SuperBike: Quatro categorias decidem o campeonato neste domingo

30 de novembro de 2016

quatro-categorias-decidem-o-campeonato-neste-domingo_compressedA temporada 2016 do SuperBike Brasil parte para sua grande final, que será realizada neste domingo (4) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), com o título já definido em quatro categorias. Os campeões vão entrar na pista com a missão de fazer um grande encerramento de temporada e sem o risco de precisar obter os melhores resultados. Ainda assim, a rodada decisiva será importante, pois irá determinar os vice-campeões.

Com motos de 1.000 cm³ de cilindrada, a SuperBike Light já tem definidos seus vencedores. O capixaba Rodrigo Calmon Dazzi, da equipe Indus Giromoto Ello, faturou o título com uma rodada de antecedência, porém, promete acelerar forte em Interlagos para comemorar a conquista do campeonato com um lugar no pódio. Na última etapa, em Goiânia, Dazzi acabou enfrentando problemas mecânicos e precisou abandonar a disputa e retornar aos boxes.

E no mesmo grid entre os competidores da Master – com pilotos acima de 45 anos –, o campeão é Marcos Ramalho , da equipe Pitico Race Team. O piloto paranaense fez uma grande campanha nesta temporada e se manteve quase sempre no pódio. Foram três vitórias, um segundo e três terceiros lugares. Já em Goiânia, onde confirmou o título, acabou recebendo a bandeirada na sétima posição, porém, com um grande desempenho na pista.

“Parabéns campeão! Você foi ao pódio em todas as etapas em que participou e ontem [13 de novembro] foi incrível. Marcos Ramalho teve problemas com os pneus, largou dos boxes e chegou em sétimo na sua categoria, correndo em piso seco com pneus de chuva. Com a atitude de um herói, ele não cogitou a possibilidade de desistir da corrida, manteve-se calmo e entrou para mostrar porque é um verdadeiro campeão. Parabéns, Marcos! Você é nosso orgulho e estamos muito felizes em fazer parte desta linda história”, publicou a equipe PRT.

superbike hondaTambém pela Master, agora na categoria Copa Kawasaki Ninja 600, o campeão deste ano é Valter Rubino, da equipe Misano Racing Team. O piloto de São Caetano do Sul provou que idade não é determinante para se romper barreiras, superar desafios e fazer o que mais se ama. Aos 60 anos, Valter conquistou um título na motovelocidade no comando de uma Kawasaki Ninja ZX-6R. E para a grande final, em Interlagos, promete seguir acelerando forte.

“Minha expectativa é fazer as duas corridas de forma bem consciente, procurando errar o menos possível e tirando tudo de potência da moto. Espero estar no pódio nas duas provas e concretizar a conquista do titulo Brasileiro tão esperado e almejado”, declarou o piloto.

E bem ao contrário dos pilotos mais experientes, o quarto campeão é um garoto de apenas 15 anos da cidade de São Paulo. Rafael Rigueiro, da equipe MotoSchool Racing Team, obteve o título de forma antecipada na Copa Honda CBR 500R Light e segue na briga pela disputa da categoria Teen, em que lidera o campeonato. Este jovem talento tem uma trajetória de sucesso e grandes resultados no SuperBike Brasil. Rigueiro fez sua estreia na motovelocidade na temporada passada, em que participou da categoria-escola Honda Junior Cup. O garoto faturou o vice-campeonato e ficou apenas três pontos atrás do líder.

Agora resta aguardar a grande final do SuperBike Brasil. A decisão do campeonato será realizada no Autódromo de Interlagos neste domingo (4). Os treinos livres iniciam já na sexta-feira e no sábado é a vez dos classificatórios, que definem a ordem do grid de largada.

Texto: VGCOM/Divulgação
Foto: Gilmar Rose/Divulgação

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: