Vai começar a temporada 2016 do Cearense de Motovelocidade

14 de junho de 2016

001 MotovelocidadeO Ceará comemora a primeira vitória de um piloto do estado em um campeonato nacional de motovelocidade, conquistada no último domingo (12), em São Paulo, pelo piloto José Duarte, na Copa Honda CBR 500R, integrante do SuperBike Brasil.

A conquista não poderia ter acontecido em hora mais oportuna, pois vai ter início neste domingo (19) a temporada 2016 do Campeonato Cearense de Motovelocidade, a Copa Sol de Motovelocidade, reunindo competidores de vários estados do Nordeste em categorias que vão das 125cc a 1000cc.

001 Motovelocidade 6A programação de pista no Autódromo Virgílio Távora, localizado na cidade do Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza) tem início na manhã do sábado (18) quando acontecem os treinos livres. À tarde serão disputados os treinos classificatórios para a formação do grid de largada das corridas do domingo (19).

A principal categoria da Copa Sol é das motos de 1000cc. O ronco forte dos motores ecoa por todo o circuito, completando o clima para o público que reage com entusiasmo quando essas máquinas rasgam a reta da pista Virgílio Távora a mais de 200km/h.  A Copa Sol ­ 1000cc chama atenção por ter as motos mais velozes da competição, que entram na pista com preparação  livre, o que faz com que às máquinas  proporcionem boas disputas em alta velocidade na reta e nas curvas que costumam por em prova a perícia dos pilotos.

001 Motovelocidade 101Para Roberto Ito, presidente da Federação de Motociclismo do Estado do Ceará (FMC), a competição coloca o Ceará em lugar de destaque no motociclismo brasileiro. Ele destaca a seriedade com que os envolvidos na organização da Copa Sol de Motovelocidade tem demonstrado para fazer o evento acontecer.

“Esse ano de 2016 é um ano atípico para todos os esporte, e o esporte motor sofre com a diminuição das verbas para patrocínio, por isso é de se tirar o chapéu para toda a turma que está organizando a Copa Sol. Fazer um evento regional recebendo pilotos de outros estados mostra que temos um público sedento por competições. O nosso autódromo foi recentemente homologado (clique aqui para ler a matéria sobre o tema) pela Confederação Brasileira de Motociclismo, e precisamos ocupá-lo. Espero que o público responda ao chamamento porque vai ser um show de emoção e velocidade. Não poderia deixar de falar nas categorias de base, as das motos de 125cc, 150cc, 250cc, e 300cc que são as responsáveis por formar os pilotos das categorias mais velozes. Não poderia deixar de citar as empresas que estão nos apoiando nesse evento, que são a SIMMS, Pirelli, Magazine Pneus, Prefeitura do Eusébio, Primeiro Plano, Rabelo, SonoBom Colchões, WM Wirelink e o portal Carros e Corridas”, afirmou Roberto Ito.

984314_1445602852396577_8805030869540758015_nConheça as outras categorias da Copa Sol de Motovelocidade:

As categorias 125cc e 160cc são consideradas categorias escolas. Atualmente a categoria de 125 cc é a mais antiga em atividade no Nordeste. Já são 28 anos da sua primeira etapa. Na categoria Multimarcas podem participar motocicletas de 250cc, 300cc e 320cc  de de vários fabricantes com preparação específica de cada cilindrada.

Na Copa Sol ­ 600cc multimarca, participam motos de vários fabricantes como ZX­6R, CBR 600RR, Yamaha R6, Triumph 675. A categoria é voltada para pilotos com mais experiência nas pistas e também conforme o regulamento é para formação e desenvolvimento. Qualquer piloto com mais de 16 anos pode participar contanto que tenha participado de categorias menores por pelo menos um ano.Fast 1000 GP Foto Roberio lessa Ribodino 2

Também acontece o primeiro Campeonato Cearense de Motos Custon. As motos que participam são: Harley Davidson, Honda, Yamaha; Suzuki; Kawasaki em duas categorias. A categoria A conta com­ motocicletas Custon com altura mínima do solo de 10,5mm a 13,1mm, na B ­participam as motocicletas Custon com altura mínima do solo de 13,5mm a 14,8mm.

Outra novidade é a categoria Naked destinada a motos com cilindradas igual ou superior a 600cc, que competem sem carenagem. Este tipo de categoria é comum em campeonatos regionais fora do Brasil.

Texto e Fotos: Robério Lessa.

 

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: