Barcelona sedia quinta etapa da Fórmula Um

10 de maio de 2016

F1Por Robério Lessa –  A Fórmula Um chega à Barcelona,  para a realização do Grande Prêmio da Espanha, a quinta etapa do Mundial de 2016.

O circuito da Catalunha, com suas  16 curvas e extensão de 4.655 metros é  conhecido por todos na Fórmula Um, já que sedia vários testes de pneus, no entanto, a pista é desafiadora com uma mistura de curvas de alta e baixa velocidade.

O asfalto abrasivo faz com que pilotos e equipes tenham de se preocupar com o desgaste dos pneus, daí ser essencial uma boa estratégia de troca na corrida em solo espanhol.  O circuito exige muito dos pneus devido as longas curvas de alta e muitas mudanças de direção repentinas. Particularmente, o lado esquerdo do carro sofre mais, com a ação de forças laterais que são as segundas mais fortes de toda a temporada. O pneu dianteiro esquerdo é o mais exigido.

No total serão 66 voltas, perfazendo um percurso de 307,1 quilômetros.

O primeiro treino livre acontece nesta sexta (13), às 5h. Também na sexta (13), às 9h acontece a segunda sessão de treinos livres. No sábado (14), a terceira e última prática de treinos livres ocorre às 6h, e a classificação, às 9h. A corrida acontece no domingo (15), às 9h.

Em Barcelona, o piloto alemão Michael Schumacher venceu seis vezes.  Dos atuais competidores que disputam a competição, já venceram em Barcelona Nico Rosberg, Fernando Alonso, Kimi Raikkonen, sebastian Vettel, Jenson Button e Felipe Massa.

De acordo com a previsão do tempo, informada pela organização da Fórmula Um, é esperada chuva na sexta, tempo encoberto com possibilidade de chuva, no sábado; e sol no domingo.

Oito das 10 últimas corridas na Espanha foram vencidas pelo pole position, sendo que apenas uma foi vencida por um piloto que não largou da primeira fila. Em 2015, a pole position do Grande Prêmio da Espanha ficou com o piloto alemão Nico Rosberg, com o tempo de 1min24s681,  Lewis Hamilton, o segundo no grid, ficou a 0.267s do pole. Na corrida, que aconteceu no dia 10 de maio daquele ano, Rosberg foi o vencedor, com Hamilton na segunda colocação, e Sebastian Vettel em terceiro. Felipe Massa foi o sexto, sendo o último a cruzar a linha de chegada na mesma volta do vencedor, e Felipe Nasr o décimo segundo.

Texto: Robério Lessa

Fotos: MercerdesGP /Williams Martini GP- Divulgação.

Tags: