Alberto Cesar Otazú estreia no kartismo amador

29 de janeiro de 2016

Alberto Cesar Otazú2Neste ano de Olimpíada no Brasil, o grande destaque é para o desporto amador e nos esportes a motor não é diferente. Base do automobilismo, os pilotos que começam a praticar o kartismo a partir dos 15 anos de idade muitas vezes procuram ganhar experiência nos karts de quatro tempos, alugados em vários kartódromo do país. Depois de testar suas habilidades e aprender a negociar as ultrapassagens, passam para os equipamentos mais rápidos e caros, movidos por motores de dois tempos e mesmo nos karts com marcha, iniciando o seu processo de profissionalização. Nesta sexta  (29) tem início o primeiro certame de kart amador, Campeonato Master de Kart, no Kartódromo da Granja Viana, em São Paulo (SP).

“No meio do ano passado pedi para meu pai me deixar experimentar o kart no Kartódromo Granja Viana, justamente numa prova deste campeonato, que ele disputaria com alguns amigos. Apesar de não ter conseguido um bom resultado, adorei a experiência, e quis repetir a dose. Prometi para mim mesmo que iria correr e dar tudo de mim para ser um piloto bom e de altíssimo nível. E nesta sexta-feira vou começar a minha jornada, rumo ao profissionalismo como piloto, já com disposição para brigar pelo pódio”, avisa Alberto Cesar Otazú, que completou 15 anos de idade no final de 2015.

Alberto Cesar OtazúA primeira etapa deverá ser disputada por cerca de 20 kartistas, alguns já com vários anos de experiência nos micromonopostos, o que não intimida o jovem estreante. “Fiz vários treinos nos últimos quatro meses, com a orientação de vários pilotos bons, como o Aldo Piedade Júnior, Victor Chiarella, Rodrigo Baptista e José Ricardo de Oliveira. Além dos conselhos de meu padrinho no automobilismo, o ex-piloto de Fórmula 1 e Fórmula Indy Roberto Pupo Moreno, que estão sendo fundamentais para que eu comece com mais segurança. Por isto, quero mostrar para eles e aos meu apoiadores que a aposta vai valer a pena”, acredita Alberto Cesar, que tem o patrocínio de HTPro Nutrition e Relógios Lapizta, com apoio de Alpie Escola de Pilotagem, Calabar & Bueno Wines Bar e Grill, e Pilotech by D’Elia.

Alberto Cesar Otazú deverá participar de pelo menos outros três campeonatos de kart amador para acelerar o seu aprendizado. “Quero ver se faço pelo menos umas 20 corridas até o final de maio. Se eu estiver em um ritmo rápido e competitivo, em nível profissional, pretendo treinar com karts de 2 tempos e quem sabe conseguir disputar o Campeonato Brasileiro”, planeja o piloto, que inicia sua carreira amadora divulgando e apoiando duas entidades: a Associação Cruz Verde, que cuida de pacientes com paralisia cerebral grave, e Direção para a Vida, que propaga boas atitudes para pedestres, motociclistas e motoristas no trânsito das ruas e estradas.

Texto:  João Alberto Otazú/Divulgação.

Fotos: Foto: Rodrigo Ruiz e Humberto Silva /Divulgação.

2007-2016  –  carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização

Tags: