Temperatura elevada maltrata pilotos e provoca desgaste de pneus

10 de outubro de 2018

Por Robério Lessa direto de Vespasiano (MG) –  A quarta (10) começou com céu encoberto e uma temperatura de 24° Centígrados, mas, à medida que o dia ia avançando, o sol ia se mostrando e elevando a temperatura na pista do Kartódromo RBC Racing, localizado na cidade de Vespasiano, na Grande Belo Horizonte, palco da 20ª Copa Brasil de Kart.

Às 13h, os termômetros já marcavam 31º, mesmo com o céu encoberto por nuvens, a ausência de vento dava uma sensação térmica desconfortável, e quem ganhava à pista percebia que as sessões de treinos livres seriam longas e desgastantes.

Piloto e chefe de equipe, Renato Russo sentiu o calor e mostrou preocupação com o acentuado desgaste dos pneus esquerdos, os que mais são exigidos, dado ao traçado com mais curvas à direita, daí o kart apoiar-se mais nos pneus esquerdos (o dianteiro, sobretudo).

“Tá muito abafado, nós pilotos sentimos, mas conseguimos suportar, nos hidratamos e nos preparamos para isso, o que está preocupando é o desgaste excessivo dos pneus esquerdos. Hoje deixamos de fazer um dos treinos livres para não comprometer. Estamos (todos os pilotos) solicitando mais meio jogo para cada piloto, um pneu dianteiro e um traseiro esquerdos, a fim de que não tenhamos problemas”, disse Renato Russo.

Para a quinta (11), a previsão é de sol e aumento de nuvens pela manhã, com pancadas de chuva à tarde e à noite.

 

Texto e Fotos: Robério Lessa.

Copyright© 2007-2018 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: