Beto Pontes domina etapa do Cearense de Marcas

23 de outubro de 2018

Nas principais adegas dos melhores enólogos do mundo há um lugar de destaque para um vinho de reserva especial, que a cada ano vai ganhando mais sabor.

Não estranhe!

Você está lendo uma notícia em um site de automobilismo sim, é que para falar desse piloto, é preciso fazer essa metáfora, pois, o tempo parece que fez muito bem a ele, assim como aos bons vinhos.

Beto Pontes, aos 58 anos ele dominou a terceira rodada dupla do Campeonato Cearense de Marcas e a primeira rodada dupla da Copa Nordeste de Marcas, vencendo as duas etapas realizadas no último domingo (21), no Autódromo Virgílio Távora, localizado na cidade do Eusébio (CE).

Mas foi no sábado (20) que Betão, como é mais conhecido e como gosta de ser chamado deu mostras de que estava ali para ser o protagonista da etapa, e só não ficou mais contente com o desempenho dele e de sua equipe por conta dos problemas no protótipo que iria guiar e no do seu filho Beto Pontes Filho (Betinho).

Às 15h40min, 10 minutos antes do início da classificação da categoria A do Cearense de Marcas, Betão aguardava dentro de seu Corsa número 00 e, ao ser autorizado i início da tomada de tempo assumiu a ponta e, ao final cravou a pole position em 1min28,977s, sendo o único a andar na marca de um minuto e 28 segundos.

Na manhã do domingo (21), soube segurar o ímpeto de Carlos Machado que andou forte, e ameaçou no início da corrida, sobretudo quando Betão deu uma pequena escapada na saída da Curva Dirce, início da Reta dos Boxes, perdendo momentaneamente a ponta e recuperando-a em seguida. Depois foi tocar forte o pedal da direita e cruzar a linha de chegada com uma diferença de 5,946s para o segundo colocado, o piloto Alex Silveira. Além disso, Beto marcara a melhor volta da corrida em 1min29,526s.

Na sexta etapa, disputada à tarde, Betão voltou a marcar a melhor volta em 1min29,135, o melhor tempo do dia entre os marcas, e voltou a vencer. Desta vez, a vantagem foi de 4,917s em relação a Alex Silveira, novamente segundo colocado.

No Alto do Pódio, ao lado do filho Ítalo e de seus familiares, Betão era só alegria e mostrava-se recompensado pelo trabalho realizado na sede da equipe (Sodine Racing) ao longo do mês, apesar dos contratempos com os outros carros.

“Você não pode ganhar tudo, mas precisa valorizar cada conquista. Hoje fomos muito bem no Marcas e eu agradeço muito a todos na equipe. Eu estava focado e procurei fazer o meu trabalho da melhor forma. Estou muito feliz por poder dividir essa alegria com minha família. É bom poder fazermos o que nos dá prazer, o que nos completa e melhor ainda poder fazer algo com o apoio da família”, afirmou.

 

Texto e Fotos: Robério Lessa.

Copyright© 2007-2018 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: