Daniel Barbosa fratura o braço após ser “atropelado” na pista

17 de julho de 2016

BRUNO GORSKI

“O sonho acabou”, foi essa a frase que proferiu o piloto cearense Daniel Barbosa, ao dar entrada no Hospital Nossa Senhora das Neves, na noite da última sexta (14), em João Pessoa, na Paraíba, após ter sido literalmente atropelado na pista do Kartódromo do Paladino quando disputava a segunda prova classificatória da categoria F4 Graduados da primeira fase do 51ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart.

13699442_1291417014219523_2027910106_oO piloto do kart número 89 nada pode fazer para evitar o acidente, visto que o kart número 38 praticamente passou por cima do seu após um toque na roda traseira do equipamento de Daniel.
O violento choque não só tirava o competidor da corrida e da competição, quanto lhe quebrara o braço. Prontamente atendido pelo socorro médico e resgate do kartódromo paraibano, Daniel fora levado para uma unidade hospitalar e, posteriormente, transferido para o Hospital Nossa Senhora das Neves, onde fora constatada a necessidade de uma cirurgia para colocação de placa de titânio a fim de colar o osso do úmero, que fora fraturado.

DetalheO cearense permanece internado sem maior gravidade e aguarda cirurgia que deve ser realizada nesta segunda. Ao lado dos pais que moram em Fortaleza (CE), e chegaram à capital paraibana na noite de sexta, ele lamenta a forma como teve de deixar o seu segundo Brasileiro de Kart.

“É muito frustrante ver que toda sua preparação cai sob terra ao ser abalroado da forma como fui. Não foi a primeira vez que isso ocorreu. Ano passado sofri choque semelhante, mas, por sorte só tive a mão atingida e nada mais grave ocorreu. Hoje, infelizmente fraturei o braço, mas não sofri nada de grave, pelo menos. Não queria que fosse dessa forma, pois me dediquei muito, foram horas de esforço jogados fora por uma pessoa que não pensou nas consequências do que podia acontecer. As imagens dizem tudo. Não desejo isso para ninguém, e, francamente, espero que a CBA possa coibir esse tipo de coisa na pista. Vai ser preciso alguém se ferir mais do que eu? Agora é esperar pela cirurgia. Corrida de kart a é a menor de minhas preocupações no momento. Não vou mais competir este ano, e não sei ao certo se voltarei às pistas”, desabafou o piloto que no momento do acidente estava entre os cinco primeiros e era um dos mais rápidos na pista.

Aos 25 anos, ele é apontado como um dos mais promissores pilotos do Ceará. Apesar de ter começado tarde no Kart, aos 23 anos de idade disputou o Campeonato Pernambucano de Kart em 2014. No ano seguinte (2015), foi Campeão Pernambucano categoria F4, e havia vencido a segunda etapa do Paraibano de Kart, competição que lidera com um segundo lugar e uma vitória.

Acompanhe como foi o acidente na galeria de fotos do fotógrafo Bruno Gorski

Telha Sul

Texto: Robério Lessa.
Fotos: Bruno Gorski.

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: