Uma vitória que cai no colo de Hamilton

19 de setembro de 2017

O Grande Prêmio de Cingapura de Fórmula Um foi decidido na largada. O que parece exagero fora o ocorrido na noite (horário local) na pista asiática quando Sebastian Vettel, Max Verstappen e Kimi Raikkonen se envolveram em um acidente que poderia ter sido evitado por todos eles, e ainda custou caro para o espanhol Fernando Alonso, que teve de abandonar após ter tido seu carro colhido no meio da confusão entre Kimi e Verstappen.

Vettel ainda tentou continuar na prova, mas os danos na Ferrari número cinco levaram-no a rodar na pista e colidir no muro de proteção, findando suas esperanças de pontuar neste domingo (17).

Com isso, o britânico Lewis Hamilton não teve trabalho para assumir a ponta e vencer  a corrida sem ser ameaçado. A vitória deu a ele 28 pontos de vantagem  sobre Sebastian Vettel, na luta pelo título do Mundial de Pilotos e, praticamente sacramentou o título de construtores da Mercedes, a menos que haja uma hecatombe no time germânico e este não pontue mais para que a Ferrari possa tirar a diferença de 102 pontos.

O que se viu em Cingapura foi o que podemos chamar de atitude do motorista arrogante, que, mesmo sabendo está próximo de uma colisão, não tira seu carro da trajetória por achar que ele é o dono da razão. Metáforas à parte, Max Verstappen tem sua parcela de culpa assim como Kimmi também a tem, mas percebe-se no vídeo da corrida que ele prefere mover seu caro para a esquerda, a fim de diminuir o espaço de Raikkonen, que arriscou demasiado em tentar passar rente ao muro. Somado a isso, Vettel coloca sua Ferrari em posição próxima a Red Bull de Max para evitar ultrapassagem, mesmo tendo todo o espaço do mundo à sua direita.

O deslocamento quase infantil de Vettel colocou-o como alvo fácil de uma Ferrari descontrolada que jogou por terra a melhor chance de vitória do time italiano e uma possível retomada da liderança para o tetracampeão. 

Como as próximas corridas favorecem o carro mais potente da Mercedes, a escuderia vermelha vai ter de tirar muitos coelhos da cartola se quiser ver seu piloto no topo em 2017.

Lewis Hamilton ficou à frente de Daniel Ricciardo, o segundo colocado. Valtteri Bottas completou o pódio e ajudou a Mercedes a somar mais uns pontinhos na briga dos construtores.

Confira a classificação final do GP de Cingapura

1 Lewis Hamilton
2 Daniel Ricciardo
3 Valtteri Bottas
4 Carlos Sainz
5 Sergio Perez
6 Jolyon Palmer
7 Stoffel Vandoorne
8 Lance Stroll
9 Romain Grosjean
10 Esteban Ocon
11 Felipe Massa
12 Pascal Wehrlein

Não completaram a prova:
Kevin Magnussen
Nico Hulkenberg
Marcus Ericsson
Daniil Kvyat
Fernando Alonso
Sebastian Vettel
Max Verstappen
Kimi Räikkönen

Texto: Robério Lessa
Foto: Mercedes GP/Divulgação.

Copyright© 2007-2017 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: