Wellington Cirino vence etapa uruguaia da Fórmula Truck

9 de abril de 2017

De sexta a domingo, Wellington Cirino, da ABF Racing Team, foi dominante no autódromo Eduardo Cabrera. Sem dar chances aos adversários, acelerou mais rápido em todos os treinos e confirmou o favoritismo no GP Siñeriz de Rivera, recebendo a bandeirada na dianteira e abrindo até dez segundos de vantagem para o segundo nas últimas voltas. Fechando com chave de ouro, completou 200 corridas em “apenas” 20 anos de categoria.

Cirino não foi o único que manteve a constância. Paulo Salustiano também controlou a segunda posição da largada durante todo o circuito. Salu, da mesma equipe, fez a volta mais rápida, com 1m44s556, chegou a incomodar e carimbar algumas parciais, mas não foi o suficiente para tomar a liderança.

A previsibilidade acaba por aí. Joel Mendes Jr conquistou uma posição e não largou mais, finalizando as duas etapas em terceiro, ocupando o lugar que era de Fabricio Larratea, um dos pilotos do País anfitrião. Em sua estréia na F-truck, Larratea não teve um resultado brilhante na etapa, finalizando em quinto, mas valoriza demais sua primeira experiência. “Posso dizer que me adaptei rapidamente, fiquei entre os cinco primeiros no meio de tantas feras”.

Wiltord Ramasauskas, pela segunda vez no pitlane da truck, fez uma corrida de muita eficiência com três ultrapassagens nos dez primeiros minutos. Enquanto isso, Cristina Rosito e Alan Chanoski se atacavam para ficar com a sexta posição, com desfecho positivo para Chanoski. Gabriel Cato, Carolina Cánepa (a outra anfitriã) e Edson Ferreira completam a classificação. Ricardo Gargiulo abandonou logo no início da prova após problemas mecânicos.

Definitivamente, o público foi um dos pontos altos do evento. Durante a entrevista coletiva, Cirino e Salusiano celebraram a presença de tantos espectadores no autódromo. “Me emocionei em ver a quantidade de gente aqui, independente do clima, arrepiei, e não foi a primeira vez que eu estive aqui”, lembrou Salu, pouco antes do vencedor do dia deixar o aviso: “Voltaremos aqui com certeza, com mais carros, para fazer um espetáculo ainda mais bonito”. A chuva forte presente durante todo o sábado e manhã de domingo, cessando justamento no horário da corrida, também foi assunto. “A única coisa que eu quero para Londrina: Sol”, brincou Wiltold.

Confira o resultado da primeira metade da corrida:
1º) 6 – Wellington Cirino (Mercedes), 14 voltas em 26:42.968 (média de 93.2 kmh)
2º) 55 – Paulo Salustiano (Mercedes), a 26.612
3º) 44 – Joel Mendes Jr (Scania), a 35.467
4º) 13 – Witold Ramasauskas (Mercedes), a 44.997
5º) 37 – Alan Chanoski (Iveco), a 54.459
6º) 27 – Cristina Rosito (Volvo), a 1:04.725
7º) 111 – Fabricio Larrateia (Mercedes), a 1:12.832
8º) 41 – Carolina Cánepa (Volvo), a 1 volta
9º) 186 – Edson J Ferreira (Ford), a 2 voltas
10º) 11 – Ricardo Gargiulo (Ford), a 11 voltas
11º) 20 – Gabriel Cato (Scania), a 13 voltas

Melhor Volta: Wellington Cirino, 1:45.616 (107.7 kmh)

Confira o resultado da segunda metade da corrida:
1º) 6 – Wellington Cirino (Mercedes), 15 voltas em 26:28.137 (média de 74.2 kmh)
2º) 55 – Paulo Salustiano (Mercedes), a 16.242
3º) 44 – Joel Mendes Jr (Scania), a 47.149
4º) 13 – Witold Ramasauskas (Mercedes), a 57.274
5º) 111 – Fabricio Larrateia (Mercedes), a 1:10.451
6º) 37 – Alan Chanoski (Iveco), a 1:11.519
7º) 27 – Cristina Rosito (Volvo), a 1:27.153
8º) 20 – Gabriel Cato (Scania), a 1 volta
9º) 41 – Carolina Cánepa (Volvo), a 1 volta
10º) 186 – Edson J Ferreira (Ford), a 2 voltas

Melhor Volta: Paulo Salustiano, 1:44.556 (108.8 kmh)

Texto: Divulgação
Foto: Rodrigo Ruiz – Divulgação

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: