Matthieu Lussiana promete lutar pelo títulos em 2015

29 de dezembro de 2014

db827e4f55729bc35ac0723ed787dd47Pela primeira vez em quatro temporadas de história o Moto 1000 GP viu o troféu de um de seus títulos ser levado para a Europa. Com quatro vitórias em oito etapas da GP 1000, sua série principal, o francês Matthieu Lussiana, 26 anos, acrescentou a seu currículo em 2014 o título máximo do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Ele cumpriu sua primeira temporada completa na competição representando a Petronas Alex Barros Racing.

O primeiro título conquistado com uma moto de mil cilindradas em mais de dez anos de carreira fez Lussiana assumir metas mais ousadas para 2015. “Vou continuar disputando o Moto 1000 GP e também vou correr de Superstock 1000 na Europa. E com disposição para ganhar os dois campeonatos”, avisa o piloto, que nasceu em Paris, reside atualmente em Limoges e deu à BMW seu quarto título na GP 1000 em quatro temporadas do Moto 1000 GP.

O maior desafio apontado por Lussiana na campanha pelo título foi o de ajustar a nova versão HP4 da BMW. “Com certeza foi a maior dificuldade, era tudo novidade para mim e para a equipe”, falou o francês, que venceu duas etapas em Santa Cruz do Sul (RS), uma em Goiânia (GO) e a segunda das duas em Cascavel (PR). Ele obteve segundos lugares em São Paulo (SP) e Brasília (DF) e abandonou em Cascavel (PR) e Curitiba (PR).

1d5a5c34a29e192815c0907998e9228dCredenciado pela experiência de uma década de participação nas várias categorias da motovelocidade europeia, Matthieu Lussiana enalteceu o alcance do Moto 1000 GP na mídia. “A publicidade desse campeonato é ótima. Todas as corridas são transmitidas pela televisão, inclusive com uso de câmeras onboard, e as corridas estão todas disponíveis na internet. Isso é muito legal e ajuda muito a fazer o campeonato crescer”, comentou.

Lussiana iniciou sua carreira na motovelocidade aos 15 anos, atuando no Aberto da França da categoria 125c, em que obteve um vice-campeonato. Em 2007 foi vencedor do Junior Trophy e, no ano seguinte, estreou no Europeu de Stock 600, terminando em 18º lugar. Em 2009 passou a atuar no FIM Stock 1000, em que foi 17º em 2010 e onde obteve seu melhor resultado em 2011 – um décimo lugar na etapa de Monza, na Itália.

Em 2012, além do 12º lugar geral na Stock 1000, o piloto francês fez sua estreia no Moto 1000 GP, na rodada dupla que encerrou a temporada na pista de Curitiba – conquistou a vitória em sua primeira participação. Em 2013, além do segundo lugar nas 500 Milhas de Interlagos, foi 11º na Stock 1000, sem ter participado de duas das etapas. A campanha incluiu sextos lugares nas etapas de Monza, Portimão, em Portugal, e Silverstone, na Inglaterra.

Fotos: Equipe Sanderson/Grelak Comunicação

2007-2014 – carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização.