Irmãos Paludo e Pedro Queirolo vencem na Porsche Cup

21 de maio de 2016

pedro queiroloPedro Queirolo e os irmãos Daniel e Miguel Paludo foram os últimos vencedores da Porsche GT3 Cup Challenge no Autódromo Internacional de Curitiba. Mas mesmo sem os troféus de primeiro lugar, Lico Kaesemodel e Cristiano Piquet, respectivamente os líderes nas classes Cup e Challenge, saíram do Paraná com margem mais ampla na dianteira, na etapa que marcou metade das provas de Sprint do Campeonato Sul-Americano.

A chuva e o frio que marcaram a jornada de sexta-feira deram trégua no sábado, permitindo a realização das três corridas com pneus slick nos carros de corrida mais vendidos do planeta.

A prova da Cup abriu a programação, antecedida por um warm-up de 15 minutos, no qual os carros puderam acelerar para secar a pista.

Mesmo assim a largada foi feita com safety-car, o que favoreceu a vitória de Miguel Paludo após liderar todas as voltas. O bicampeão é o primeiro (e único) piloto a repetir uma vitória em 2016. Marcelo Hahn foi quinto no geral e venceu pela primeira vez na Cup Sport. Em sétimo, o bicampeão da classe Master Maurizio Billi novamente triunfou na categoria para competidores acima de 50 anos de idade.

A seguir veio a corrida da Challenge. Daniel Paludo, que venceu pela primeira vez a prova 2 da etapa passada na Argentina, mostrou que aprendeu o atalho para o alto do pódio. Desbancou o pole Cristiano Piquet e ganhou com autoridade. Mas  o piloto do carro #8 contou com a sorte: vinha em quarto e foi favorecido pelos abandonos, primeiro de Rodrigo Mello, depois de Tom Filho, quando ambos ocupavam a vice-liderança. Recebeu a bandeirada em segundo e ampliou de quatro para seis pontos sua diferença para o chileno Gonzalo Huerta. Na classe de entrada, Eloi Khouri novamente saiu como vencedor, cravando 100% de aproveitamento na Challenge Sport em sua temporada de estreia.

A segunda prova da Cup fechou a programação. Daniel Schneider assumiu a liderança na curva 1 e a sustentou até a penúltima volta, quando rodou no mesmo ponto. Pedro Queirolo então virou o quinto vencedor diferente em seis corridas na temporada. Na Cup Sport, Adalberto Baptista venceu pela primeira vez com o quarto lugar no geral. Na Master o triunfo ficou com Guilherme Figueirôa, agora isolado na liderança.

Lico Kaesemodel, que tanto queria uma vitória em casa na jornada de despedida da pista, saiu sem o troféu de primeiro lugar. Mas com o quarto lugar na prova 1 e segundo na 2, ampliou sua diferença no alto da tabela de 10 para 14 pontos. Em segundo nos pontos estão os dois bicampeões, Miguel Paludo e Ricardo Baptista, empatados com 88.

A próxima jornada da Porsche GT3 Cup Challenge acontece no dia 18 de junho no autódromo do Velo Città.

As corridas da terceira etapa serão exibidas na Band neste domingo às 13h e no Sportv 3 no próximo domingo (29) a partir das 19h.

As Corridas

Cup 1

largada da cupLargada com safety-car para atender demanda dos pilotos à direção de prova. Única ultrapassagem foi de Marcelo Hahn sobre Carlos Ambrósio, pelo sétimo lugar na primeira volta em bandeira verde.

Na quinta volta, Hahn avançou para sexto, deixando Maurizio Billi para trás. Depois de tracionar melhor no Pinheirinho, Ricardo Baptista passou JP Mauro antes do S de alta.

Miguel Paludo seguia firme em primeiro, favorecido pela disputa entre Lico e Queirolo pela vice-liderança. O Porsche #13 atacou no fim da reta na volta 6, mas o competidor curitibano fechou bem a porta. Na oitava volta, novamente os dois disputaram a freada da curva 1 –então Baptista, impulsionado pela melhor volta da prova, chegou para a briga.

Na nona volta Queirolo arriscou a manobra de novo. Freando por fora, Lico perdeu a frente do carro, que apontou para a esquerda e ralou no muro. Queirolo passou para segundo e Baptista para terceiro.

Sem o mesmo rendimento, Lico “segurava” um pelotão formado por JP Mauro, Marcelo Hahn e Daniel Schneider.

Faltando 5 minutos para o fim da prova, Queirolo embutiu atrás de Paludo na reta principal. Baptista vinha sozinho em terceiro. Em quarto, Lico se segurava. Hahn liderava na Cup Sport e ainda passou JP Mauro no fim da reta. Então o carro #90 tocou Schneider na freada, escapou e caiu para décimo.

Na volta 15 Hahn atacou Lico pelo quarto lugar, mas não conseguiu concretizar a ultrapassagem. Schneider vinha em sexto 3s atrás, seguido por Billi e Guilherme Figueirôa, lutando pelo sétimo lugar e a vitória na Cup Master.

Paludo conseguiu segurar Queirolo até o fim, para vencer pela segunda vez no ano. Baptista recebeu a bandeirada em terceiro, com Lico e Hahn completando o pódio. O piloto do #16 venceu também na Cup Sport, seu primeiro triunfo na classe de entrada. Na Master, a briga entre Billi e Figueirôa foi até a bandeirada final, com o carro #34 prevalecendo por 0s3 sobre o #9.

Cup 2

largada da cup - ultima provaPaludo sorteou o número 6 no pódio da corrida 1, conferindo a pole a Daniel Schneider para a segunda prova, com Marcelo Hahn em P2.

O estreante largou bem por dentro, mas não segurou o Porsche #16 na primeira perna do “S” de baixa. O pelotão se acomodou como foi possível, mas Paludo precisou recolher para box para remover uma placa publicitária que ficou presa ao capô do carro #7 quando desviou de Hahn.

Ao término da primeira volta, os cinco primeiros eram Schneider, Queirolo, Lico, Ricardo Baptista e Carlos Ambrósio. Mas o bicampeão escapou para a grama ao pegar fluido de radiador deixado por outro carro na pista, caindo para sétimo lugar.

Após cinco giros, Schneider vinha 1s6 à frente de Queirolo, e este mais 1s4 à frente de Lico. Em quarto e quinto lugares respectivamente, Ambrósio e Adalberto Baptista travavam belo duelo que valia a liderança na classe Cup Sport.

Na liderança da Master, Paulo Pomelli vinha em nono no geral. Mas abandonou na volta 6, abrindo caminho para mais uma vitória de Guilherme Figueirôa na categoria para competidores acima dos 50 anos de idade.

Na décima volta, Lico emparelhou duas vezes com Queirolo. O Porsche #13 usava a pista inteira para conter o assédio do piloto local. À frente, Schneider não conseguia desgarrar a despeito da disputa pelo segundo lugar.

Na volta 13, Adalberto Baptista teve seu esforço recompensado. Passou Ambrósio no final da reta, assumindo a liderança na Sport e o quarto lugar no geral.

Nas voltas finais, Queirolo buscou Schneider, pressionando bastante. O carro #77 rodou no fim da reta na penúltima volta e perdeu ainda a vice-liderança para Lico. Adalberto Baptista foi quarto e venceu pela primeira vez na Cup Sport, enquanto seu irmão, Ricardo Baptista, passou Carlos Ambrósio pela quinta posição a poucos metros da bandeirada. Em nono, Figueirôa venceu novamente na Master.

Challenge

miguel e daniel paludoCristiano Piquet segurou a ponta, Daniel Paludo foi de terceiro para segundo e Marcio Mauro fez grande largada por fora, para saltar de sexto para terceiro. Rodrigo Mello e Tom Filho completavam o top5 na primeira volta.

No fim da reta, Paludo arriscou por fora, Cristiano atravessou a curva, mas voltou na frente do #89. Mas no S de alta não teve jeito de segurar, e Paludo passou para assumir a liderança. Logo atrás, Tom Filho deu o troco em Mauro e encostou em Piquet na terceira volta.

Na sétima volta, Paludo já havia aberto mais de 4s sobre Piquet, que segurava um pelotão composto por Tom Filho, Marcio Mauro e Rodrigo Mello. Quem levou a melhor foi o #11, que se aproveitou da trajetória de Tom por fora e atacou no S de baixa. Mello foi sagaz e acompanhou a manobra.

Na volta seguinte Marcio Mauro perdeu a frente do carro ao tentar ataque sobre Piquet e foi para a área de escape. Mello, novamente esperto, assumiu a vice-liderança se aproveitando do fato de Piquet ter tirado o pé para evitar contato com o carro #11. Gonzalo Huerta então entrou no top5. Em sexto, Eloi Khouri liderava na Challenge Sport com menos de um segundo de vantagem sobre Ramon Alcaraz.

Tom Filho insistiu até passar Piquet na volta 9.

Na 11ª, choque de Roberto Samed contra a barreira de pneus determinou a entrada do carro de segurança. O top10 registrava: Paludo, Mello, Tom, Piquet, Huerta, Khouri, Alcaraz, Otávio Mesquita, Mauro e Luiz Arruda.

Na relargada Paludo sustentou a ponta. Rodrigo Mello perdeu rendimento no meio da volta e teve que recolher para box. Khouri entrou no top5, mas a seguir a disputa era intensa, envolvendo Alcaraz, Mesquita e Mauro.

Na 16ª e penúltima volta, foi a vez de Tom Filho ficar lento. Com isso Mesquita entrou no top5. A ordem dos competidores na bandeirada ficou assim: Paludo, Piquet, Huerta, Khouri (com 100% de aproveitamento na Sport em 2016) e Mesquita.

Texto: Divulgação
Foto: Luca Bassani

2007 – 2016 carrosecorridas.com.br – Todos os direitos reservados – Proibida a reprodução sem autorização

Tags: