Fórmula Inter é apresentada em Piracicaba

21 de julho de 2016

Fórmula Inter é apresentada em PiracicabaA mais inovadora modalidade do automobilismo brasileiro fez a sua apresentação dinâmica no ECPA – Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, autódromo de Piracicaba (SP). A Fórmula Inter realizou o seu primeiro teste coletivo na Capital do Etanol, combustível que vai movimentar em alta velocidade os monopostos da categoria que entrará na programação do Campeonato Paulista de Automobilismo, administrado pela Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP).

“Para nós é motivo de muito orgulho ter chegado até aqui, afinal somos hoje uma excelente opção de desenvolvimento profissional para pilotos e novos profissionais que desejam se dedicar ao automobilismo profissional e que muitas vezes encontram um mercado cada vez mais proibitivo a sua frente. Além disso, iniciamos nossa trajetória apoiados por importantes parceiros estratégicos, que sem dúvida irão somar esforços e valores para que venhamos a ser a maior categoria de fórmula do país”, comemora Marcos Galassi, Diretor Geral da categoria.

O Fórmula Inter foi totalmente projetado e construído no Brasil. Seu projeto de engenharia foi testado, validado e certificado em testes por meio de softwares de simulação, que asseguram o atendimento às melhores normas de segurança, resistência e eficiência torcional. Trata-se de um trabalho combinado, que envolveu as experiências de um dos mais tradicionais construtores de carros de corrida do Brasil, o Sr. José Minelli, somada a dos estudantes de engenharia da FEI, responsáveis pelos projetos dos Fórmula SAE desenvolvidos por aquela instituição, e vencedores de competições internacionais.

Cerca de 95% dos componentes do carro foram desenvolvidos e são produzidos na fábrica da Formula Inter em São Paulo, adotando soluções sustentáveis como combustível etanol e pintura com tinta a base de água.

Fórmula Inter é apresentada em Piracicaba_3O carro tem um desenho inovador de grandes dimensões, e sua aerodinâmica foi projetada utilizando os mesmos softwares (Computer Fluid Design) utilizados por uma das principais equipes de Fórmula 1. A carenagem e as asas foram produzidas pioneiramente no Brasil por controle numérico computadorizado (CNC), o que garante qualidade e elevado padrão de acabamento.

Além de ter crash box dianteiro e traseiro, os destaques para a segurança vão para os side pods estruturais em plano inclinado – que evitam que o piloto seja atingido por impacto lateral -, e pelo habitáculo em fibra de carbono e anel de segurança para a cabeça do piloto. O volante é com painel eletrônico “on-board”.

O Fórmula Inter vai utilizar rodas de fabricação própria em magnésio de aro 13 polegadas, com tala 8″ na dianteira e 11″ na traseira, que recebem pneus Pirelli PZero Slick, 225/40 VR13 dianteiros e 265/540 VR13 traseiros.

O Power train é composto por motor 2.0, quatro cilindros, 16 válvulas, injeção direta, que gera 191 hp e torque máximo de 21 kgfm a 6.000 rpm, acoplado a caixa de câmbio produzida pela própria F.Inter com 5 marchas em “h”. A velocidade máxima projetada em Interlagos aproxima-se dos 250 km/h

“Segurança, desempenho, competitividade, aprendizado, profissionalismo e baixos custos são os pilares que nos motivam a criar uma categoria completamente nova, com ideias novas, que refletem todo o potencial que nosso país tem no desenvolvimento do esporte a motor”, enaltece o executivo.

Fórmula Inter é apresentada em Piracicaba_4O modelo de participação será o de locação, através de uma organização única, e compreende uma série de entregáveis que vão muito além da disponibilidade do carro propriamente, e serão oferecidos imediatamente no fechamento do contrato para toda a temporada. Trata-se de uma oferta completa para quem quer começar ou permanecer no automobilismo.

Inclusos no pacote estão pneus e combustível necessários ao cumprimento dos treinos oficiais, classificações e corridas, de acordo com o regulamento técnico e desportivo a ser publicado em breve.

O valor da locação por prova para a temporada é de R$ 13.990,00 por etapa, para o pacote de 11 etapas.

A Incubadora de pilotos Fórmula Inter, iniciativa inédita no Brasil, é um programa que visa formar jovens que sonham em ser piloto de automobilismo através de um programa subsidiado.

A primeira turma da Incubadora Fórmula Inter é formada por Daniel Mageste (RJ), Thiago Izequiel (RJ), João Bedin (SC), André Giotto (SC), Silvano Fernandes (RS), Nikolas Gaigalas (SP), Leandro Montalvão (SP), Luiz Júnior (SP) e Luan Giraldi (SP).

Muito mais que pilotar, o profissional do automobilismo deve estar preparado para todos os desafios de uma carreira extremamente competitiva. A missão da Formula Inter é oferecer os meios e a experiência de quem já chegou lá para criar oportunidade de capacitação profissional dos pilotos.

Fórmula Inter é apresentada em Piracicaba_2Por isso, a categoria oferece a todos os seus pilotos acesso à Academia F.Inter, que irá ministrar aulas de mecânica, tecnologia de dados, técnicas de pilotagem, media training, marketing e vendas, entre outras disciplinas complementares para quem deseja se aprimorar na profissão, tudo sob a supervisão do ‘reitor’ Roberto Pupo Moreno, ex-piloto de Fórmula 1 e Fórmula Indy.

“Temos a experiência de todos os profissionais competentes que fazem parte da Fórmula Inter, e que estarão envolvidos em todas as etapas durante a passagem do piloto por ela e certamente vão contribuir para seu crescimento e para sua realização pessoal. Por isso foi formada a Academia Fórmula Inter, uma universidade para os nossos jovens talentos e futuros campeões”, anuncia Marcos Galassi.

FICHA TÉCNICA – FÓMULA INTER

Monoposto: F-Inter MG-15
Construtor: Minelli Racing
Chassis: Construção tubular semi-monocoque, crash box frontal removível e side pods laterais estruturais em plano inclinado
Suspensão dianteira: ‘push rod’ mono shock, triangulo superior e inferior com uniballs e rótulas Aurora espec Race e barra estabilizadora.
Suspensão traseira: ‘push rod’ bishock, triangulo superior e inferior com uniballs e rótulas Aurora espec Race e barra estabilizadora.
Amortecedores e molas: Com bump e rebound fixos, molas com carga variável.
Freios: 4 discos ventilados, calipers espec race de 4 embolos, distribuição de carga dianteira e traseira regulável no cockpit.
Mangas de eixo: em magnésio com cubo rápido.
Rodas: Fabricação própria em magnésio, aro 13, tala 8″ dianteira e 11″ traseira
Pneus: Pirelli PZero Slick – 225/40 VR13 dianteiros e 265/540 VR13 traseiros
Caixa de Direção: Minelli Racing
Tanque de combustível: de borracha, capacidade 30 litros
Combustível: etanol
Pintura: Sherwin Williams à base d’água
Habitáculo: em fibra de carbono, extrator de banco
Banco de segurança: em fibra de carbono, removível
Anel de segurança: Protetor de cabeça em material compósito
Volante: Fibra de carbono com sistema de retirada rápida e painel eletrônico embutido
Carenagem: Fibra de vidro em vacuum bag, 8 peças
Aerofólio: Regulável de 0 a 11 graus, com 1.000mm de comprimento.
Asa: Fixa em 11 graus, com 1.800mm de comprimento
Flaps: Dianteiro 4 unidades reguláveis de O a 35 graus, traseiro com 1.000mm regulável de 0 a 35 graus.
Extrator Traseiro: em fibra de vidro, fixo

Dimensões:
Comprimento total: 4.320mm
Largura total: 1.800mm
Altura máxima: 1.000mm
Entre eixos: 2.465mm
Bitola dianteira externa aos pneus: 1.800mm
Bitola traseira externa aos pneus: 1.750mm.
Peso: 520 kg sem combustível.

Motor:
2 litros, 4 cilindros em linha, 16válvulas
Coletor de admissão e escape: Minelli Racing
Refrigeração: 2 radiadores laterais de alumínio para água
Sistema de Gerenciamento Eletrônico: Pro Tune Eletronic Systems
Potência: 191 hp a 6000 rpm
Torque: 21 kgfm a 6000 rpm
Câmbio: 5 marchas em H

 

 

Texto: Mastermidia/Divulgação
Foto: Rodrigo Rui (F-Inter)/Divulgação

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: