Sangue novo no Automobilismo Cearense

12 de fevereiro de 2017

O Campeonato Cearense de Marcas tem atraído cada vez mais novos pilotos e equipes. Em 2017, a Equipe Boteco vai disputar a competição com quatro pilotos, e um deles vai fazer sua estreia no automobilismo na primeira etapa da competição.

Aos 20 anos, o fortalezense Anderson Pinheiro Diniz chega para dar “sangue novo” a competição. Desde criança ele nutre uma paixão por carros e, mesmo sem entender muito do universo das corridas não desgrudava o olho da TV quando via uma corrida de Fórmula Um. Convidado pelo piloto e chefe da Equipe Boteco, Paulo Plutarcho, o estudante de Ciências da Computação vai experimentar novos rumos em um ano que inicia com grande expectativa de ser um doa mais animados dos últimos tempos.

“Para mim sempre foi um sonho, sempre gostei de carro. Cresci em oficina e sou fascinado por carros e corridas. Conheci o Davi Plutarcho e, por conta da nossa amizade passei a acompanha-lo nas corridas e fui conhecendo o pessoal da Equipe Boteco, e foi quando veio o convite do Paulo (Paulo Plutarcho) para ser piloto da equipe. Ele realizou um sonho meu, não tenho como agradecer”, afirmou Anderson.

Motivado, o jovem estudante de 20 anos não vê a hora de entrar no cockpit no Fiat Uno da escuderia para sua estreia no Cearense de Marcas, que está programada para acontecer nos dias oito e 9 de abril, mas antes ele segue treinando no kart e vai participar de um treino livre programado para março, além de um track day.

“É uma grande responsabilidade para mim, já estou treinando de kart, e vou intensificar mais ainda, além disso tenho me empenhado na atividade física e usando um simulador para conhecer mais a pista do Eusébio, sei que na hora de acelerar dentro da pista é outra realidade, mas quero fazer essa preparação da melhor forma possível para poder chegar bem e buscar a evolução a cada volta que completar. Vai ser um grande desafio, mas estou disposto a aprender com todo mundo”, disse.

Fã de Ayrton Senna, Anderson agradeceu a oportunidade e mostrou gratidão pelo convite. “O Paulo e o Davi não tem a dimensão do quanto estou feliz. Não vou desapontá-los, farei o possível para honrar este convite e ser motivo de orgulho para eles, para minha família e toda a equipe”, concluiu.

“Tenho certeza de que ele vai se dar bem. É uma pessoa séria, faz tudo com determinação e, no kart, mostrou habilidade para as corridas. Temos que investir em novos talentos, apostar no novo, ter quem possa tomar de conta do nosso automobilismo quando pararmos, e eu aposto no novo, na juventude. Gonzaguinha já disse acreditar na rapaziada, e é isso que esse país precisa, acreditar em quem pode trazer um futuro melhor. Acho que ele tem tudo para aprender, evoluir e ser um grande piloto”, comentou Paulo Plutarcho.

Texto: Robério Lessa
Fotos: Robério Lessa e Arquivo Pessoal do piloto.

Copyright© 2007-2016 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: