Ford GT vence na categoria LM GTE Pro das 24 horas de Le Mans

20 de junho de 2016

FordGT-LeMans-1_compressedA Ford reescreveu a história nas 24 horas de Le Mans, na França, com uma nova façanha: além de vencer neste final de semana a prova de resistência mais difícil do mundo, a equipe teve três carros entre os quatro primeiros colocados, mostrando a força do supercarro. O Ford GT número 68 pilotado pelo francês Sébastien Bourdais, o americano Joey Hand e o alemão Dirk Müller recebeu a bandeirada de campeão da categoria LM GTE Pro, enquanto o Ford GT 69, pilotado pelo australiano Ryan Briscoe, o neozelandês Scott Dixon e o britânico Richard Westbrook ficou em terceiro lugar.

O dois outros GTs da equipe Ford Chip Ganassi Racing, números 66 e 67, terminaram em quarto e nono lugares. A vitória ocorreu exatamente 50 anos depois da conquista da marca na corrida mais famosa do mundo, em 1966.

“Este é um momento histórico para a Ford”, disse Bill Ford, presidente do Conselho da Ford. “Nós nos atrevemos a sonhar que poderíamos voltar a Le Mans, 50 anos depois da incrível vitória de 1966, e vencer essa competição. O orgulho que sentimos quando o Ford GT cruzou a linha em Le Mans é indescritível. A equipe que projetou, construiu e correu com o Ford GT tem trabalhado incansavelmente para chegar a este resultado e estou orgulhoso de cada um deles. A equipe demonstrou o espírito da Ford de inovação, determinação e verdadeiro trabalho em equipe. Valorizamos a nossa história e herança e hoje fizemos história novamente. Eu não poderia estar mais orgulhoso.”

O Ford GT foi apresentado à imprensa pela primeira vez no ano passado, em Le Mans, e a sua vitória veio 395 dias depois que o carro andou pela primeira vez, em 20 de maio de 2015, no Calabogie Motorsports Park, no Canadá. O esforço tremendo da equipe Ford Chip Ganassi permitiu ao carro vencer em Le Mans em pouco mais de um ano.

FordGT-LeMans-3_compressed“Construir um carro novo e correr em Le Mans é uma tarefa monumental”, comentou Mark Fields, presidente da Ford mundial. “Nós a enfrentamos e vencemos o maior desafio do automobilismo mundial: as 24 Horas de Le Mans. Foi incrível compartilhar este evento com nossos distribuidores, proprietários, empregados, patrocinadores e convidados, que estão todos explodindo de orgulho em ser parte da família Ford. Cada fabricante na classe GTE Pro lutou com tudo o que tinha de melhor e estamos entusiasmados de ter desempenhado nosso papel nesta corrida incrível”.

Depois de uma batalha titânica com a Ferrari 82, o Ford GT 68 assumiu a liderança na 20ª hora, até o final da corrida. Joey Hand estava no volante nas três ocasiões em que a Ford passou a Ferrari, reavivando a rivalidade de 50 anos entre os dois fabricantes.

“É uma grande aposta voltar aqui 50 anos depois da vitória da Ford em 1966”, disse Hand. “É uma enorme conquista esta equipe ter chegado tão longe num curto espaço de tempo. Todos trabalharam duro, mesmo no Natal e Ano Novo, e nos deram um carro que pode correr muito. Nós o dirigimos como se fosse uma corrida de arrancada por 24 horas. Já ganhei muitas corridas e esta é uma das maiores. Estou honrado de fazer parte deste programa.”

O resultado foi particularmente doce para o francês Bourdais, que obteve sua primeira vitória depois de competir dez vezes em Le Mans. “É uma sensação incrível fazer isso acontecer”, disse Bourdais. “Houve muito esforço e emoção e ganhar o troféu para dar à família Ford e todos os envolvidos é muito especial. Tudo contribuiu para nós hoje – a história, a batalha Ferrari/Ford, 50 anos depois, e a família Ford estar aqui.”

FordGT-LeMans-4_compressedO Ford GT 66, pilotado pelo americano Billy Johnson, pelo alemão Stefan Mücke e pelo francês Olivier Pla, disputava a ponta no início da corrida, mas um pequeno problema elétrico freou o seu ataque. O ritmo das 24 Horas de Le Mans é tão forte que um tempo extra nos boxes é suficiente para tirar um carro da briga.

O Ford GT 67 pilotado pelos britânicos Marino Franchitti, Andy Priaulx e Harry Tincknell teve um problema no câmbio no começo da prova e teve de fazer uma corrida de recuperação nas 24 horas, chegando em nono lugar.

Com a sua 175ª vitória como dono da equipe, Chip Ganassi é o único na história a ganhar a Indianápolis 500, Daytona 500, Brickyard 400, 24 Horas de Daytona, 12 Horas de Sebring e 24 Horas de Le Mans.

O Ford GT 66 somou a pontuação máxima no Campeonato Mundial de Endurance na etapa, esquentando a disputa para o restante da temporada. Já o time da equipe Ford Chip Ganassi Racing que disputa o campeonato IMSA (Campeonato SportsCar Weathertech) volta aos EUA para a próxima rodada em Watkins Glen, em 3 de julho.

Texto: Ford/Divulgação
Foto: Divulgação

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: