bem na frente e rápido. Então quando percebi que daria para disputar a ponta resolvi que hoje ou eu ganhava ou rodava e parti para o ataque. Fico muito feliz e ansioso para que o ano que vem comece logo para acelerarmos novamente”, contou Schneider.Daniel Schneider

Destaque na segunda prova com o segundo lugar, Beto Posses teve este como seu melhor resultado na temporada 2014. Foi também sua primeira vitória na Cup Master no ano. “Foi impossível segurar no final. Meu pneu era usado e foi bem complicado. Era a última do ano e dei uma abusadinha nas freadas. Mas fico muito satisfeito com o resultado”, afirmou Posses.

Completaram o pódio na Cup em Interlagos: Clemente Lunardi e Marcel Visconde, quarto e quinto colocados, respectivamente.

Pela Cup Sport, mesmo com a vitória de Schneider, quem levantou o troféu de campeão foi Eduardo Azevedo, o pole position na primeira prova. O dono do carro  88 faturou o título com meros quatro pontos de vantagem para Franco Giaffone e comemorou muito, mesmo sem ter completado a prova final por conta de uma batida. “Larguei na pole hoje, primeira pole do pessoal da Sport. Só tenho boas considerações a fazer, mesmo não tendo terminado hoje a segunda prova, quando tive minha única batida no ano. Mas o que valeu foi o título, a disputa foi dura com o Franco, o Gil, o Schneider. Todos nós evoluímos muito ao longo do ano e estou ansioso por 2015”, disse Eduardo.

Azevedo também fez uma análise sobre momentos distintos que viveu nesta temporada. “O ano foi praticamente duas etapas. O primeiro semestre foi bem complicado, quando não terminei algumas provas, a maioria foi por culpa minha. No segundo semestre consegui entender um pouco mais o carro e os demais competidores, pois são pessoas muito mais rápidas do que estamos acostumados a andar. E o segundo semestre foi espetacular. Agora é só comemorar”, festejou Edu.

Na primeira prova deste domingo, Ricardo Rosset conseguiu faturar sua sétima vitória em 2014, resultado que levou a decisão para a última prova do ano. Com uma direção impecável na pista molhada de Interlagos, o ex-piloto de F-1 subiu no lugar mais alto do pódio sem tomar grandes sustos. Constantino Jr. finalizou a prova 5.6 segundos atrás do vencedor e com o segundo lugar, não deixou Rosset diminuir em muitos pontos vantagem que acabou fazendo diferença na pontuação final do campeonato.

Classificação final – Porsche GT3 Cup:
01- 00 Constantino Jr. 226
02- 1 Ricardo Rosset 213
03- 7 Clemente Lunardi 174
04- 27 Ricardo Baptista 152
05- 13 Pedro Queirolo 137
06- 15 Marcel Visconde 136
07- 88 Eduardo Azevedo 116
08- 77 Daniel Schneider 101
09- 81 Gil Farah 100
10- 3 Franco Giaffone 100
11- 08 Rodolfo Ometto 75
12- 52 Roberto Posses 59
13- 34 Maurizio Billi 56
14- 4 Gui Affonso 54
15- 99 Tom Valle 49
16- 18 Carlos Ambrósio 46
17- 10 Adalberto Baptista 39
18- 63 Sérgio Ribas 24
19- 9 Guilherme Figueirôa 23
20- 36 Charles Reed 17
21- 71 Rodrigo Hanashiro 14
22- 70 Marcelo Franco 8
23- 20 Carlos Silveira 8
24- 17 Marcelo Stallone 7
25- 40 Alan Turres 4
26- 89 Daniel Paludo 0
27- 14 Patrick Dempsey 0

Cup Sport:
01- 88 Eduardo Azevedo 94
02- 3 Franco Giaffone 90
04- 77 Daniel Schneider 88
03- 81 Gil Farah 88
05- 8 Rodolfo Ometto 70
06- 18 Carlos Ambrósio 55
07- 10 Adalberto Baptista 41
08- 40 Alan Turres 5
09- 14 Patrick Dempsey (EUA) 3*
10- 89 Daniel Paludo 0

Cup Master:
01- 7 Clemente Lunardi 126
02- 34 Maurizio Billi 75
03- 52 Roberto Posses 72
04- 4 Gui Affonso 69
05- 99 Tom Valle 51
06- 9 Guilherme Figueirôa 50
07- 63 Sérgio Ribas 48
08- 17 Marcelo Stallone 45
09- 36 Charles Reed 29
10- 20 Carlos Silveira 29

Texto: Luís Ferrari/Diculgação.

Fotos: Lujca Bassani/Divulgação.